HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL

HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL
HARAS SANTA RITA DA SERRA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS REGINA

HARAS REGINA
HARAS REGINA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO
HARAS FIGUEIRA DO LAGO - São Miguel, São Paulo

STUD H & R

STUD H & R
STUD H & R - TOQUE NA FOTO PARA VER UM UM GP. BRASIL QUE VAI FICAR NA HISTÓRIA

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS
AEROSOL, MESMO DEVOLVIDO PROVOU SER CRAQUE: TOQUE NA FOTOGRAFIA E VENHA CONHECER O BERÇO DE CAMPEÕES

HARAS SANTA TEREZA DO BOM RETIRO

HARAS SANTA TEREZA DO BOM RETIRO
ONDE A VELOCIDADE IMPERA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS NIJU

HARAS NIJU
toque na foto para conhecer nosso projeto

HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA

HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA
HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA: VENCEDORES INTERNACIONAIS EM TRÊS CONTINENTES

albatroz bloodstock agency, Inc.

albatroz bloodstock agency, Inc.
albatrozusa@yahoo.com

domingo, 28 de maio de 2017

PONTO CEGO: VERDADES MESSIANICAS

Nunca, em momento algum, no turfe você deve impetrar a si próprio, aquilo que conceituo como verdades messianicas, pois, neste esporte, meus caros, tudo pode acontecer. E o pior,  elas acontecem!

Nas vendas de Setembro do ano passado, em Keeneland, um cliente - estudioso do assunto - me mandou uma lista de potrancas para eu revisar, dos quais 70% das relacionadas estavam em minha lista própria. Fiquei impressionado. Contudo nesta mesma lista, constavam quatro ou cinco, que não pertenciam e todas filhas de um mesmo garanhão, o que em outras palavras queria dizer que um reprodutor que não estava em meu radar, estava no do cliente.

Expliquei minhas razões, ele aceitou, compramos outra potranca mas aquilo ficou na minha cabeça, pois, tratava-se de um reprodutor ainda em começo de campanha e filho de Tapit, que a seu tempo, não gozava também de minha confiança e vejam no que deu. Vamos a outra história.

Em Novembro de 2013, marquei uma égua de 13 anos, que não é muito o meu feitio, pois, não vejo vantagem em se adquirir para o Brasil, algo neste sentido com mais de nove anos. Fui até US$50,000 e ela foi adquirida pela Calumet Farm por US$55,000 cheia deste reprodutor que estava no radar do cliente citado e nunca estave no meu.

Ranter, era uma Storm Cat numa irmã de Pulpit, cheia do tarde, da linha materna consagrada internacionalmente de Feola (2-f), em seu mais produtivo veio em território norte-americano, e ainda por cima cravejada de duplicações por todos os lados. E entre os importantes chefes de raça da modernidade: Northern Dancer, Bold Ruler, Native Dancer, Nasrullah e Princequillo. E havia algo mais, pois, sempre existe algo mais, quando se trabalha neste nivel genético: o produto que estava na barriga era duplicado fortemente em Preach, a mãe de Pulpit.

No dia do Kentucky derby, o tal filho de Ranter e Trappe Shot ganhou a milha do Pat Day Handicap (Gr.1). Não sei se Trappe Shot, como seu pai, irá queimar a minha lingua, mas creio que a razão deste sucesso de Wild Shot, é a estrutura genética de cruzamento e a qualidade do pedigree.

Não existem verdades messianicas, mas posso garantir que a lógica das coisas que acontecem no turfe, principalmente na esfera clássica. está muito perto delas. E isto você só tem condição de aquilatar com certo conhecimento e muita imaginação.