HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL

HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL
HARAS SANTA RITA DA SERRA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS REGINA

HARAS REGINA
HARAS REGINA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO
HARAS FIGUEIRA DO LAGO - São Miguel, São Paulo

STUD H & R

STUD H & R
STUD H & R - TOQUE NA FOTO PARA VER UM UM GP. BRASIL QUE VAI FICAR NA HISTÓRIA

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS
AEROSOL, MESMO DEVOLVIDO PROVOU SER CRAQUE: TOQUE NA FOTOGRAFIA E VENHA CONHECER O BERÇO DE CAMPEÕES

HARAS SANTA TEREZA DO BOM RETIRO

HARAS SANTA TEREZA DO BOM RETIRO
ONDE A VELOCIDADE IMPERA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS NIJU

HARAS NIJU
toque na foto para conhecer nosso projeto

HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA

HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA
HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA: VENCEDORES INTERNACIONAIS EM TRÊS CONTINENTES

albatroz bloodstock agency, Inc.

albatroz bloodstock agency, Inc.
albatrozusa@yahoo.com

quinta-feira, 6 de dezembro de 2018

PAPO DE BOTEQUIM: GOSTO DA MARINHA MERCANTE

Acreditem, não é nada fácil se afirmar para um cavalo que acaba de vencer o seu maiden, mesmo na estréia e de forma brilhante, que ele poderá vir a ser um novo Ribot. Primeiramente por que até ali, em mais de 50 anos de disputa, ninguém conseguira provar , sequer se nivelar a obra prima de Tesio e como Nijinsky, Dancing Brave, Nashwan poderiam tranquilamente ser considerados cavalos possíveis de consegui-lo, E "segundamente" por tratar-se de uma afirmativa por demais arriscada, em que a oposição passa a acompanhar o citado, para simplesmente ter o prazer de vê-lo perder e então poder dizer: está vendo, ele não é. O problema é que ele foi!

São afirmativas como estas, cujo risco de virar um chute longe das traves ou um palpite infeliz, ecoam nos ouvidos dos descrentes, que incapazes de acertar, torcem para que os outros igualmente não o consigam. Uma característica bastante forte no turfe brasileiro. mas para mim, ao ver correr, não só Frankel, como Zarkava, Sea the Stars, Camelot, Enable. lhe dá uma certeza do que afirmar. Consigo ver neles algo distinto. Se estou certo, pode até ser sorte, mas o que importa para mim, é estar certo. Pois neste nivel, as recompensas são enormes.

Quando Itajara venceu sua primeira carreira, escrevia numa revista de hipódromo e tive a audácia de afirmar, que daquele ninguém ganharia, como ninguém ganhou. Trata-se de uma afirmativa corajosa, mais muito mais susceptível de acerto do que algo se igualar a Ribot. E ele só correu sete e entre os de sua idade, num ºunico hipódromo. Seria esta afirmativa comparável a aferida sobre um cavalo que ganhou exatamente o dobro de corridas, em hipódromos e distâncias distintas, contra os de todas as idades? Creio que não. Logo se alguém achou, que Itajara quando estreou iria fazer o que fez, parabéns. Mas não me recordo de nenhum outro ser que respirasse ter afirmado que Frankel poderia ser do nível de Ribot. E mesmo assim, segundo o Timeforme, eu errei, pois, deram ao filho de Galileo um rate ainda superior.

Como sempre digo para falar, é preciso ter apenas cordas vocais. Contudo para acertar na mosca, em coisas sérias, algo mais, como conhecimento e imaginação. Pois, muita gente tem conhecimento, mas não a imaginação de afirmar algo que poderá vir a acontecer. Pois vou afirmar outra coisa séria - se bem que tento fazer de minhas afirmativas sempre coisas sérias - eu acredito que um reprodutor chamado Merchant Navy, poderá vir a ser um must, dentro da criação mundial. 

Abro um parênteses. Quando Medalha d'Oro nada era, levei o Aluizio Merlin Ribeiro, a visitá-lo num haras pequeno e que hoje nem mais existe. E afirmei que estava ali, um reprodutor, que se chances a ele viessem a ser ofertadas, não negaria. Pois bem, sem chances ele já foi capaz de colocar seus casquinhos de fora e imediatamente atraiu a atenção da Darley. Transferido, para uma estação bem superior, hoje é o sucesso que é. disputado a unhas. Fecho parênteses.

Apresentei ontem suas corridas e não acredito que haja alguma entre elas que possa ser comparada as de Frankel. Outrossim, em todas, uma coisa é clara. Sua vontade de vencer.  A mesma que já havia reconhecido em Medalha d'Oro. Ele não tinha a velocidade própria do sprinter., todavia, sua imensa vontade de ganhar, fazia ele ter a velocidade final de um milheiro e o fizeram um sprinter..

Ele não é um filho de Galileo ou de sua mãe Urban Sea, o que facilitaria em muito afirmar o que afirmei. Outrossim, a forma como corria, é idêntica a de Galileo. do qual nada tem a ver, geneticamente falando. Ganhava suas carreiras mais na vontade de ganhar do que propriamente na classe embutida na mesma. Ele arrancava suas vitórias do nada. Quando tudo parecia perdido, eis que ele aparecia. E tudo em carreiras de sprinters, onde teoricamente nenhuma vantagem deve ser dada. Resumindo, tinha aquela vontade de vencer, que difere os bons, dos grandes cavalos.

E ressalto para os que não sabem, ganhar em Royal Asco é complicado, ainda mais sendo de Novembro e correndo no mesmo peso dos melhores sprinters europeus. Se tivesse nascido 40 dias depois, nesta mesma carreira,  os 1,200 metros do Diamond Jubilee stakes (Gr.1) teria uma descarga de sete libras. Pensem e aquilatem a situação desfavorável em que disputou esta prova.

Falar de um cavalo que venceu sete de suas dez corridas,  sendo duas vezes terceiro, foi invicto em suas duas únicas saídas européias, em dois distintos prados, Curragh e Royal Asot, é chover no molhado. Qualquer um já se interessaria, todavia como já disse, foi a forma de se apresentar que me cativou. E me convence que algo há de ser.

Filho do Champion sprinter Fastnet Rock, numa linha que amo, a 1-n este invicto aos dois anos, tem uma mãe que não me sugere algo maior, Trata-se de uma Snippets. Porém se você tiver a imaginação suficiente para notar que ele tem a mesma estrutura genética daquele que é hoje a coqueluche da criação australiana Snippets, sentirá que nesta fumaça, há uma grande fogueira. Ambos são filhos de Champions sprinters por Danehill, e eguas por Snippets.  Sem modéstia, pois Deus me fez destituído da mesma, fui um dos que afirmei que Snitzel seria o grande mensageiro da linha Danehill no presente. E desculpem, ele é. Aos que n'ao acreditavam, ]e melhor crer pois d][pi menos...

E outro fato importante que a meu ver nunca é tarde para se lembrar,  é que o recentemente desaparecido Hinchinbrook - com 11 ganhadores de grupo - tem também a mesma estrutura genética. Filhos de champions sprinters por Danehill em mães Snippets, com quatro linhas de Northern Dancer, exatamente alocadas nas mesmas posições.





Reparem no posicionamento de Northern Dancer, nas quatro posições destes três distintos pedigrees. Parece-me outro fator de suma importância a ser notado. Sei que isto pode não convencer a muitos. Mas convence a mim, Pois, não vejo outra forma de se selecionar reprodutores...