HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL

HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL
HARAS SANTA RITA DA SERRA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS REGINA

HARAS REGINA
JOLIE OLIMPICA BRAZILIAN CHAMPION 2YO - HARAS REGINA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO
NEPAL GAVEA´S CHAMPION 2YO - HARAS FIGUEIRA DO LAGO - São Miguel, São Paulo

STUD H & R

STUD H & R
STUD H & R - TOQUE NA FOTO PARA VER UM UM GP. BRASIL QUE VAI FICAR NA HISTÓRIA

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS
Santa Maria DE ARARAS: TOQUE NA FOTOGRAFIA E VENHA CONHECER O BERÇO DE CAMPEÕES

HARAS ESTRELA NOVA

HARAS ESTRELA NOVA
Venha nos conhecer melhor no Instagram @haras.estrelanova.

HARAS NIJU

HARAS NIJU
toque na foto para conhecer nosso projeto

HARAS FRONTEIRA

HARAS FRONTEIRA
HARAS Fronteira

HARAS CIFRA

HARAS CIFRA
HARAS CIFRA - HALSTON POR MARILIA LEMOS

HARAS IGUASSU

HARAS IGUASSU
HARAS IGUASSU A PROCURA DA VELOCIDADE CLÁSSICA - Foto de Karol Loureiro

albatroz bloodstock agency, Inc.

albatroz bloodstock agency, Inc.
albatrozusa@yahoo.com

domingo, 27 de setembro de 2020

O GRANDE PREMIO BRASIL NA VISÃO DOS PARTICIPANTES DA ATIVIDADE

Ricardinho 13.000

Daqui a algumas horas, teremos mais um desfecho, daquela que considero, a mais importante prova de nosso calendário turístico, o Grande Prêmio Brasil. Este ano, com um campo por demais reduzido e com uma assistência por demais limitada. Há de se convir que vai ser uma prova diferente.

Outrossim, é ainda uma prova que catalisa a atenção daqueles que compõem esta atividade e são por isto mesmo os pilares da mesma. Então porque não ouvir deles, o que esperam da corrida? Na sequencia deste, a opinião que eles tem sobre as chances dos concorrentes deste ano..

Também este ano, as cinco provas principais, - no meu conceito - serão comentadas por aqueles que me ajudaram este ano a escrever este blog. Nossos, sempre prestativos colaboradores. O Marcelo Augusto (Brasil), o Adolpho Smith de Vasconcelos (Criterium), o Gil Moss (OSAF), Marcel Bacelo (Presidente da Republica) e o Adriano Quadros (Suckow).

Nesta lista de amigos que gentilmente responderam a minha indagação meu melhores agradecimentos. Foram eles criadores, proprietários, ex-dirigentes, jóckeys, treinadores, handicapeurs, profissionais, leiloeiros, agentes, turfístas, enfim gente que vive diariamente nosso turfe. Aos colegas jornalistas Celson Afonso, Karol Loureiro e Marcos Rizzon, que doaram seus preciosos tempos, no meio de afazeres inerentes a que a data exige, tiro o meu chapéu.

Esta é a prova que muitos estão interessados no sucesso da atividade. Alguns que basicamente vivem dela. Outros que com seus investimentos a fazem se manter. Atentem para a observação daquele que mantém um reprodutor nacional a seus serviços. Deixei sua opinião para o final.


1. No GP Brasil o George Washington vai ter carreira favorável e vai proporcionar ao Esteves, por todo seu talento e profissionalismo, o merecido tetra.
Luiz Oswaldo Lopes Leite - criador

2. Ao que tudo indica numa raia muito mais seca do que estava na sua última atuação, Pimper’s Paradise promete relembrar suas atropeladas fora de série e tornar bem difícil a missão de derrotá-lo. O espontâneo Hard Boiled, agora mais adaptado a distância, pode ter carreira favorável e pra mim surge como principal adversário do provável favorito.
Beto Romano - handicapeur


3. Oi Renato. Acho um pareo equilibrado e diferente pela presença de apenas 9 cavalos mas acredito ( é cá entre nós, torço) pelo Hard Boiled. A princípio o George Washington não vai ter a carreira tão favorável mas o Olympic Ipswich pode ajudar e "brigar" com Hard Boiled na frente  que  teoricamente poderia correr na com certa tranquilidade nessa posição ... O Pimpers Paradise está mais ou menos na mesma situação do George Washington... Ainda como possíveis o Olympic Impact e o Abu Dhabi Dependem todos do trem da carreira....
A conferir....
Abs
Gilberto Gama - criador

4. Boa noite Renato,
Apesar do coração estar na torcida pelo J.Ricardo e Olympic Ipswich levar esse GP Brasil 🇧🇷 e selar com chave de ouro esse recorde digno de reverência no mundo todo, vou arriscar tirar L.Esteves do vencedor e dizer que o páreo está entre os dois animais que ao longo de suas campanhas a meu ver mostraram uma qualidade que os diferenciam dos demais: Hard Boiled e Pimper’s Paradise. Esses dois merecem um duelo a parte e como será o primeiro confronto entre os dois, torço para que ambos estejam em sua melhor forma para trazerem uma emoção especial a esse glorioso GP. Acredito que as diferenças são: Olympic Impact, George Washington e Galaxy Runner.
Mário Barbosa - criador

5. O G.P.Brasil deste ano tem poucos concorrentes e muita paridade , são 5 cavalos da geração 2015 e 4 da geração 2016.São os expoentes destas gerações, que permaneceram no País. Todos filhos dos melhores  garranhões que aportaram no nosso amado BRASIL. É sem dúvida uma corrida muito equilibrada e o que fizer o melhor percurso sem dúvida será o grande vencedor.
Ayrton Soares - Agente

6. Renato o Hard Boiled vem evoluindo muito, acho um potro de muito bom tem muita chance o Pimpers Paradise eu acho o melhor animal do páreo, se ele estiver bem é o cavalo a ser batido, mas tem que respeitar o Esteves, que vai tentar um feito inédito!
Luiz Felipe Pelanda - criador

7. O páreo me lembra muito o GP vencido pelo Troyanos, campo reduzido mais com uma reta disputada. 
Sua memória é muito melhor que a minha.
 
Acho o Pimper’S Paradise um cavalo excepcional, mas às corridas dele que encheram os meus olhos foram na distância de 2.000 metros, imbatível para mim nessa distância. Gosto muito do Hard Boiled , gosta de correr entre os ponteiros e como na minha opinião não tem aventureiro no páreo para fazer um trem de maluco pode se beneficiar. 
George Washington, cavalo irregular na minha opinião. 
Alterna corridas espetaculares com outras sem brilho, agora quando resolve correr é o osso duro de roer. 
Cavalo que me impressionou muito nas últimas duas corridas foi o Olympic Impact , atropelada fulminante. 
Na opinião o páreo está entre os quatro, ficando com o Pimper’S para primeiro e o Olympic Impact para segundo. 
Minha modesta opinião, de forma ao que escrevi que vc é campeão nisso e eu péssimo em português Rssss. 
Abraço
Carlos Palermo - Ex-presidente do Jockey Club Brasileiro.

8. Prova bem acirrada entre 2 George Washington 3 Olympic impact 8 Hard Boiled e 9 Pimpers Paradise.
Vou torcer para esse último e acho que vai se reabilitar, ao meu ver não correu o que sabe na última oportunidade.
Alex Mota - jóckey

9. Caro Renato, como coproprietário do Olympic Impact, toda minha torcida é pela sua vitória. Sabemos da dificuldade do páreo e da qualidade dos adversários, mas confiando no cavalo, no seu momento e em toda equipe do treinador Luis Esteves e no jóquei H. Fernandes, o meu palpite é que domingo ele irá se consagrar ganhando essa que será a maior vitória da carreira!
Armando Burlamaqui - criador

10. Hard Boiled ou Pimper's Paradise são meus dois candidatos ao GP Brasil.
Joaquin Aida - Veterinário.

11. Infelizmente esse o ano GP Brasil acontecerá sem público presente no Hipódromo da Gávea, se por um lado faltará o tradicional glamour nas tribunas, isso não ocorrerá na pista, pois estão listados produtos de categoria na principal prova do ano.
Na minha opinião, dois animais tem destaque sobre os demais: Hard Boiled e Pimpers Paradise e parece que o resultado desse duelo vai ser definido pelo ritmo do páreo.
Não posso deixar de citar também o animal treinado pelo meu pai Dulcino Guignoni, Mondragon evoluiu depois na preparatória e vai correr muito mais, leva a minha torcida.
Leandro Guignoni - treinador

11. Ah Renato
Sou encabulado. Se vc pedir , terei que apontar o do Alfredo (Pimpers Paradise).
Antônio Quintella - Presidente da ABCPCC

12. Um páreo vazio porém, com muito equilíbrio. O cavalo do Lavor, Hard Boiled deu uma demonstração de muita qualidade mesmo sendo segundo na preparatória, todavia na minha opinião Pipers Paradise é o cavalo do páreo. Muito corredor, como o é também o George Washington, que quando trabalhando é um cavalo excepcional, mas no caso dele, depende se ele quer correr. E o meu cavalo Mondragon, que reapareceu na preparatória, não estava pronto e não se saiu mal, melhorou e assim espero que ele venha a fazer uma boa corrida. Como disse um páreo equilibrado, onde o cavalo do Ronaldo Lima que será montado pelo L. Henrique também está muito bem. Enfim uma corrida que vai depender muito das peripécias de carreira. Mas eu espero que o meu cavalo, Montragon faça uma tremenda apresentação. Mas os cavalos do Lavor e do A. Correia devem ser os mais respeitados.
Dulcidio Guignoni - treinador

13. Boa noite Gameiro
O páreo em minha opinião tem quatro cavalos. São para mim os que tem muita chance. o Pipers Paradise, do Venâncio, o cavalo do beto Solanes e os meus dois George Washington e Olympic Impact. Dos meus, o que acredito que tem mais chance é o Olympic Impact. O cavalo está tinindo e cada dia evoluindo mais. Um cavalo fácil de correr, o que já não pode ser dito de George Washington, um cavalo complicado de correr, que precisa de uma carreira a sua feição. Minha chance maior é com o Olympic Impact.
Luiz Esteves - treinador.

14. Bom dia amigo
Todos devem concordar que estamos num ano atípico. Teremos uma festa atípica. E um GP. Brasil, mais atípico ainda. Logo, deve dar uma zebra. Fico com o cavalo do Guignoni, o Mondragon, por ser como você diz, fresh.
Montenegro - critico audaz de tudo e de todos.

15. Acredito que o páreo será decidido entre OLYMPIC IMPACT que vem de 2 consecutivas, GALAXY RUNNER que perdeu carreira incrível na última e PIMPERS PARADISE cavalo com ótima campanha e de muita categoria
Mauricio Portarolo - veterinário.

16. Temos um Grande Prêmio Brasil diferente esse ano. Para uns o campo esvaziado reflete a fase do nosso turfe brasileiro, outros veem o campo seleto com bons olhos. Gosto de pensar que só estão no páreo os que deveriam estar. 

Outra dúvida é em relação a qual Pimpers Paradise veremos. Aquele que encantou a todos ao, de galope, deixar o segundo longe no Matias Machile em Cidade Jardim, ou aquele que pareceu regular com a turma em sua última exibição, na Gávea. O defensor do Haras Doce Vale é o cavalo do páreo. Seu terceiro no Latino, sobretudo pela maneira como foi, rendeu-lhe o posto de principal corredor do turfe brasileiro. Neste domingo, entra na pista para defender essa posição. 

A de se destacar a evolução constante de Olympic Impact. As duas últimas atuações impressionaram/surpreenderam bastante. Sua arrancada nos  metros finais empolga até quem não gosta de corridas de cavalo. E após assistirmos as edições anteriores do GP, não podemos desconsiderar a estrela de Luis Esteves. O vencedor das três últimas edições do páreo, ainda apresenta o veloz Olympic Ipswich, com Jorge Ricardo, e o atual ganhador da prova, George Washington. 

Menos testado que seus rivais, Hard Boiled mostrou adaptação ao percurso. A última exibição foi de encher os olhos. Deixou a impressão de que, aguerrido e corrido mais contido nos metros iniciais, poderia ter vencido a preparatória. Agora a tese pode ser comprovada. 

O “Derby Winner” Abu Dhabi, que não aprovou a forma como foi corrido na última; Galaxy Runner, que tem seus dias de correr bem; He’s Gold, sempre deixando a impressão de que, na próxima, vai brigar pela vitória, e Mondragon, que reapareceu na preparatória e chegou muito afastado, completam o campo da carreira. 

Domingo, 27 de setembro, as 16h52, teremos um GP Brasil sem público, mas para todos vermos.  
Celson Afonso - comentarista especializado.

17. O GP Brasil 2020, mesmo com campo reduzido, é muito equilibrado.  Pimper's Paradise está na boca de todos, mas Olympic Impact impressionou nas duas preparatórias e merece ser observado. George Washington não pode ser descartado, visto que é atropelador e num campo vazio, isso pode favorecê-lo.
Karol Loureiro - jornalista especializada.

18. O cavalo do páreo é o Olympic Impact. Mas há de se respeitar, Pimper's Paradise e o George Washington.
Mauro Silva - turfísta.

19. Olá Gameiro, 
Acredito, evidentemente que até certo ponto por influência passional, que Hard Boiler tenha boa chance, tanto por seu retrospecto, por sua família extremamente exitosa, por seu consistente retorno depois de um longo período de descanso, ou ainda, pelo rigor de seu jockey. Outra força não menos importante é Olimpic Impact, cavalo de ótimo retrospecto que deverá ser apresentado com alto preparo. 
Claro que a condição da raia pesada deverá influenciar muito, talvez diminuindo as diferenças e deixando a corrida ainda mais incerta quanto a resultado. 
Grande abraço
Fred Frey Junior - veterinário.

20. Renato Bom Dia , amanhã o grade dia GP Brasil, apesar do campo reduzido , na minha opinião o cavalo é : Pimper`s Paradise , basta que ele corra o mesmo que na copa Mathias Machline , sei que foi em 2000 m , mais ele já venceu em 2400m , tem pedigree para tal. Abçs
Cláudio Pragana - turfísta.

21. Oi meu amigo desculpa a demora!
Acho que ganha o Olympic Impact- fase dele é excelente e acredito na dupla com o Pimper’sParadise! - Abu Dabhi seria meu terceiro nome corre muito! Abcao
Emílio Borba - veterinario.

22. Oi dr.
Um GP Brasil com campo reduzido, mas com todos os animais com chances de vitória. Não arriscaria disque q um determinado animal estaria num degrau acima.
Rodolfo Lima - criador.

23. Bom dia Renato
Difícil sem saber a raia em que será corrido, o GP, mas vou com Piper´s Paradise e George Washington na dupla. Abraços
Alexandre Frare - criador.

24. Para mim o filho do Redattore que ganhou a preparatória. O Olympic Impact.
Raul Rocha - veterinário.

25. Renatão é um páreo muito aberto. Os cavalos do Esteves que vem correndo muito bem. Meu cavalo que tem muita chance, pois vem de uma carreira muito boa, perdeu para o do Esteves e seguiu muito bem. O cavalo do Venâncio que tem que ser muito respeitado. Tem que apagar a última carreira que não valeu. Para mim, o páreo se resume ai. São os cavalos que considero forças.
Beto Solanes - treinador.

26. Pimper’s Paradise impressionou muito da Copa dos Criadores. Acredito que esteja no ponto agora nos 2400m, especialmente se tivermos um train mexido. George Washington, pela categoria, fica como diferença. Mas o campo do páreo é extremamente equilibrado e qualquer resultado é viável.
Nilsinho Genovesi - proprietário e leiloeiro.

27. Há 60 dias, seria difícil enxergar alguma possibilidade de Pimper's Paradise não vencer o GP Brasil. Depois das preparatórias, porém, várias interrogações surgiram. Pelo que mostrou no trial, caso não se envolva em briga na primeira milha, Hard Boiled é seríssimo candidato. Se precisasse escolher um, seria o filho de Wild Event.
Victor Correa - profissional.
 
28. Os adiamentos não adiantaram. A pandemia foi mais forte. A política também. O governador em exercício reeditou o decreto antigo e sua entrada ao hipódromo pareciaa de uma festa importante – tipo 15 anos, casamento, etc – ou seja, você no hall de entrada passava por duas recepcionistas que conferiam seu nome em uma relação prévia.

Dentro do JCB na sexta e no sábado 250 pessoas no máximo.
Aqueles pavilhões imensos vazios. Mas vamos falar do amanhã, do GP Brasil, da maior festa do turfe carioca. Nove animais alinharão no partidor dos 2.400m, grama, que deverá ter uma pista de macia
para leve.
´
Luiz Esteves tentará um feito inédito: o tetracampeonato consecutivo.
Para conseguir isso terá três pupilos em ação: Olympic Ipswich, Olympic Impact e George Washington. Para mim o Impact é a maior espada. Mas, se o Ipswich tomar a ponta e galopar? E se o George reeditar a atropelada de 2019?

O favorito do painel deverá ser o Pimper’s Paradise, todavia em minha visão, ele é muito melhor nos 2.000m do que na milha e meia.

Galaxy Runner, às vezes se apresenta. Mondragon, é pule alta. Abu Dhabi decepcionou na última correndo de frente. 

He’s Gold sempre chega colocado. 

Hard Boiled quebra relógios nos treinos.

Sorry, mas acredito que só o Pimper’s poderá estragar a festa do Esteves.

Em dois minutos e quarenta e seis segundos saberemos quem será o campeão deste ano.
Marcos Rizzon - Jornalista.

29. Mondragon, nosso cavalo está muito bem. Mas devemos respeitar Hard Boiled e Pimper´s Paradise, os nomes da carreira.
Christian Schlegel - veterinário.

30. Edição do Grande Prêmio Brasil. com campo restrito, mas extremamente equilibrado em alta qualidade. Dar um palpite é muito difícil, mas desta vez vou optar pela regularidade do Pimper´s Paradise.
Gabriel Lottice Filho - criador da ganhadora do Major Suckow 2020

31. Pra mim o GP Brasil está entre Pimper’s Paradise e George Washington, porém, dependendo do train de corrida Hard Boiled é um perigo gigante. Cuidado ainda com Olympic Impact que só faz melhorar.

Dois Redattores entre os prováveis favoritos e hoje a vitória de Neusely tendo ele como avô paterno, formidável!
Julinho Camargo - criador.

32. Oi Renato
Acho que ganha Hard Boiled, mais adaptado nos 2.400m, fazendo a 3a corrida desde seu reaparecimento e podendo correr na frente ou entre os três primeiros ao natural Pimpers Paradise pra mim o melhor cavalo do páreo e tem muita chance, apesar de preferi-lo em 2.000m, acho que é o principal adversário Olympic Impact tá em grande forma e pode ganhar mais uma, merece respeito pelas duas ultimas vitórias, ambas em 2.400m.

Dos 6 demais, acho que todos tem sua chance mas qualquer um deles que passar na frente, pra mim sera uma surpresa, pois acho que o pareo sera decidido entre os tres que citei.
Zequinha Fragoso Pires - Diretor Executivo do JCSP.