HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL

HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL
HARAS SANTA RITA DA SERRA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS REGINA

HARAS REGINA
HARAS REGINA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO
HARAS FIGUEIRA DO LAGO - São Miguel, São Paulo

STUD H & R

STUD H & R
STUD H & R - TOQUE NA FOTO PARA VER UM UM GP. BRASIL QUE VAI FICAR NA HISTÓRIA

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS
AEROSOL, MESMO DEVOLVIDO PROVOU SER CRAQUE: TOQUE NA FOTOGRAFIA E VENHA CONHECER O BERÇO DE CAMPEÕES

HARAS SANTA TEREZA DO BOM RETIRO

HARAS SANTA TEREZA DO BOM RETIRO
ONDE A VELOCIDADE IMPERA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS NIJU

HARAS NIJU
toque na foto para conhecer nosso projeto

HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA

HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA
HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA: VENCEDORES INTERNACIONAIS EM TRÊS CONTINENTES

albatroz bloodstock agency, Inc.

albatroz bloodstock agency, Inc.
albatrozusa@yahoo.com

domingo, 25 de junho de 2017

PAPO DE BOTEQUIM. NÃO PONHAM PALAVRAS EM MINHA BOCA


Entre a dor de dente e a dor de barriga, vou sempre optar pela última. E isto não me faz achar que esta seja agradavel, outrossim pela lei das opções, deverá ser a que menos me irá chatear. Nas útimas eleições, tinha de um lado uma dor de dente e de outra uma dor de barriga. Eu optei pela segunda, o Aecio Neves, sabendo, que apenas menos mal iria fazer a meu pais. Hoje sai a noticia que o presidente do conselho de ética do senado afirma, na mais alta cara de pau, que Aécio foi vitima de armação. E os dois milhões que pediu em bom som?

Para mim não importa, que você seja filmado, gravado ou mesmo que não descubram seu acerto pessoal. Mas corrupção sempre será corrupção. Da forma que foi colocado, estão tentando fazer Aécio de vitima, e isto o iguala ao terrivel patamar de Lula, o que transformará uma simples dor de barriga numa tremenda desinteria.

Para variar sempre existe alguém que prefere criar uma polêmica onde ela não existe. Alguém agora afirma que eu nunca gostei de Roderic O'Connor. Que sempre defendi mais a Holly Roman Emperor e Rock of Gibraltar. Ledo engano do quem assim afirma e das duas uma. Ou o cara não sabe ler, ou está tomado por uma debilidade mental momentanea.

Aqui não se trata de dor de dente ou de barriga. trata-se de cavalos que receberam uma chance colossal e não corresponderam no turfe de primeiro mundo e um inédito, que chegou mais perto de Frankel, que os demais seres que respirram. E quanto a Danehill e Galileo , como diria um antigo porteiro, qualquer prazer me adverte!

Quem acompanha este blog, há de ter lido, que enquanto a grande maioria estava decepcionada com o fisico de Roderic quando este aqui aportou, fui o primeiro a afirmar que ele era pequeno, mas tremendamente proporcional e que preferia seu fisico ao de Holy Roman Emperor, a meu ver um cavalo pesado. E se tamanho fosse documento, quem riscaria Northern Dancer, Nureyev ou Lyphard de suas listas=

Não coloquem palavras em minha boca. Mesmo não existindo o menos resquicio de dúvida, que tanto Holy quanto Rock, foram em pista melhores cavalos de corrida que Roderic, porém no breeding-shed, desde o inicio, optei por Roderic. E depois de ver a geração dele e de Holy, quando ainda yearlings, esta certeza baseada em opinião pessoal, passou a ser real e sedimentada.

Quero deixar claro, que qualquer um dos três, foi uma benesse para nossa criação. Aplaudo os criadores que os trouxeram e neles investiram. Mas ao mesmo tempo confesso que eu preferiria, Galileo e Danehill. Mas infelizmente isto é impossível.

Todavia, por despeito, ou por não ter o que falar, alguém se sente no direito de criar situações que não existem. Sempre aqui defendi, que erro como todos os mortais, apenas que em turfe menos que a maioria do mercado. Mas este - infelizmente para aquele que acusa - não foi o caso. Desde o inicio, optei por Roderic e inclusive comprei uma potranca do mesmo e nada de Holy, o que por si só, prova meu ponto.

Até porque no exame básico de até um ser cego no mercado, mais vale um inédito na mão, do que dois fracassados voando. O que não objeta, que aqui nas terras de Cabral - do Pedro, não do Sérgio - tanto Holy como Rock, possam se transformar nos próximos Executioners e Spend a Bucks da vida. Afinal, coaduno do pensamento que nossa diferença genética para o primeiro mundo, em termos de cavalos de corrida, é ainda abissal.

O fato de nenhum dos três, possivelmente formar um garanhão, é parte de nossa história. O mesmo aconteceu com Locris, Ghadeer e tantos outros. Poucos são aqueles que tem a coragem de tentar fazer um Fluke, um Acteon Man. um Setembro Chove, um Redattore e um Romarin. E isto levando-se em consideraçao que mesmo pouco prestigiados, alguns reprodutores de origem nacional, colocaram seus pescocinhos para fora, como Clackson, Zenabre, Sabinus, Xaveco e entre outros, os já citados Romarin e Redattore.

Muito no turfe brasileiro resume-se em atacar um cavalo, por não ter a coragem de atacar seu dono de abertamente. Nunca cometi e nunca cometerei este erro, pois, o cavalo o irá fazer pagar aquilo que afirmou. Mas como dia o celebre pensador brasileiro, Ibrahim Siede, os cães ladram e a caravana passa...