HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL

HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL
HARAS SANTA RITA DA SERRA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS REGINA

HARAS REGINA
HARAS REGINA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO
HARAS FIGUEIRA DO LAGO - São Miguel, São Paulo

STUD H & R

STUD H & R
STUD H & R - TOQUE NA FOTO PARA VER UM UM GP. BRASIL QUE VAI FICAR NA HISTÓRIA

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS
AEROSOL, MESMO DEVOLVIDO PROVOU SER CRAQUE: TOQUE NA FOTOGRAFIA E VENHA CONHECER O BERÇO DE CAMPEÕES

HARAS SANTA TEREZA DO BOM RETIRO

HARAS SANTA TEREZA DO BOM RETIRO
ONDE A VELOCIDADE IMPERA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS NIJU

HARAS NIJU
toque na foto para conhecer nosso projeto

HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA

HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA
HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA: VENCEDORES INTERNACIONAIS EM TRÊS CONTINENTES

albatroz bloodstock agency, Inc.

albatroz bloodstock agency, Inc.
albatrozusa@yahoo.com

quinta-feira, 27 de julho de 2017

PAPO DE BOTEQUIM: GENÉTICA E CRIAÇÃO

Todos nós somos criaturas de hábitos. Eu os tenho, como você também os tem e qualquer outro ser respirante o terá. O ser humano sem hábitos, jaz enterrado a sete pés do solo. Mas dentro de seus hábitos, existem os bons e os maus. 

Viajar hoje, depois que foram criados ao final dos anos 70 os chartres, os programas de frequent flyers e as promoções de viagem pagas em dezenas de vezes, se tornou um suplício.  A frequência nos aviões é hoje insuportavel. Paulo Francis tinha uma opinião que o fazia viajar apenas em primeira classe: evitar a incomoda e desagradável presença dos pobres. As palavras são dele, mas o sentimento é comum. 

Atualmente, eu tenho viajado bem pouco. Moro onde quero e sei que esyou mais para lá. do que para cá. O processo da viagem, hoje se tornou um pesadelo, depois que o terrorismo tomou conta de nossos maiores temores. Maior até da possibilidade do avião cair. Mas acredito, que mesmo na business, você simplesmente viaja, para se livrar das crianças, para ter mais espaço para descandar e, naturalmente, conseguir ir ao banheiro sem ter que esperar na fila. Comida? É ruim em qualquer classe.

Outro hábito adquirido é o péssimo de ler meus emails, e a audácia suprema responde-los dentro do possível. Como é de dominio publico, existem os bons e maus emails, e quando você escreve, sua caixa de emails está sujeita a se tornar um pinico. Pois bem, depois de meu artigo, sobre a importância do haras na criação de um cavalo de corrida, dois foram os leitores que me perguntaram, se eu achava mesmo a criação, no mesmo nível da genética, na formação de um craque? Não foi o que eu disse, nem mesmo sugeri. Criar bem no Brasil é condição sine qua non. Ter uma genética aceitável, é uma possibilidade, pois, graças a Deus as Enables e os Frankels não aportam com frequência por aqui, para correr contra os elementos por nós criados. Aliás, ninguém aporta. Nem nossos vizinhos... De vez em quando aparece, um Bal a Bali, um Itajara, um Much Better. Assim sendo, aquela velha alcunha tem que ser lembrada: alguém tem que ganhar. Porém digo, sem medo de estar cometendo um erro, que 90% dos ganhadores de nossas principais provas foram bem criados e nem todos dentro da melhor genética existente a nossa disposição. Vou tentar explicar. 

Se tivermos que determinar os melhores cavalos criados no Brasil, creio que os já citados Bal a Bali, Much Better, Itajara, e mais Farwell, Duplex, Einstein e Pico Centrail, estariam na grande maioria das listas. Considero que Itajara, Einstein, Farwell e Duplex, tinham pedigrees de primeira linha, mas não os outros três. Outrossim, o fato de terem sido criados No Santa Maria de Araras, J. B. Barros, São José e Expedictus, Jahu e Rio das Pedras, Seabra, Mondesir e Fronteira, todos haras consagrados,  podem vir a ser vistos como as diferenças,  Creio que isto é uma reforço à minha tese.

Quamdo faço minhas inspeções de yearlings no Brasil, visito haras que juntos são responsaveis por mais de 85% dos vencedores de grupo, que foram vendidos em leilão. Evidente que existem aqueles 15% que poderão ganhar, entre os não reservados. Mas não se podendo examinar tudo, parte-se para a viabilidade que possa lhe dar mais possibilidades.

No mais é um dos maiores divertimentos ouvir um leilão da TBS. Só lá tem égua vendida por 200 reais fr prestação com a mesma linha baixa do maior velocista do planeta. La também Sky Mesa é o lider das estatisticas norte-americanas e sua cobertura está sendo vendida por US$50,000. E o que dizer de Speigstown, que segundo o comentarista está entre os dez maiores reprodutores do turfe norte-americano nestes últimos sete anos. Realmente um circo. Mas quando se tem uma Elusive Quality na linha materna da Ma Belle, vale a esperar e ouvir toda esta sandice, pois, como sempre digo, Ma Belle não se vende, Se coleciona. E agora são quatro delas no Figueira do Lago.