HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL

HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL
HARAS SANTA RITA DA SERRA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS REGINA

HARAS REGINA
HARAS REGINA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO
HARAS FIGUEIRA DO LAGO - São Miguel, São Paulo

STUD H & R

STUD H & R
STUD H & R - TOQUE NA FOTO PARA VER UM UM GP. BRASIL QUE VAI FICAR NA HISTÓRIA

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS
AEROSOL, MESMO DEVOLVIDO PROVOU SER CRAQUE: TOQUE NA FOTOGRAFIA E VENHA CONHECER O BERÇO DE CAMPEÕES

HARAS SANTA TEREZA DO BOM RETIRO

HARAS SANTA TEREZA DO BOM RETIRO
ONDE A VELOCIDADE IMPERA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS NIJU

HARAS NIJU
toque na foto para conhecer nosso projeto

HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA

HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA
HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA: VENCEDORES INTERNACIONAIS EM TRÊS CONTINENTES

albatroz bloodstock agency, Inc.

albatroz bloodstock agency, Inc.
albatrozusa@yahoo.com

quarta-feira, 11 de setembro de 2019

MOMENTO

Momento é algo importante que dura apenas um período. O uso nas fotos que sinto como significativas e afirmação que me utilizo para homenagear os muitos momentos existentes, em nossa existência. Tanto na politica, quanto no futebol e também no turfe, existem momentos que marcam a sua história. E que devem ser curtidos

O crime da Toneleiros fez o futuro sorrir para Carlos Lacerda. O suicídio de Getulio, tempos depois, voltou tudo a estaca zero. O Flamengo em seus últimos cinco jogos, não só ganhou como fez um mínimo de três gols por partida, - para o Vasco com um pouco de crueldade, foi de quatro - tratou o Avai da mesma forma que o Palmeiras. Meros coadjuvantes.


Todavia todo momento, por menos importante que seja, precisa de lastro. Tanto Lacerda quanto Getulio construíram por décadas suas posições politicas. O Flamengo sanou suas finanças e saiu sem a ajuda de uma tia, a contratar jogadores de peso. Foram seus lastros. 



No turfe, as coisas acontecem da mesma forma. Sou testemunha ocular de uma historia. A do Figueira do Lago. 

Primeiro com a mudança do centro de sua criação de Campinas para São Miguel Arcanjo. Uma tomada de posição difícil pelos laços de carinho existentes no antigo logradouro. Depois com a contratação de um veterinário que passou a gerenciar toda a sua operação. Terceiro a mudança de conceito do uso de um reprodutor, para a utilização múltipla deles o que acarretou uma necessária mudança de localização de todas suas éguas para os dois polos de maior importância da criação nacional, Bagé e São José dos Pinhais. Quarto uma mudança de mas de Cidade Jardim para Gávea. Quinto, uma eterna busca por éguas que enriquecessem seu plantel. E sexto a adoção de um treinador de ponta. O resultado de todo este paciente e custoso investimento propiciou o momento que Biba e Alvaro Magalhães ora vivem. Um momento há muito sonhado. Primeiro colocados nas estatísticas de proprietários e segundo colocado na de criadores, ambas no hipódromo da Gávea. E antes que me venham lembrar que ele talvez assim por mim tenha sido citado, por ser um de meus patrocinadores, lembro que aquele que lidera as estatísticas de criadores, o Santa Maria de Araras e o terceiro colocado, o Santa Rita da serra, também o são. Logo, bom gosto eles parecem ter...

O Figueira do Lago é uma operação familiar, contudo muito mais profissional, do que muitas que habitam nosso turfe. Sua equipe no haras é coesa, vem de longa data e o fato dos Magalhães que se recusam a correr em suas cores elementos não por eles criados, mantém aquela dignidade de criar para correr. Detalhe não muito comum em nosso turfe, mas a causa precípua do turfe como atividade ter chegado onde chegou. Senhores, para este estabelecimento de cria, tiro o meu chapéu.