HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL

HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL
HARAS SANTA RITA DA SERRA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS REGINA

HARAS REGINA
HARAS REGINA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO
HARAS FIGUEIRA DO LAGO - São Miguel, São Paulo

STUD H & R

STUD H & R
STUD H & R - TOQUE NA FOTO PARA VER UM UM GP. BRASIL QUE VAI FICAR NA HISTÓRIA

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS
AEROSOL, MESMO DEVOLVIDO PROVOU SER CRAQUE: TOQUE NA FOTOGRAFIA E VENHA CONHECER O BERÇO DE CAMPEÕES

HARAS SANTA TEREZA DO BOM RETIRO

HARAS SANTA TEREZA DO BOM RETIRO
ONDE A VELOCIDADE IMPERA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS NIJU

HARAS NIJU
toque na foto para conhecer nosso projeto

HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA

HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA
HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA: VENCEDORES INTERNACIONAIS EM TRÊS CONTINENTES

albatroz bloodstock agency, Inc.

albatroz bloodstock agency, Inc.
albatrozusa@yahoo.com

sábado, 15 de abril de 2017

IDOLOS DO PASSADO: STEVE DONAGHUE - PRIMEIRA PARTE

STEVE DONAGHUE
“aquele que como Peter Pan se recusou a crescer”
Quintin Gilbey

Por seis anos a partir de 1907 dois jockeys haviam monopolizado as atencoes na Inglaterra. O Norteamericano Danny Maher e o Australiano Frank Wootton. Maher veio a a ganhar as estatisticas em duas oportunidades e Wootton as outras quatro. Wootton se tornou pesado para as carreiras de "flat" a partir dos vinte e um anos e se transferiu para as provas de "hurdles" enquanto isto Maher veio a falecer de tuberculose logo no inicio da primeira guerra mundial, antes de vir a completar 36 anos de idade. Então aquele jovem chamado Steve Donoghue, que havia disputado seu primeiro Derby com Charles O'Malley em 1910, simplesmente reinou no pedaço.
Stephen Donoghue nasceu em Warrington, uma cidade de Lancashire em Novembro de 1884. Vitima da brutalidade de seu pai, Stephen aos quinze anos de idade, optou por pedir a Bob Williams que este viesse a escrever uma carta em seu favor para aquele que era o mais importante treinador do planeta: John Porter, o master de Kingsclere. Porter respondeu a carta deixando ver que não estava precisando de um “lad”, mas isto não foi o suficiente para arrefecer o ânimo e a vontade do jovem Stephen, de abandonar o seu lar. Descobrindo que o famoso treinador dos Dukes de Westminster e Portland, estaria presente no meeting de Chester, Steve decidiu ir a seu encontro.

As 20 milhas de jornada não se constituíram num problema para Stephen que arrumando uma carona chegou para assistir a Chester Cup. Não foi igualmente difícil para ele, localizar a John Porter, cuja imagem ele havia visto em diversas oportunidades nos jornais lidos por seu pai. Abordar ao grande treinador também não se constituiu num problema, todavia, ao conversar com o mesmo, para sua surpresa, Stephen descobriu que Porter só o viria a aceitar se ele voltasse no dia seguinte, mas acompanhado de seu pai. Stephen passou o resto da tarde assistindo as carreiras e regressou à sua casa, ao final do dia. As imagens de Tod Sloam, das sedas amarela e negras do Duke de Westminster, dos competidores a caminho da largada da Chester Cup sedimentaram aquilo que ele nunca havia pensado até aquele momento em ser, um jóquei.

Stephen trabalhou durante quatro meses em Kingsclere, numa época que Flying Fox - de propriedade do Duke of Westminster - era o grande nome do estabelecimento de treinamento, mas após este período resolveu voltar a sua casa. Passadas algumas semanas, a vontade de partir voltou a se tornar imperiosa e Stephen, agora acompanhado por seu irmão, foi em direção a York e assim conseguiram trabalho no Middleham Stables com Dobson Peacock. Cientes que o censo de 1901, estaria passando por Middleham, os irmãos Donoghue com medo de serem descobertos e levados de volta à casa de seus pais, fugiram a noite com intenção de alcancar Manchester, outrossim acabaram aportando em Newmarket. George Donoghue arrumou um emprego em St. Gatien com Robert Sherwood e Stephen em Freemasons Lodge com Alfred Sadler Jr. Consultando um dia o Sportman, Stephen descobriu um anúncio em que Edward Johnson - um norte-americano que treinava em Chantilly - oferecia uma vaga em seu estabelecimento para um lad que tivesse aptidões de montar. Aventava inclusive, possibilidades de apresentações futuras em público. Stephen respondeu ao anúncio e foi com satisfação que recebeu uma resposta afirmativa bem como o necessário em dinheiro, para empreender a jornada ao pais vizinho.

O estabelecimento de Edward Johnson era em La Morlaye à 6 kilometros do centro da vila. Mas o sonho durou pouco, pois, acometido por sérios problemas financeiros, Edward não pode cumprir com sua parte contratual e o jovem de 19 anos, Stephen Donaghue assim voltou à sua casa em Warrington desiludido, mas longe de se sentir derrotado. Dias após haver retornado, Stephen recebe uma carta de Georgie Dodd outro treinador de Chantilly que havia se impressionado com a forma com que Stephen montava pela manha, convidando-o a ser seu jóquei na categoria leve. Em Maio de 1904, Stephen teve sua primeira apresentação em público no Prix de Tribunes em Angouleme, 450 quilômetros ao sul da capital francesa. Mas somente em Abril de 1905 em Hyeres - uma cidade pequena entre Toulon e St. Tropez - que Stephen veio a conseguir sua primeira vitoria. O fez com um potro chamado Hanoi no Prix de la Societe des Courses na distância de 2,400m, distância esta que passaria a ser sua marca registrada.

De volta a Inglaterra no ano em que Spearmint viria a completar o difícil double Derby/Grand Prix de Paris com o norte-americano Danny Maher, Stephen aplicou para a sua licença de jóquei no Reino Unido e em 18 de Maio de 1907 seu nome veio a ser publicado pela primeira vez, em um programa oficial na Irlanda. A carreira foi em Balydoyle e sua favorita montada não passou de uma terceira colocação. No mês seguinte Stephen veio conquistar sua primeira vitoria na Irlanda, com uma três anos chamada Lady Hasty. Sua popularidade começou a aumentar e em Outubro ele venceu o Irish Cesarewitch, em Curragh, a bordo de Mrs. Lyons. Sua fama iniciou o processo de suplantar as fronteiras e Stephen alcançou a sua primeira vitória em solo britânico no meeting da primavera de Liverpool em Marco de 1909 com Golden Rod.

E assim em 1914 ele veio a ganhar a sua primeira estatística com um total de 129 vitorias. Nos anos de 1915 e 1917 conquistou a tríplice coroa, ambas durante a primeira grande guerra, com as provas disputadas em Newmarket. Seu Derby seguinte só veio a chegar em 1921, o ano em que se encontrava em serviço para Lord Derby.

O após guerra clamava por um herói e Steve Donoghue preenchia os requisitos para tal. Seu nome passou a estar na boca das donas de casa, do leiteiro e de todo aquele que de alguma forma acompanhava as corridas de cavalos na época. Desde Fred Archer que nenhum outro jóquei havia captado o prazer do publico durante a guerra e agora que o mundo parecia retornar ao normal ele passou a ser o desportista mais popular. "Come on Steve" e "What Steve rides in the three o'clock race", eram frases diariamente escutadas nas carreiras e antes das mesmas. Ao contrário de Fred Archer um espartano e depressivo que só sentia prazer quando estava acima de um cavalo, Steve Donoghue vivia todos os prazeres do mundo. Estando ou não em cima de um. Nas mesas de bacarat, sempre acompanhado de uma fina peça feminina e de champagne rose, seu charme enebriava proprietários, profissionais e os demais integrantes da raça humana. O problema era que ele pensava que esta raça, fora criada para servi-lo. Tinha a rara capacidade de ser apresentado a você e em minutos fazê-lo sentir que você era a pessoa por quem ele esperara toda uma eternidade para falar. Em horas aquele que era o centro de sua atenção, passava ao estágio de servi-lo da forma que mais lhe conviesse.

Em 1919 ele montou Paper Money no Derby. The Panther, o ganhador do Two Thousand Guineas e dono do melhor trabalho para o Derby foi feito favorito na razão de 6/5, mas suas chances de vitória ficaram na largada, já que pulou bastante atrasado dando a seus adversários uma vantagem de vários corpos. Steve levou Paper Money a assumir a liderança no final do Tatterham Corner, um hábito que se tornou sua arca registrada, já que o levou a vencer vários Derbies. Porém, a 400 metros do disco, ele teve a sua linha igualada por Grand Parade um azarão de cotação 33/1 e logo a seguir estes dois vieram a ser alcançados pelo representante de Lord Astor, Buchan, para muitos o real líder desta geração. Paper Money perdeu para Grand Parade por um corpo, mas conseguiu aguentar o assédio de Buchan que chegou a seguir. Steve foi acusado de ter vindo antes da hora, mas como já comentamos ele o fez da mesma forma que o fizera com quatro de seus seguintes, cinco Derby winners. Grand Parade foi considerado um fraco ganhador do Derby assim como seu pai Orby. E Steve, com sua capacidade magistral de sentir o cheiro de sangue no ar, quase rouba a festa.

Em 1920 Steve Donoghue estava supostamente escalado para montar  Prince Galahad, todavia, o potro veio a ser retirado da carreira na véspera da disputa e como um predador, ele saiu avidamente a procura de sua presa, pois, em sua maneira de ver era inadimissível o líder inconteste das estatísticas assistir ao Derby do grandstand. O alvo desta feita era Abbots Trace de Lord Dewar, que segundo o importante proprietário Jack Joel, estava igualmente ávido de ter os seus serviços. Tratava-se daquela velha cena onde juntava-se a fome com a vontade de comer.

A principio nada pareceu ser um problema, mas, a coisa por não ser bem conduzida, quase se transforma em uma desgraça. Lord Dewar contava com o serviço oficial de outro jóquei, o apenas regular Henri Jellis, que segundo consta, só veio a descobrir que havia perdido sua montaria na hora de vestir a farda. O responsável pelas mesmas em Epson, o avisou que Abbots Trace iria ser montado por Steve Donoghue. Como no caso dos maridos traídos ele fora também o ultimo a saber. Jellis se retirou da sala incorformado. E não foi por acaso que deu de cara com Donahue, que ria e conversava com amigos à porta. Ao cruzar com Donoghue, Jellis não conseguiu conter sua aversão pela forma como a coisa aconteceu. Rosnou, qual uma fera ferida; "Eu espero que você quebre o seu pescoço". E quis o destino, ou a praga desferida pelo traído, que isto quase viesse a acontecer.




Este foi aquele famoso Derby cujo o intuito dos demais parecia não ser tanto vencer a carreira mas sim derrotar ao ganhador do Two Thousand Guineas, Tetratema. O filho do igualmente veloz The Tetrarch talvez tenha sido o mais veloz dois anos de toda a história do turfe, porém, para se vencer o Derby, numa pista como a de Epson, é necessário mais do que precocidade e extrema velocidade e assim a idéia de todo e qualquer jóquei naquela tarde transformou-se num mesmo ato: de mandar seu pupilo para frente e estabelecer um trem violento de forma a testar a stamina do grande campeão. Um em pace de luxo.

Como sempre Donahue já tinha sua montada liderando o pelotão no Tattenham Corner, mas a 400 metros de disco sua linha veio a ser igualada por Sarchedon. Igualar a linha de Donaghue era o primeiro problema que todo profissional de montaria tinha que enfrentar. Agora passar pelo menos, era outro problema, que poucos haviam conseguido resolver até ali. Donaghue tinha sempre cavalo de sobra e num final, invariavelmente tirava 110% de seu comandado, se necessário assim o fosse. Mas desta feita embora Abboys Trace parecesse estar mais inteiro surpreendentemente, sem que ninguém esperasse, foi subitamente ao chão. Num piscar de olhos. Como nas grandes maldições. E assim o grande ídolo de toda uma nacao se viu, de uma hora para outra, ao solo, com mais de vinte cavalos voado a sua volta.

O final mostrou Spion Kop, o real único real stayer da carreira, envergando as famosas cores do Major Giles Loder eternizadas pela grande Pretty Polly no inicio deste século, ganhando a prova mais importante do universo. E tudo isto com a cotação de 100/6. Donoghue para infelicidade de Jellis, não quebrou o pescoço. Inclusive, nesta mesma tarde, voltou a montar e a vencer com Prince Herod em renhido final, por meia-cabeça. Ao ser indagado sobre a maldição e o ocorrido, complementou: “esta é a única maneira que posso perder um Derby, com um cavalo de meia chance”.

A segunda parte deste trabalho poderá ser lida, sÁbado que vem.