HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL

HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL
HARAS SANTA RITA DA SERRA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS REGINA

HARAS REGINA
HARAS REGINA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO
HARAS FIGUEIRA DO LAGO - São Miguel, São Paulo

STUD H & R

STUD H & R
STUD H & R - TOQUE NA FOTO PARA VER UM UM GP. BRASIL QUE VAI FICAR NA HISTÓRIA

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS
AEROSOL, MESMO DEVOLVIDO PROVOU SER CRAQUE: TOQUE NA FOTOGRAFIA E VENHA CONHECER O BERÇO DE CAMPEÕES

HARAS SANTA TEREZA DO BOM RETIRO

HARAS SANTA TEREZA DO BOM RETIRO
ONDE A VELOCIDADE IMPERA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS NIJU

HARAS NIJU
toque na foto para conhecer nosso projeto

HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA

HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA
HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA: VENCEDORES INTERNACIONAIS EM TRÊS CONTINENTES

albatroz bloodstock agency, Inc.

albatroz bloodstock agency, Inc.
albatrozusa@yahoo.com

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

PAPO DE BOTEQUIM: O MILAGRE DIVINO



O QUE VOU APRESENTAR AQUI, MUITO ME ENTRISTECE

Vocês sabem quantos reprodutores produziram, até aqui, mais de 20 individuais ganhadores de grupo, no turfe brasileiro? Eu tenho a resposta: 16. E quantos destes ainda estão vivos e em atividade? Quatro. Todos em Bagé e com idade avançada.

O norte-americano Wild Event, o quarto da lista com 46 ganhadores de grupo completa ano que vem 26 anos. O outro Norte-americano, sexto na lista é Put it Back, com 30 individuais ganhadores completa ano que vem 20 anos. A seguir, na nona colocação o britânico Nedawi, com 27 ganhadores e adentrando a idade de 23 anos. E finalmente o brasileiro Redattore, que é o décimo quarto na lista com 21 ganhadores, e que terá ano que vem também 23 anos de idade. O que isto sugere? Que num piscar de olhos, poderemos ter como o mais bem sucedido reprodutor a ser utilizado no Brasil, alguém jovem - na faixa dos 15 - que em oito ou nove temporadas não tenha sequer produzido a 10 individuais ganhadores de grupo. 

Qual o futuro, você leitor, vê nisto? Explorar até a última gota animais que como Vettori (11 ganhadores de grupo), Agnes Gold (8 ganhadores de grupo) e Forestry, que em 2018 irão ter, respectivamente, 26, 20 e 22 anos, e nem de perto produziram, até aqui, o que os anteriormente citados, produziram?

Não haverá com isto um decrescimo na qualidade do puro sangue brasileiro?

Duas são as soluções: ou trazemos animais jovens, de alto poder genético, bons corredores no hemisfério norte, ou excelentes corredores no Brasil ou rezamos para o milagre divino.