HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL

HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL
HARAS SANTA RITA DA SERRA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS REGINA

HARAS REGINA
HARAS REGINA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO
HARAS FIGUEIRA DO LAGO - São Miguel, São Paulo

STUD H & R

STUD H & R
STUD H & R - TOQUE NA FOTO PARA VER UM UM GP. BRASIL QUE VAI FICAR NA HISTÓRIA

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS
AEROSOL, MESMO DEVOLVIDO PROVOU SER CRAQUE: TOQUE NA FOTOGRAFIA E VENHA CONHECER O BERÇO DE CAMPEÕES

HARAS SANTA TEREZA DO BOM RETIRO

HARAS SANTA TEREZA DO BOM RETIRO
ONDE A VELOCIDADE IMPERA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS NIJU

HARAS NIJU
toque na foto para conhecer nosso projeto

HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA

HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA
HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA: VENCEDORES INTERNACIONAIS EM TRÊS CONTINENTES

albatroz bloodstock agency, Inc.

albatroz bloodstock agency, Inc.
albatrozusa@yahoo.com

sábado, 17 de junho de 2017

PAPO DE BOTEQUIM: O TORDILHO UE PODE MUDAR A MINHA VIDA

Existe amor a primeira vista. Citei isto no caso de Baffert e Arrogate. Pois bem, cada um tem o tordilho que merece. Eu adquiri a paixão pelos tordilhos já não é de hoje. Esta paixão me foi incutida por um senhor chamado Atualpa Soares, no século passado. Todavia, durante esta minha vida profissional, creio um compromisso, que se um dia comprasse um tordilho, ele teria que ser um Native Dancer no mínimo.

Sei que era presunção de minha parte, mas se você não testa aquilo que acredita, quem o testará? O jogo da velha? Um dia estava em Keeneland, e me deparrei com algo sobrenatural. Liguei para o Gonçalo Torrealma e lhe avisei que tinha acabado de examinar a tordilha de minha vida. para covence-lo a chegar ao preço que teria que pagar por ela, coloquei Wayne Lucas no circuito e logo a seguir a compra, afirmei que ela poderia ser a segunda Winning Colors. Isto foi publicado no Daily Racing Form, por Sid Fernando e infelizmnte ela foi a segunda melhor dois anos de sua época, perdendo uma Breeders Cup Juvenile Filles no photochard.

Eu tinha feito meu strike e cumprido com minha promessa pessoal. Voltei aos castanhos e alazães. E eis que em Keeneland volto a me deparar com outra tordilha que semplesmente me tirou totalmente do sério. Mas se Cara Rafaela pelo menos era filha de um inéditom - garanhão de primeira fornada - Quiet American,  a segunda era filha de um fracassado. Mas FRACASSADO em letras maiusculas. Achei que minha convicção era maior que o medo que a falta de genética poderia causar. Liguei para o Aluizio Merlin Ribeiro, que nada queria comprar, e o convenci a entrar comigo naquele voô, que parecia suicida. Embora o fato de uma estrutura genética formada por três derby winners norte-americanos, Monarchos, Fusaichi Pegasus e Northern dancer me sucitasse certo plus. E Estrela Monarcos foi a champion de sua geração.




Abro um pequeno parenteses. Fiquei feliz ao tomar conhecimento por parte do Guignoni, que três eram os elementos, que demonstraram a ele em pista, serem os animais que melhor trabalhavam pela manhã. Coray, Bal a Bali e Estrela Monarchos. Fecho o pequeno parênteses.

Um pouco, dois é bom e três nunca é demais, pois, a primeira vez pode ser sorte, a segunda coincidência, mas a terceira garante em si a confiança que você sabe o caminho. Foi quando eu me vi envolvido com alguém chamado Olympic Idaho.


Mas vamos ao desenrolar dos acontecimentos. Eu estava em Keeneland, sempre Keeneland, quando duas, não uma éguas tordilhas simplesmente mexeram comigo. Uma era filha de Sadlers Wells e a outra de Singspiel. Eram éguas que serviam a Acteon Man, e porisso o Aluizio Ribeiro decidiu comprar as duas. Só que a Sadlers Wells comeu o dinheiro das duas e eu pedi permissão ao Aluizio, para comprar a Singspiel para o Sergio Coutinho Nogueira, que o fez de forma incontinente.

Enquanto a Sadler Wells era filha da champion Infamy, a Singspiel era descendente direta da group 1 winner, Lady Capulet, mãe do excelente reprodutor El Prado. Era muita genética.

Numa temporada de monta, o Sergio resolveu cobrir esta Sinspiel com o Acteon Man, ele que era de sua criação. E deste cruzamento nasceu Olympic Idaho. Nunca esperei que o Sergio o vendesse, mas como presidente de nossa Associação se sentiu na obrigatoriedade de colocar Olympic Idaho a venda, para abrilhantar seu leilão em São Paulo. E graças a coragem da Black Opal, Olympic Idaho foi adquirido por soma recorde nacional.



Miss Serena, sua mãe, ganhou duas carreiras em Newmarket, ambas em distância alongada. Cruzada com Acteon Man, que reconhecidamente transmite stamina, estabelece em Olympic Idaho, três imbreeds em Derby winners, Northern Dancer (USA), Shirley Heights (Inglaterra e Irlanda) e Sir Ivor (Inglaterra) além de um duplicação na mãe de um tríplice coroado, Somethingroyal. Seus seis linebreds em seis da mais importantes matriarcas da história da criação brasileira, Mumtaz Mahal, Mumtaz Begun, Plucky Liege, Selene, Lalun em Almahmoud evidenciam uma sustentação de possivel transmissão genética de classicismo, fora dos paralelos normais. 





Vocês acham comum em um pedigree haverem duplicações de sete das dez maiores matriarcas mundiais? Eu lhes afirmo que não. Outrossim, este pedigree foi assim criado com esta finalidade.

Se ele vai ser bom? Acredito que sim, pois, estou com credito em relação aos tordilhos selecionados para a pista. Mas de uma coisa tenham certeza, trata-se de um amor a primeira vista, em um ano que outro tordilho, Arrogate está fazendo uma limpa no mercado.

E quem disse que este tordiho não possa mudar a minha vida...