HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL

HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL
HARAS SANTA RITA DA SERRA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS REGINA

HARAS REGINA
HARAS REGINA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO
HARAS FIGUEIRA DO LAGO - São Miguel, São Paulo

STUD H & R

STUD H & R
STUD H & R - TOQUE NA FOTO PARA VER UM UM GP. BRASIL QUE VAI FICAR NA HISTÓRIA

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS
AEROSOL, MESMO DEVOLVIDO PROVOU SER CRAQUE: TOQUE NA FOTOGRAFIA E VENHA CONHECER O BERÇO DE CAMPEÕES

HARAS SANTA TEREZA DO BOM RETIRO

HARAS SANTA TEREZA DO BOM RETIRO
ONDE A VELOCIDADE IMPERA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS NIJU

HARAS NIJU
toque na foto para conhecer nosso projeto

HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA

HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA
HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA: VENCEDORES INTERNACIONAIS EM TRÊS CONTINENTES

albatroz bloodstock agency, Inc.

albatroz bloodstock agency, Inc.
albatrozusa@yahoo.com

domingo, 28 de maio de 2017

PAPO DE BOTEQUIM: RECONDITAS AFIRMATIVAS II

Pouco mais de 75 milhas separam Keeneland de Churchill Downs, o que teoricamente determina geograficamente uma proximidade. Todavia, em termos de parâmetros são hipódromos bastante distantes. E como prova do que acabo de afirmar, façam esta comparação.

Em Keeneland, dos 15 vencedores das provas de grupo, que compuseram o meeting de Abril de 2007, 13 (86,6%) possuíam pelo menos uma duplicação em seus pedigrees. Vocês se lembram? Pois bem, para os 13 ganhadores de grupo do meeting de dois dias do primeiro fim de semana de Maio em Churchill Downs, este número foi igualmente de 13, mas o percentual estabelecido de 100%. No caso da mães destes ganhadores, foi de 11, o que equivale a um percentual de 84,61%, percentual este, inferior ao alcançado pela mãesdos ganhadores de grupo do Spring Meeting the Keeneland, que foi de 93,3%

O que isto representa? Que para ganhar nestes meetings de importância técnica do calendário norte-americano, suas chances de ganhar com um pedigree totalmente aberto, são de aproximadamente 10%. Isto não é uma opinião. Isto é um dado numérico. Ao contrario de Keeneland, em Churchill Downs não houve um vencedor sequer com cinco duplicações. Mas como no prado de Lexington, em Churchill Dows mais de 30% dos vencedores tinham três ou mais duplicações em seu pedigree. Se imaginarmos que menos de 8% de todos os animais que participaram destas provas de grupo tinham menos que duas duplicações em seus pedigrees, você pode aquilatar a importância que as "saladas" estão começando a ter no desenvolvimento da classe transmitida.

Em Keeneland 14, das 15 mães que produziram ganhadores de grupo em seu meeting, correram. Isto representa um percntual de 93,3% e seis delas, ou seja 40%, devem ser consideradas de esfera clássica. Como isto aparece em Churchill? Apenas cinco, 38% correram, todas ganharam e, 30,7% podem vir a ser consideradas de esfera clássica. Das oito éguas que não ganharam, quatro não correram, três não se colocaram e apenas uma se colocou. O que em outras palavras, quer dizer que Keeneland exige uma melhor participação da mãe quando em campanha. A outra conclusão ~e que estes 35,71% de incidencia de éguas classicas como vencedores desta prova, determinam um percntual de 35,7%


Sete destas 13 mães, tiveram seus úteros fecundados quando tinham mais de 9 anos de idade. Este percentual de 53,84% é superior ao das mães do ganhadores de grupo em Keeneland, entre as acima de 9 anos já que lá ficou estabelecido em 40% 
 O que se constitui. em mais uma prova da maior classe que é exigida em Keeneland, para se transformar em um vencedor de suas provas de grupo. As seis éguas "jovens" foram fecundadas em três e oito anos.