HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL

HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL
HARAS SANTA RITA DA SERRA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS REGINA

HARAS REGINA
HARAS REGINA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO
HARAS FIGUEIRA DO LAGO - São Miguel, São Paulo

STUD H & R

STUD H & R
STUD H & R - TOQUE NA FOTO PARA VER UM UM GP. BRASIL QUE VAI FICAR NA HISTÓRIA

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS
AEROSOL, MESMO DEVOLVIDO PROVOU SER CRAQUE: TOQUE NA FOTOGRAFIA E VENHA CONHECER O BERÇO DE CAMPEÕES

HARAS SANTA TEREZA DO BOM RETIRO

HARAS SANTA TEREZA DO BOM RETIRO
ONDE A VELOCIDADE IMPERA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS NIJU

HARAS NIJU
toque na foto para conhecer nosso projeto

HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA

HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA
HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA: VENCEDORES INTERNACIONAIS EM TRÊS CONTINENTES

albatroz bloodstock agency, Inc.

albatroz bloodstock agency, Inc.
albatrozusa@yahoo.com

quinta-feira, 9 de junho de 2016

PONTO CEGO: DENTRO DAS PERSPECTIVA DOS RÓTULOS


Existem várias maneiras de se rotular um cavalo de corrida com a sigla craque. Acho até que tornou-se voz corrente esta sigla, o que minimizou em muito a exatidão da verdade. Ela varia com a cara do freguês e a midia ajuda em muito, engrandecendo feitos, que na realidade são corriqueiros, rotulando-os como atos de bravura e exceção. Por isto, quando a coisa aperta eu sempre apelo para o timeform, um instituíção seria, fundada pós guerra, que rotulou os cavalos com indices, de forma que você possa aquilatar o que eles realmente corriam na opinião dos experts.

Como todo rótulo, trata-se de apenas uma opinião, e como já aqui escrevi em diversas oportunidades, opinião para mim, é como nariz. Cada um tem o seu, com formatos cores e tamanhos distintos. Mas o Timeform, faz um trabalho sério e que de alguma maneira deixa antever o que aquele cavalo corria em sua época. Sei que comparar cavalos de épocas distintas é dose. E forçar uma barra em comparar um milheiro alongado como Frankel, a tipicos clássicos como Sea Bird e Ribot, ou um milheiro nato como Tudor Minstrel ou mesmo a uma velocista como nossa recém invicta australiana.

Mas a teoria tem a sua importância, pelo menos à meus olhos.

Todos sabem de meu respeito por linhas maternas. E eu as vezes me utilizo muito do timeform para aquilatar o grau de importância de seus principais veios, as chamadas familias. Não é um metodo de conduta. É apenas uma verificação.

Por exemplo, um cavalo, em meu conceito quando atinge um índice de 136 ou mais no Timeform, trata-se de um elementos acima de qualquer suspeita. Ele corria e corria muito.  E foram até aqui apenas 101 elementos que atingiram este patamar minimo, do pºos guerra até os dias de hoje.

Assim eu junto estes, e os separo por familias maternas para chegar ao quadro que apresento a seguir. São estas as linhas maternas de maior efetividade na transmissão de alto classicismo. Logo ter qualquer um destes cavalos em sua linha baixa, só pode ajudar.

Até o presente momento, apenas uma familia conseguiu produzir 5 elementos desta lista. Uma outra quatro e sete três. Partindo-se daquele velho e as vezes doloroso principio, que uma vez pode ser sorte, duas coincidência e três porque você sabe o caminho, vos apresento as nove famílias que melhor se sairam neste item 

Com 5 individuais membros
9-c
Tudor Minstrel (144)
Abernant (142)
Shergar (140)
Alydar (139)
Habibti (136)

Com 4 individuais membros
16-h
Molvedo (137)
Reliance (137)
Pico Central (136)
Relko (136)

Com 3 individuais membros
 8-f
Nijinsky (138)
El Gran Senor (136)
Manikato (136)
 5-h
Apalachee (137)
El Condor Pasa (136)
Thatch (136)
2-f
Exbury (138)
Round Table (137)
Alcide (136)
13-c 
Seattle Slew (141)
Candy Ride (137)
Black tarquin (136)
1-x
Buckpasser (137)
Easy Goer (137)
Allez France (136)
1-w 
Alycidon (138)
Bustino (136)
My Babu (136)
1-u
Bernborough (138)
Montjeu (137)
Todman (136)