HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL

HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL
HARAS SANTA RITA DA SERRA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS REGINA

HARAS REGINA
HARAS REGINA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO
HARAS FIGUEIRA DO LAGO - São Miguel, São Paulo

STUD H & R

STUD H & R
STUD H & R - TOQUE NA FOTO PARA VER UM UM GP. BRASIL QUE VAI FICAR NA HISTÓRIA

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS
AEROSOL, MESMO DEVOLVIDO PROVOU SER CRAQUE: TOQUE NA FOTOGRAFIA E VENHA CONHECER O BERÇO DE CAMPEÕES

HARAS SANTA TEREZA DO BOM RETIRO

HARAS SANTA TEREZA DO BOM RETIRO
ONDE A VELOCIDADE IMPERA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS NIJU

HARAS NIJU
toque na foto para conhecer nosso projeto

HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA

HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA
HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA: VENCEDORES INTERNACIONAIS EM TRÊS CONTINENTES

albatroz bloodstock agency, Inc.

albatroz bloodstock agency, Inc.
albatrozusa@yahoo.com

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

A BREEDERS CUP DISTAFF - UM DUELO ENTRE DUAS GIGANTES

Poucos eram aqueles que duvidavam que a Breeders Cup Distaff (Gr.1) viria a ser uma das mais excitantes carreiras do meeting da Breeders Cup. Não só pela simples presença de três excelentes competidoras, Songbird, Beholder e Stellar Wind, mas por todas estarem associadas a grandes conecções. O que não se esperava é que Stellar Wind se recusasse a largar bem, e que Gary Stevens, em associação com Richard Mandella, usassem uma tática distinta, deixando Singbird pontear e ficar a espera do bote final, já na reta de chegada.

São dois grandes profissionais que tive o privilégio de trabalhar e sei do que são capazes. Mas deixar Songbird determinar a sorte da carreira, foi de um risco incalculavel. A proximidade da derrota e a transitoriedade das coisas, aumentavam a angustia da situação. Parecia que seriam favas contadas, o desentolar da carreita, mas como já escrevi em mais de uma oportunidade, no turfe não se contam favas. Diante da fragilidade, da incompletude e da finitude da situação só restava rezar para que Songbird não estivesse naqueles dias e em contrapartida, Beholder estivesse.

Confeso que com os 800 passados em 47" quase cravados, a sorte da carreira já estivesse decidida, Era fácil demais para a filha de Medaglia d'Oro. Mas Beholder corria na disputa da terceira colocação, por fora do grupo, com Gary Stevens naquela sua tipica posição de estar em cima de uma barbada monumental. Como, se deixava Songbird florear dois corpos a sua frente?

As duas emparelhadas na reta de Santa Anita foi um dos maiores espetaculos que já tive o ensejo de ver. Songbird não cedia um centimetro, mas Beholder não desistia. Era impossível se dizer quem tinha a ponta, mesmo com a chegada do espelho.

Foi Beholder, que levou a melhor, em sua última apresentação em pista e em mais um trabalho indescritivel, deste que considero um dos maiores treinadores de cavalos de corrida de todos os tempos, Richard Mandella.