HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL

HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL
HARAS SANTA RITA DA SERRA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS REGINA

HARAS REGINA
HARAS REGINA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO
HARAS FIGUEIRA DO LAGO - São Miguel, São Paulo

STUD H & R

STUD H & R
STUD H & R - TOQUE NA FOTO PARA VER UM UM GP. BRASIL QUE VAI FICAR NA HISTÓRIA

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS
AEROSOL, MESMO DEVOLVIDO PROVOU SER CRAQUE: TOQUE NA FOTOGRAFIA E VENHA CONHECER O BERÇO DE CAMPEÕES

HARAS SANTA TEREZA DO BOM RETIRO

HARAS SANTA TEREZA DO BOM RETIRO
ONDE A VELOCIDADE IMPERA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS NIJU

HARAS NIJU
toque na foto para conhecer nosso projeto

HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA

HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA
HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA: VENCEDORES INTERNACIONAIS EM TRÊS CONTINENTES

albatroz bloodstock agency, Inc.

albatroz bloodstock agency, Inc.
albatrozusa@yahoo.com

terça-feira, 30 de agosto de 2016

PONTO CEGO: CONSTÂNCIA


A verdade nunca é demais, dizia vó Adelina. E complementava, a mentira gera outra mentira na tentativa de virar verdade...

Se dona Dilma tivesse uma avó como esta, não afirmaria com tanta convicção as coisas que afirma, na frente das cameras. Ela disse que no regime parlamentarista dos Estados Unidos... Ué, as coisas mudaram e não me contaram? E que o movimento de  impeachmente não foi pedido pelo povo nas ruas e sim pelo presidente da camera de vereadores, Eduardo Cunha... Além de perder o cargo, o Cunha baixou de deputado para vereador.

Atitudes corretas sempre são bem vistas. Eu acredito nisto. Sou contra as mentiras sinceras, aquela ditas para amenizar uma situação. Eu acho o Neymar um grande jogador, mas não sei se teria vaga na seleção de 70. Logo, ele deveria saber de seu tamanho. Jogar ao lado do Messi, ajuda... Sei que isto é uma opinião meramente pessoal. Agora que ele acha que joga mais do que joga, eu não tenho a menor dúvida.  Usar a desculpa que ele tem apenas 24 anos, para fazer as coisas que faz, para mim não cola, pois, vi as atitudes de Pelé aos 24 anos. 

Na final da olimpiadas, ele foi quase perfeito. Na batida da falta. Na batida do penalty. Até o seu choro de desabafo. Ai ele acalmou e quando todos esperavam dele um gesto digno de um grande atleta, ele se sai com o agora vão ter que me engolir. Foi uma grande escorregada da maionese, com uma frase plagiada do Zagalo.

Quem também escorregou na maionese, foi a goleira norte-americana. Goleira ou franguera? Ela depois de se fantasiar para combater a Zika no Brasil, antes da disputa das Olimpiadas, afirmou ao final da mesma que as suecas eram covardes que só jogavam na defesa. A Suécia acabara de ganhar dos norte-americanos nos penaltys. Moral da história, a Federação norte-americana a suspendeu por seis meses. Alguém na CBF teria a coragem de fazer o mesmo com o Neymar? Acho que não, por isto ele faz o que faz. E o Ryan Locht. Como custou cara a sua mentira! Como se vê mentir ou dizer besteiras nos Estados Unidos não tem futuro pródigo...

Quero deixar bastante claro um ponto. Você tem que ter uma atitude, mas esta atitude não pode mudar conforme a situação que se apresenta. Ela tem que ser no máximo similar, se não for a mesma. É o que chamo de constância.

A constancia demonstra o carácter e o perfil de um ser, seja ele humano ou equino. Você pode mudar de idéia. Pode chaqualhar seus conceitos. Porém sua forma de agir, deve ser a mais próxima possível da vivida em seu dia a dia. O mesmo em relação aos cavalos de corrida. Não sou de maneira alguma contra a aquele reprodutor capaz de produzir um craque e 49 matungos, pois, tenho certeza que acharei o craque no meio dos escombros, embora não o tenha conseguido com Nedawi, nas duas tentativas que levei minha crensa adiante. Posso dizer que selecionei os dois Nedawis mais bonitos, que a terra já viu e foram dois matungos de primeiríssima linha. Logo, são cavalos que evito, mas não os risco do mapa. E vocês sabem porque? Houveram outros que nada produziram que me trouxeram felicidade. Elementos como, mais recentemente, Monarchos e Sky Mesa. Vocês já se deram ao trabalho de exaninar as linhas maternas de Estrela Monarchos e Giulia?

Cavalo, para mim, tem que ter linha materna. Mas acredito na transmisão linear de algumas tribos. Aquelas que conseguem se perpetuar atraves dos tempos. Veja no Brasil. Somos um mercado onde os melhores reprodutores, descendem de tribos em extinção. Por isto aqui aportaram. Não tinham mercado nos centros mais desenvolvidos. Wild Event é um Icecapade, Waldmeister um Wild Risk, Clackson um Sayajirao, Ghadeer um Lyphard, Roi Normand um Exclusive Native, Locris um Venture VII, Put it Back um Man O'War. E assim por diante. Nesta lista não constam descendentes das três mais efetivas tribos do momento, Mr. Prospectors, Northern Dancers e A. P. Indys. Sis, elas são as três linhas de maior força do turfe atual, onde existem alguns casos que dá para se acreditar em transmissão linear, não figuram com relevo em nosso quadro de reprodutores.

É fácil de se saber o porque? Rejeitados nos principais centros de criação, eles tem seus preços amenizados para o mercado internacional. Qual a solução? Tentarmos quebrar esta barreira usando a união de criadores, como nos casos de Holy Roman Emperor, Rock of Gibraltar e Roderic O'Connor. Ou esperando que alguns fortes investidores - que parecem ser cada dia mais escassos - tragam novos Royal Academy, Elusive Quality e Northern Afleets. O único problema é que teríamos que fazer em termos definitivos e não de shuttle.

E a linha materna? No hemisfério norte, sem linha baixa, dificilmente um reprodutor cola. Vejam a linha materna de Sadlers Wells. Mas aqui não é hemisfério norte. Sinto dizer que as linhas maternas de Clackson e Ghadeer não são de reprodutores. A de Tumble Lark e Redattore eram. E todos vieram a ser bons reprodutores. Não estamos em posição de exigir o creme dela creme para justificar sucesso. Evidente que se isto for seguido, melhor. Suas chances de sucesso, ampliam-se. Se houver constância em suas opções, melhor ainda.

No Brasil, a campanha ainda ajuda, pois, a fragilidade de nosso campo de reprodutores é imensa. Muitos dos reprodutores consagrados por aqui eram bons cavalos em pista e para falar a verdade, nem todos tinham pedigrees refinados. Assim quando alguém chegar em você e disser que a linha baixa daquele cavalo, que provou em pista ser um bom corredor, não é grande coisa, lembre-se que você está no Brasil, uma terra em que quem tem um olho é rei...