HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL

HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL
HARAS SANTA RITA DA SERRA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS REGINA

HARAS REGINA
HARAS REGINA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO
HARAS FIGUEIRA DO LAGO - São Miguel, São Paulo

STUD H & R

STUD H & R
STUD H & R - TOQUE NA FOTO PARA VER UM UM GP. BRASIL QUE VAI FICAR NA HISTÓRIA

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS
AEROSOL, MESMO DEVOLVIDO PROVOU SER CRAQUE: TOQUE NA FOTOGRAFIA E VENHA CONHECER O BERÇO DE CAMPEÕES

HARAS SANTA TEREZA DO BOM RETIRO

HARAS SANTA TEREZA DO BOM RETIRO
ONDE A VELOCIDADE IMPERA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS NIJU

HARAS NIJU
toque na foto para conhecer nosso projeto

HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA

HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA
HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA: VENCEDORES INTERNACIONAIS EM TRÊS CONTINENTES

albatroz bloodstock agency, Inc.

albatroz bloodstock agency, Inc.
albatrozusa@yahoo.com

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

PONTO CEGO: BOI DE PIRANHA

O cara ficou verde. Mas não aquele verde bandeira, ou abacate. Ficou verde vômito. Também não era para menos. Tinha uma esposa plastificada, que quando cruzava as pernas era obrigada a rir, de tão puxada que fora, um filho que tinha como apelido Maradona - e não pelo futebol que apresentava - e morava no Irajá. Tinha ganho anos atrás na loteria e embora tenha saído do Irajá, o Irajá nunca saiu dele. O que fez para ter uma ascenção social? Resolveu comprar cavalos de corrida. Como era esperado, gastou aos borbotões e não chegou a lugar nenhum. Foi ai que adquiriu a coloração verde vômito e comprou um barco... 

Esta talvez seja um história ficticia, mas que representa bem o perfil de muitas pessoas que ingressam no turfe, sem saber do que se trata. Não conseguem sucesso, pois, para um espertalhão ele é a vitima perfeita, e com o tempo sai da atividade dizendo a seus novos vizinhos de condominio na Barra, que no turfe só tem ladrão.

Quando você tem diabetis, um médico lhe ensina todos os passos que você deve fazer para controlar a sua doença. Dificilmente você irá curá-la, mas pelo menos, pode conviver com ela, se assim o quiser. Eu me pergunto, teriamos na ABCPCC um departamento de auxilio e informação a aquele que quer entrar no turfe? Não me consta. E igualmente não me consta, que nem o mais sádico ser humano, gosta de ser um boi de piranha, que quando entra no rio, é imediatamente devorado.

Sei que muita gente não quer aprender. Prefere ter seu brinquedinho sózinho. Mas sempre haverá aquele que vê a atividade como outra, que precisa de auxilio profissional e guindance.

Muita gente procura esta guindance, depois de penetrar na mesma e já ter pago o seu pedágio por ser iniciante. Uns pescam imediatamente em que rio estão pisando e rapidamente se cercam de gente que conhece o riscado. Outros, infelizmente, não.

Já peguei o TNT e o Estrela Energia, saidos do rio. Sentiram a necessidade de procurar ajuda e de alguma forma conseguiram o que queriam, ganhando as principais provas brasileiras, e algumas de grande porte fora de nossas fronteiras. 

Não existe um formula que de certo. Primeiro aquele que contrata tem que ajudar. Da mesma forma que não adianta ir ao médico para se consultar e depois não fazer nada daquilo que o médico lhe indicou a fazer, no turfe você não pode ter assessoria e querer dirigir com punho próprio para quilo que não está ainda preparado. Segundo, entra uma coisa, que poucos tem, paciência. Quando se pode comprar,  aquilo que quizer, você quer ter sucesso. Preferencialmente, imediato. E, que me desculpem aqueles cegos pelo otimismo, mas este tal de sucesso não é uma mercadoria que esteja na prateleira do supermercado. Você tem cavar fundo para achar o tesouro e antes disto ter o mapa do mesmo. Uma coisa é certa: o bem assessorado com o tempo o faz chegar lá, e o principal, permanecer, principalmente no Brasil, onde quem tem um olho, reina.

Um dos orgulhos que tenho, é não ter tirado ninguém da atividade. Os que comigo trabalharam, prosperaram e com suas próprias pernas depois, se mantiveram na atividade. Este é o dever do profissional que milita em qualquer área. Penso eu. E outro é poder torcer, em nosso Festival da ABCPCC, por animais como Grand Cru, Fillmore, Juju Popular, John Galliano, High Chris, Huber e Olympic Gameboy e Jolie Mabi, que de alguma forma, tem um dedinho meu nas suas concepções.

Michael Temer, acaba de provar que se pode comprar um camara de deputados, a preços módicos, com aquela idéia estapafurdia, que ele pode ter roubado e matado, contanto que o pais não tenha um desequilibrio, se ele for considerado culpado. No turfe você pode comprar, o que quizer, se dinheiro tiver, mas isto não lhe garante absolutamente nada. Pisou na maionese, desliza...


ERRAMOS AO NÃO CONSEGUIR
ATRAIR NOVOS PROPRIETARIOS
MAS ERRAMOS AINDA MAIS
AO DEIXA-LOS ABANDONAR A ATIVIDADE 
POR NÃO SE SENTIREM BEM
EM SER BOIS DE PIRANHA.