HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL

HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL
HARAS SANTA RITA DA SERRA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS REGINA

HARAS REGINA
HARAS REGINA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO
HARAS FIGUEIRA DO LAGO - São Miguel, São Paulo

STUD H & R

STUD H & R
STUD H & R - TOQUE NA FOTO PARA VER UM UM GP. BRASIL QUE VAI FICAR NA HISTÓRIA

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS
AEROSOL, MESMO DEVOLVIDO PROVOU SER CRAQUE: TOQUE NA FOTOGRAFIA E VENHA CONHECER O BERÇO DE CAMPEÕES

HARAS SANTA TEREZA DO BOM RETIRO

HARAS SANTA TEREZA DO BOM RETIRO
ONDE A VELOCIDADE IMPERA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS NIJU

HARAS NIJU
toque na foto para conhecer nosso projeto

HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA

HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA
HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA: VENCEDORES INTERNACIONAIS EM TRÊS CONTINENTES

albatroz bloodstock agency, Inc.

albatroz bloodstock agency, Inc.
albatrozusa@yahoo.com

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

PONTO CEGO: O PERIGO DO EXITO

No turfe peca-se mais pelo excesso que pela falta. Ninguém me contou isto. Aprendi na faculdade de arquitetura, a importância desta máxima e apliquei para o resto de minha vida e atividades. Contudo, mesmo sendo uma pecado capital, não me parece o pecado mortal do turfe.

No turfe, como em qualquer atividade que exija resultados, o maior pecado é aquilo que Kaspavov, o grande mestre russo do xadrez, nominava de o Perigo de Exito. Quem ganhar e deitar nos louros da vitória, estará dando o primeiro passo para a derrota. Vide Corinthians no atual campeonato brasileiro. Por isto, é necessario se reciclar a cada semana, analisando-se os resultados de provas que realmente valem a pena, para se montar um perfil, que mais se adeque a realidade.

Entendido isto, cabe-se a montagem de universos e a instituição de analises pertinentes. Tenho uma teoria: quando um cavalo é bom reprodutor, passa a ter chance de ser um bom avô materno, e se o for dificilmente deixará de ser um bom pai de segunda e terceira mães. E é desta forma que uma estrutura genética, genuinamente formada no Brasil, competente se forma. E no mundo, não ºe visto de forma destinta.

Assim sendo, um égua que tiver como pai, pai de suas segunda e terceiras mães, três dos quatro nomes que se seguem - Ghadeer, Clackson, Roi Normand e Waldmeister - certamente terá chance de produzir pelo menos um elemento graduado. Se tiver apenas dois destes nomes e um terceiro, chefe de raça no hemisfério norte ou da terceira lista, as chances são ainda muito boas. Afinal isto é que demonstra a capacidade de uma raçador. A perpetuaçãi de sua transmissão atravºes de mais de uma geração.

Esta é uma mecânica para quem quiser ler catalogos e tentar estabelecer pontos e áreas de força em um determinado pedigree. Isto no âmbito teórico, pois, não há garantias. Existirá sim, aumento de probabilidades. Pois, quem acredita somente em garantias, estará dando o primeiro passo para aquilo que Khasporov dizia: Perigo de Exito. 

AVÔS MATERNOS POR NÚMERO DE INDIVIDUAIS GANHADORES DE GRUPO NO BRASIL:

Ghadeer (FR) - 95

Clackson (BRZ) - 42
Roi Normand (USA) - 38
Waldmeister (GB) - 38

Executioner (USA) - 29
St. Chad (GB) - 28
Tumble Lark (USA) - 23
Midnight Tiger (USA) - 22
Choctaw Ridge (USA) - 21
Locris (FR) - 21
Lode (USA) - 21
Minstrel Glory (USA) - 21
Earldom (USA) - 20
Jules (USA) - 20

Baronius (BRZ) - 16
Felicio (FR) - 16
Figuron (CHI) - 16
Hang Ten (USA) - 16
Sabinus (BRZ) - 15