HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL

HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL
HARAS SANTA RITA DA SERRA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS REGINA

HARAS REGINA
HARAS REGINA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO
HARAS FIGUEIRA DO LAGO - São Miguel, São Paulo

STUD H & R

STUD H & R
STUD H & R - TOQUE NA FOTO PARA VER UM UM GP. BRASIL QUE VAI FICAR NA HISTÓRIA

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS
AEROSOL, MESMO DEVOLVIDO PROVOU SER CRAQUE: TOQUE NA FOTOGRAFIA E VENHA CONHECER O BERÇO DE CAMPEÕES

HARAS SANTA TEREZA DO BOM RETIRO

HARAS SANTA TEREZA DO BOM RETIRO
ONDE A VELOCIDADE IMPERA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS NIJU

HARAS NIJU
toque na foto para conhecer nosso projeto

HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA

HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA
HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA: VENCEDORES INTERNACIONAIS EM TRÊS CONTINENTES

albatroz bloodstock agency, Inc.

albatroz bloodstock agency, Inc.
albatrozusa@yahoo.com

sábado, 15 de julho de 2017

PAPO DE BOTEQUIM. TRADIÇÃO NÃO É UM LEGADO


Falei recentemente de legado e depois que li achei um pouco presunçoso de minha parte. O legado existe, outrossim, é erigido pelo animal em questão e não propriamente de quem a selecionou ou a comprou. Você só pode dar valor a legado, se acreditar em transmissão linear. Os resultados de Galileo na reprodução e de seus primeiros filhos criam a possibilidade de um legado instituído por Northern Dancer, mantido por seu filhos Sadlers Wells e agora difundido por seu neto Galileo. A gente pode tomar conhecimento disto na nota que escrevi sobre o assunto, tendo como base os ganhadores do derby neste século.

Porque o derby? Porque não?

Não confunda-se legado com tradição. São duas coisas importantes, porém distintas. Habitam o mesmo teto mas por veredas diferentes. Uma tradição pode se tornar um legado, mas nem sempre um legado é produto de uma tradição. Em Wimbleton a tradição diz que o branco e a vestimenta a se usar pelos atletas. Em Rollant Garros, você usa a padronagem que quizer. O que se faz em Wimblenton é tradição, o seu legado, como em Rokand Garros, é outra coisa. É poder consagrar atletas como Borg, Federer, Connors, McEnroe, Djocovick, Becker, pois, cada um destes deixou um legado para as gerações posteriores, trajando branco ou não.

Quando você junta cré com lé, acaba descobrindo nuances que se você conseguir guardar em seu gânglio basal, poderão lhe ser úteis na seleção futura de um pedigree, pertencente a um animal a ser inspecionado. Quando você capta legados, suas chances de acertar futuramente serão maiores. A estes achados, dou o nome de pontos de força, que poderão advir de um macho, de uma femea, de um cruzamento entre os dois, de um imbreed, de uma familia materna, enfim de qualquer característa marcante que aquele individuo, ou situação, seja capaz de caracterizar em pista.

Roly Poly, que andou batendo na trave, no Cheveley Park, no Irish 1,000 Guineas e Coronation Stakes, três provas de rara importância na milha, e que finalmente ontem se achou no não menos importante, Falmouth Stakes, tem em seu pedigree, o famoso binômio mágico, como um cruzamento régio, War Front em mãe ganhadora de grupo 1 por Galileo, na linha 16-h, é produto de alguns legados. Não de uma combustão natural.

Quero deixar claro, que eu não me sinto capaz de deixar um legado, além de incitar nas pessoas a curiosidade que o poderá levar a razão. Outrossim, no máximo, de tentar conseguir selecionar animais que poderão vir a deixar um legado, para quem quer que seja.