HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL

HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL
HARAS SANTA RITA DA SERRA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS REGINA

HARAS REGINA
HARAS REGINA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO
HARAS FIGUEIRA DO LAGO - São Miguel, São Paulo

STUD H & R

STUD H & R
STUD H & R - TOQUE NA FOTO PARA VER UM UM GP. BRASIL QUE VAI FICAR NA HISTÓRIA

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS
AEROSOL, MESMO DEVOLVIDO PROVOU SER CRAQUE: TOQUE NA FOTOGRAFIA E VENHA CONHECER O BERÇO DE CAMPEÕES

HARAS SANTA TEREZA DO BOM RETIRO

HARAS SANTA TEREZA DO BOM RETIRO
ONDE A VELOCIDADE IMPERA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS NIJU

HARAS NIJU
toque na foto para conhecer nosso projeto

HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA

HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA
HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA: VENCEDORES INTERNACIONAIS EM TRÊS CONTINENTES

albatroz bloodstock agency, Inc.

albatroz bloodstock agency, Inc.
albatrozusa@yahoo.com

quarta-feira, 11 de julho de 2018

PONTO CEGO: PO ONDE CORE A TRANSMISSÃO?

Desculpem se de vez em quando sou enfático, mas meu ouvido não é pinico. Eu tenha noção que cada caso é um caso, mas muitos que fazem parte de nosso mercado, adoram generalizar. Seja em peso de cavalo. Seja em pedigree dos mesmos. Seja no que seja, que possa justificar uma atitude sua tomada de forma recente.

Eu me considero um camaleão. Mudo de opinião se algo me for provado ser diferente do que pensava anteriormente. Ultimamente tenho mudado menos, porque cada vez mais tenho solidificado aquilo que penso, tendo como base resultados de provas de grupo no mundo. Quando não tenho como justificar, simplesmente não justifico. Adequar os ensinamentos dos resultados obtidos em um determinado mercado, as diferentes regiões é outro trabalho a ser feito. O que é bom aqui, pode não ser tão bom acolá. Mas cada vez descubro que o que é bom na Rocinha dificilmente o será na Vieira Souto, e mais importante ainda, que a reciproca quase sempre não é verdadeira.

Eu acredito que Danzig e Sadlers wells sejam os mais importantes chefes de raça destas últimas décadas. Dois elementos de aracteristicas distintas, um de velocidade e melhor adaptação ao dirt e outro na grama e distâncias de meia stamina. Eles são os mais importantes mensageiros de Northern Dancer. Mais que Nureyev, Lyphard, Nijinsky ou outro qualquer. Sadlers Wells tem hoje quatro mensageiros em plena atividade como icones de sua tribo. Três seus filhos e um seu neto. São eles, Galileo, Montjeu e High Chaparral, excederam-se em sua forma de transmissão de classe, e agora Camelot (Montjeu) e Frankel (Galileo), parecem já ter assumido o papel desta qualidade de transmissão. El Prado, não está neste nivel, mas seu filho Kittens Joy parece ter assumido o protagonismo deste segmento.

É altamente salutar ver - na mesma semana - uma filha de Camelot, vencer o Belmont Oaks da mesma forma que do outro lado do lago, um filho de Kittens Joy, sobressair no Eclipse stakes. Ambos em provas disputadas na grama. Este é o poder da globalização. esta é a pova que quando uma caracteristica é adquirida, ela pode exercer sua capacidade de dominio, em qualquer lugar do planeta.

Danzig é o outro Northern Dancer de projeção mundial, e por intermédio de seus filhos Danehill e Green Desert, parece ter solidificado outro pilar para algo de longa duração. Seriam Redoutes Choice (Danehill) e seu filho Snitzel, e Sea the Stars (Cape Cross) seus segmentos naturais. O primeiro está provado que sim. O segundo parece estar a caminho. E o terceio, vamos ver, mas existem esperanças.

POR ONDE IRÁ SE PERPETUAR A TRANSMISSÃO?

Esta é a resposta que todos gostariam de ter. Mas nem sempre será ela a mais racional. Aquela esperada. Pois, se Deus escreve certo por linhas tortas, imaginem a genética!

Poderiamos confiar no futuro de um filho do bom reprodutor nacional no breeding-shed? Está ai uma grande pergunta a ser respondida, partindo do principio a fragilidade genética de muitos. Clackson não conseguiu fazer um filho sequer na reprodução e não creio que tenha sido apenas por uma questão de poucas chances. Penso que a fragilidade genética, não conseguiu suportar duas gerações, embora ele seja um sólido avô materno, mas nemde perto do porte de Ghadeer, que embora tenha igualmente fracassado como pai de garanhões, manteve em suas filhas o legado que sempre pareceu transmitir.

Não seria o filho do importado, de alto poder genético, que sucesso teve em nossas pistas, a melhor opção a ser explorada? Creio que sim. Melhor, pelo menos a meu ver, do que o genéticamente superior que nenhuma ou pouca aptidão tenha demonstrado em pista.