HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL

HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL
HARAS SANTA RITA DA SERRA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS REGINA

HARAS REGINA
HARAS REGINA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO
HARAS FIGUEIRA DO LAGO - São Miguel, São Paulo

STUD H & R

STUD H & R
STUD H & R - TOQUE NA FOTO PARA VER UM UM GP. BRASIL QUE VAI FICAR NA HISTÓRIA

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS
AEROSOL, MESMO DEVOLVIDO PROVOU SER CRAQUE: TOQUE NA FOTOGRAFIA E VENHA CONHECER O BERÇO DE CAMPEÕES

HARAS SANTA TEREZA DO BOM RETIRO

HARAS SANTA TEREZA DO BOM RETIRO
ONDE A VELOCIDADE IMPERA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS NIJU

HARAS NIJU
toque na foto para conhecer nosso projeto

HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA

HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA
HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA: VENCEDORES INTERNACIONAIS EM TRÊS CONTINENTES

albatroz bloodstock agency, Inc.

albatroz bloodstock agency, Inc.
albatrozusa@yahoo.com

segunda-feira, 20 de agosto de 2018

2018 Pacific Classic - Accelerate

Düsseldorf: 32. Grosser Sparkassenpreis (L) - Siegerin: Skrei

Fatale Bere (FR) Wins the Del Mar Oaks (Grade I) Race 8 at Del Mar 8/18/18

Nonza - Darley Prix Jean Romanet - Deauville - 19/08/18

Prix Morny - Deauville - 19/08/18

Darley Prix de Pomone - Deauville - 19/08/18

Holdasigreen - Prix Kergorlay - Deauville - 19/08/18

PAPO DE BOTEQUIM: A CONSTRUÇÃO DE UM TUNEL

Um reprodutor que tenha cinco gerações corridas e com três anos completos, em disputas em mercados de primeio nivel, está sim sujeito a uma analise, para com sua validade ou não no breeding-shed. I AM INVENCIBLE acaba de completar este fim de semana a marca de 21 individuais ganhadores de grupo. Há de se notar que na história brasileira das provas de grupo - iniciada em 1974 - apenas 16 reprodutores conseguiram atingir ou suplantar esta marca. E nenhum deles em apenas cinco fornadas. Logo, há de se louvar o feito de I Am Invencible.

Em pista foi um sprinter ganhador de cinco carreiras, para um total de 13 participações oficiais. Um cavalo médio, ganhador de um grupo 3. Aquele que no Brasil, nem utilizado seria reprodutivamente, mas na Austrália, que pensa de uma forma distinta que a nossa, felizmnte o foi.

Sempre fui um apaixonado por Green Desert e a velocidade por ele transmitida. Uma velocidade sem limite de distância, outrossim, seu filho Invencible Spirit, e o filho deste I Am Invencible. foram genuínos sprinters, que até aqui não conseguiram estaminar a sua produção, com tanta eficiência, como outros filhos de Green Desert, tais como Cape Cross e Oasis Dream. Invemcible Spitir e os dois anteriormente citados. são o tripé de continuidade da tribo estabelecida por Green Desert, que por si própio estabeleceu-se, juntamente com Danehill, como um dos dois baluartes - até o presente momento - de continuidade do invicto filho de Northern Dancer.

A pergunta passa a ser, porque chances foram dadas a I Am Invencible? Tenho uma opinião. Os australianos pensam como os norte-americanos. onde há fumaça, há fogo e que toda montanha por maior que seja, pode ser ultrapassada, se houver engenhosidade. na abertura de um tunel. Quem não se considera capacitdo, tem o direito de contornar a montanha. Quem tem conhecimento e imaginação, tenta constuir o tunel. E assim chances foam dadas a dezenas de filhos de Mr. Prospector, mesmo aqueles que não gozavam de grande prestigio popular.

Por fotos, I Am Invencible parece ser fisicamente um cavalo de primeira linha. Atlético, expressivo e provavelmente correto, contudo acredito que a razão principal de seu aproveitamenti ter sido o fato de ser um decedente de Green Desert, em um pedigree que mesmo não muito recheaado de chefes de raça, ea suceptivel a duplicações. E coincidentemente destes seus 21 individuais ganhadores de grupo, nada menos que 19, tem pelo menos uma duplicação. Três com quatro, um com cinco e pasmem um com sete. Sim eu disse SETE!




Apenas a titulo de curiosidade, vocês seriam capazes de arriscar a dar um palpite de quantos ganhadores de grupo até aqui nesta década no mundo, possuem em seus pedigrees sete duplicações? Eu tenho, de dizer, não como palpite mas com certeza que apenas três. Outrossim, o fato que a mim se torna mais marcante é a capacidade que Green Desert e sua descendência tem, em assimilar positivamente duplicações, mesmo aqueles não dotados de um número grande de chefes de raça e matriarcas. I Am Invencible tem mais de 90% de sua produção clássica com pelo menos uma duplicação.

A observação e a paciência o impelem a acreditar que existem chefes de raça cuja força em um pedigree é altamente positiva. Em outros não tanto. No caso de I Am Invencible, ela me parece altamente benéfica. Notem que em nove, destes 19 casos, existe um imbreed em Danzig e mais um com o imbreed 3x3 em seu filho Geen Desert. Isto repesenta mais de 50%, O que para mim, é um percentual altamente convincente. 

Quando se estuda a técnica da utilização de imbreeds, não basta apenas duplica-los em um pedigree. Tem que saber em quem a duplicá-los e só existe uma forma racional de fazê-lo: tentando distinguir previamente quais são os ramos estabelecidos por estes chefe de raça, que se sentem bem em duplicá-lo. O resto é conversa para inglês ver,


PONTO CEGO:

Sou um Northern Dancer de carteirinha. Por sua história, sua campanha e o tempo me ensinou a igualmente respeitar seu pedigree. Pequeno em tamanho, mas enorme em capacidade de transmissão, ele chamou a minha real atenção, logo em seu inicio, quando gerou a Nijinsky, outro cavalo por quem nutro desbagada idolatria. Voltei a trás, pesquisei e descobri o grande cavalo de corrida que fora e me passara quase a desapercebido. Mas nunca é tarde para se aprender e muito menos para rever seus conceitos.

O mesmo aconteceu comigo em relação a Mr. Prospector. Custei a aceitar a validade de sua participação reprodutiva a um nível similar ao de Northen Dancer. Igualmente ele foi incapaz de gerar a um reprodutor dominante, como Northen Dancer, Seattle Slew e Hail to Reason, todavia, o número de filhos seus que se sairam acima da média na reprodução mundial, era excessivo. Não podia ser obra do acaso. E isto, sem que nenhum deles tivesse o brilho de um Nijinsky, de um Lyphard, de um Nureyev, de um Sadlers Wells e de um Danzig. Mas eles sobressairam e criaram uma ávore para esta tribo, tão frondosa e de muito mais galhos do que eu poderia supor em seu inicio.

Como pode ser visto no diagrama que se segue, ele gerou a vários ramos e estes estão de proliferando
MR. PROSPECTOR
.....Afleet
..........NORTHERN AFLEET (USA)
.....Carson City
..........CITY ZIP
...............RUN AWAY AND HIDE (USA)
.....Chester House
..........PHOENIX TOWER (IND)
.....Distant View
..........OBSERVATORY (EUR)
...............TWICE OVER (EUR)
.....E. Dubai
.....ELUSIVE QUALITY (USA)
.....Fappiano
..........Cryptoclearance
...............Ride the Rails
....................CANDY RIDE (USA)
..........Quiet American
...............FIRST AMERICAN (BRZ)
...............REAL QUIET (USA)
....................MIDNIGHT LUTE (USA)
..........Unbridled
...............BROKEN VOW (USA)
...............EMPIRE MAKER (USA)
....................PIONEEROF THE NILE (USA)
...............Grindstone
....................BIRDSTONE (USA)
...............MANIPULATOR (ARG)
...............UNBRIDLED'S SONG (USA)
....................FIRST DEFENSE
.....Fast Gold
..........SETEMBRO CHOVE (BRZ)
.....Forty Niner
..........DISTORTED HUMOR (USA)
...............ANY GIVEN SATURDAY (USA)
...............DROSSELMEYER (BRZ)
..........End Sweep
...............TRIPPI (SAF)
..........JULES (BZ)
...............QUICK ROAD (BRZ)
.....FUSAICHI PEGASUS (USA)
..........ROMAN RULER (ARG)
.....Gone West
..........ELUSIVE QUALITY (USA)
...............ELUSIVE CITY (USA)
...............QUALITY ROAD
...............RAVEN'S PASS
..........Grand slam
...............VISIONAIRE
..........MR. GREELEY (USA)
.....,,,,,SPEIGHTSTOWN (USA)
...............MUNNINGS (
..........Zafonic
...............COUNT DU BOIS
...............IFFRAAJ
..........ZAMINDAR
.....Gulch
..........NAYEF
..........THUNDER GULCH (USA)
...............POINT GIVEN (USA)
.....HUSSONET
.....Jade Hunter
..........YAGLI (USA)
.....KINGMAMBO (EUR)
..........ARCHIPENKO (EUR)
..........KING KAMEHAMEHA (JAP)
..........KING'S BEST (EUR)
..........LEMON DROP KID (USA)
.....LODE (ARG)
.....Machiavellian
..........MEDICEAN (EUR)
...............DUTCH ART (EUR)
..........STREET CRY (USA)
...............STREET BOSS (USA)
...............STREET SENSE (USA)
...............VETTORI (BRZ)
.....PIONEERING (BRZ)
.....Seeking the Gold
..........Dubai Millenium
...............DUBAWI (EUR)
..........MUTAKDDIM (ARG)
.....Smart Strike
..........CURLIN
..........ENGLISH CHANNEL
..........LUCKIN AT LUCKY

Hoje eu arriscaria a afirmar que Mr. Prospector está expandindo seus tentáculos como Northen Dancer, e aquilo que previ a três decadas atrás, da necessidade da exploração de imbreeds em Northern Dancer e Mr. Prospector em um mesmo pedigree,que denominei do binômio mágico, posso afiançar que hoje tem um peso significativo.

A situação me parecia lógica. Duplicar os dois mais importantes chefes de raça, só poderia fazer bem. Era como montar-se uma Prada, na terra do J. C. Penny. Mas alguns acharam que não, inclusive quando ofereci um filho de Nijinsky, para padrear as filhas do Ghadeer, que para mim, parecia ser uma solução mais do que óbvia, um dos acionistas de Ghadeer opinou que o imbreed em Northern Dancer poderia ser prejudicial. Dá para entender?

INDEPENDENTE DE IMBREEDS, 
MR. PROSPECTOR JÁ PROVOU 
QUE IGUAÇMENTE NO BRASIL 
QUE FUNCIONA.

EM WOODBINE


EUROPEAN LISTEDS



NO JAPAO



EM DELMAR




EM DEAUVILLE






domingo, 19 de agosto de 2018

THOROUGHBRED DAILY NEWS





O QUE VEM POR AI: DAQUI A ALGUMAS HORAS



Eskimo Kisses - 2018 - The Alabama Stakes

Rushing Fall - 2018 - The Lake Placid Stakes

Shadwell Prix de la Nonette - Castellar - Deauville - 18/08/18

Beyond Reason - Prix du Calvados - Deauville 18/08/18

Hungeford takes 2018

GEOFREY FEER STAKES 2018

WINX





EM SARATOGA



PAPO DE BOTEQUIM: QUERO SEMPRE GANHAR DE ALGUÉM

Existem leitores que acreditam que bato muito forte em coisas relativas ao desempenho de pessoas no turfe brasileiro. Uns o fazem em forma de criticas, - construtivas ou destrutivas - outras no intuito de apenas me ajudar. A todos agradeço, embora não mereça. Quando se chega a rodagem que atingi, há de se ter o minimo de discernimento que quem gosta de mim gosta. Que não gosta, não gosta. Muio pouco há para se mudar. Isto não quer dizer que me sinta acima do bem e do mal. Conclui apenas, que dificilmente irei mudar. Em minha defesa afirmo que porque muitos dos que assim argumentam, não sabem o que é verdadeiramente bater forte, assim afirmam... 

Quando se está fora do problema, mesmo que apenas fisicamente, você tem condição de analisar a coisa de uma forma mais global.  You see the big picture. Quem nele reside, muitas vezes se deixa levar por sentimentos e sensações, que criam uma bruma, que pode ser tão densa, que encobre uma verdade que para quem está de fora, parece ser limpida e indiscutível. 

Vou apresentar aqui algo em que sempre acreditei, mas nunca me senti a vontade de xpressar. Um sentimento e uma conduta que aprendi em minha familia: A verdadeira importância de um pai, de um gerente e de um consulto, não é apenas ensinar a seu filho, a seu empregado ou a seu cliente o mundo que se vive. É a meu ver mais do que isto. É notifica-lo de um mundo - melhor - que poderia estar  sendo vivido, por ambos, se certas medidas fossem adotadas.

Sei que isto embora lógico, possa ainda causar dúvidas a quem o lê. Afinal cada caso é uma caso, e no caso do Brasil, tudo é estranho, principalmente quando vindo de cima paa baixo. Queendo ou não somos um povo sui-generis. Outro dia recebi de um amigo uma afirmativa de uma "ex-presidenta" do Brasil, afirmar que o problema dos nodestinos, era - o de como estava escrito no livro Sertões - abandonarem o nordeste para vir para o Brasil. Juro que ouvi Euclides da Cunha se revirar em seu tumulo.  Vindo do poste de quem veio, e daquele que a inventou, não deveria ser uma afirmativa a se surpreender. Afinal esta é uma das centenas de coisas exdruxulas, ditas por esta senhora. Mas há de se convir que ela foi eleita por duas vezes, e aquele que a colocou no lugar que ficou por quase oito anos, é hoje um presidiário, condenado em duas instâncias por corrupção e lavagem de dinheiro, a mais uma dúzia de anos em regime fechado. Somos ou não somos um povo sui-generis?

Isto seria bater forte demais!

O homem é dono do que cala e escravo do que fala. Esta frase não é minha, muito menos de vó Adelina. É do senhor abaixo, que aceito ou não, há de se convir que entendia um pouquinho do modo de pensar da raça humana. Ou estarei escorregando na maionese?




Se acredito que existe um mundo turfístico melhor que o nosso, e o exponho, o defendo e apresento maneiras de tentar vivê-lo. não considero ser isto uma forma de bater forte. Deveria ser sim, aceito como um alerta. Se este alerta deve ser seguido ou não, está na cabeça de cada um. Como sempre digo, que para haver vencedores, infelizmente terão que haver perdedores. Agora tornar a tarefa dos vencedores mais fácil, não acho que ignorar os fatos, seja a melhor forma de uma atividade ser respeitada. Pelo menos esta é a minha opinião. Gostaria de ganhar sempre de alguém, nunca de ninguém.

WINX


ARQANA



PONTO CEGO: DO PRIMEIRO AO DÉCIMO QUINTO


Há de se ter esperança. Sempre. Afinal o que há de errado nisto? Surpreende-me muito um brasileiro não ter esperança, pois, o pais deixado pela dona Dilma, pior não poderá ficar, mesmo,observando-se o nivel de candidatos que temos como opção para votar. 

Um picolé de Xuxu, uma tartaruga Ninja, Um temente a Deus, nosso Senhor Jesus Cristo empunhamdo uma Biblia, um coronel do nordeste que vai acabar com toda e qualquer inadimplência, um invasor da propriedade alheia, um encarceirado que acredita sua ficha ainda ser limpa. Aonde nós estamos? Na Venezuela?

Eu juro que quando estudo coberturas no Brasil e deparo nosso quadro de reprodutores, também por segundos perco a esperança. Mas logo, logo, acordo para uma outra realidade. Mesmo neste nivel já criamos cavalos de alto nivel, que fora de nossas fronteiras provaram suas qualidades. No Brasil é a mesma coisa. Por mais que Lula, Dilma, Temer, Collor, Sarney e outros tentem acabar com ele, ele já provou ser inacabável!

E o mesmo posso dizer de nossa criação. Somos ainda incapazes de gerar a cada ano dois ou três Bal a Balis, Much Betters e Itajaras. Mas só o fato de, de vez quando, conseguirmos criar algo parecido a eles, me faz ir ao Brasil, pelo menos três vezes por ano, e de haras em haras examinar as possibilidades de compra. Acho que Flight Time poderia ser este tipo de cavalo. Talvez seja. O tempo dirá. E pasmem, nem champion 3yo ele foi eleito. Como pode ser que o candidato certo a nossa presidência, pode não ser eleito?

Mas há de se ter esperança.

Analisando-se o quadro estatistico de criadores. em nosso mais competitivo - para alguns único - hipódromo, o da Gávea, tomamos consciênia que para variar o Sta, Maria de Araras lidera, seguido pelo Figueira do Lago e o Estrela Nova, haras que ao que me consta fazem a maioria de suas coberturas com reprodutores diversos. Logo, de alguma forma, estão conseguindo sucesso na forma com quem estão estruturando seus acasalamentos.

Não creio que os três mais importantes elementos criados por estes dois estabelecimentos de cria, em treinamento este ano no Brasil, possam ser considerados filhos de reprodutores consagrados. Com todo respeito tanto Discreet Cat, como Quick Road e Pounced, não o são. Poderiamaté ser, pois, foram cavalos acima da média em pista. Mas não o são.

O Figueira do Lago, conta hoje com dois destes elementos da nova geração, que podem ser considerados destaque. O invicto na areia Laurent e a até que provem ao contrário, lider da geração feminina, Lisboeta.




Netos maternos de dois consagados avôs maternos a nivel mundial, A. P. Indy e Elusive Quality, e portadores de no minimo dois imbreeds, cada. O macho em Secretariat e Buckpasser e a fêmea trazendo o consagrado binômio mágico. Desculpem aos adoradores do acaso, mas não creio que sejam produto do mesmo. Sabendo quem urdiu estes acasalamentos, sei que foram tremendamente estudados.

E o que dizer do pedigree, daquele que para mim é o melhor cavalo em treinamento no Brasil, Arrocha?



Existe concepção que possa ser consideada mais eficaz? Duas duplicações femininas de altíssima qualidade e o imbreed em Northern Dancer. Ou alguém acredita que possa ser Pounced? Se acreditem, o busquem de volta.

Todos os três são o produto de boas iniciativas. São a razão de eu acreditar que tenha que se ter uma esperança. Produzimos hoje, um número muito menor de produtos que há três décadas atrás, mas criamos muito melhor do que o faziamos em relação a aquele tempo. Creio que tanto Lisboeta como Arocha possam ser primeiros produtos de suas respectivas mães, o que derrubaria em tese, aquela teoria que tenta condenar o primeiro produto de quem quer que seja.

Senhores, estabelecerei também uma lei. Em um pais que a ficha limpa, pode ser deixada de lado, quando o encontro genético é positivo, acreditem pode ser o primeiro produto ou o décimo quinto, que a coisa tende a dar certo. Lei do Gameiro.

EUROPEAN LISTED


EM MONMOUTH PARK


EM NEWBURY



EM DEAUVILLE



sábado, 18 de agosto de 2018

History of the Alabama Stakes

Songbird - 2016 Alabama Stakes

Elate - 2017 Alabama Stakes

PAPO DE BOTEQUIM: A EXPERIÊNCIA QUE VEM COM A IDADE

Existem três fases em sua vida profissional. A primeira na juventude, onde você tenta angariar conhecimentos e dar vazão a sua imaginação. A segunda no seu amadurecimento, quando você inicia em por em pratica o que aprendeu e imaginou. E a terceira, quando você atinge uma idade maior, onde tudo que fez, se transforma em experiência profissional e de vida, para você dar continuidade ao que fez até ali. A velhice lhe tráz dores, lentidão, mas ao mesmo tempo a experiência e a cautela em suas ações.

E a experiência lhe faz cultivar não só a cautela como também, um mais equilibrado consenso de analise. Você erra, como todo e qualquer ser humano erra. mas detecta com mais facilidade o erro, o aceita com menor relutância e imediatamente procura não o cometer mais. No jovem existe a teimosia, que o faz , muitas vezes, que o erro possa a ser repetido, para então ai haver pleno convencimento.

Não existe uma verdade única no turfe, e por mais que algumas se sustentem através do tempo, nunca será eterna. Ela pertence a uma fase. Mudam-se tendências e com elas as regras básicas de reconhecimento.

A experiência me ensinou muita coisa sobre a mudança de hemisfério. Uma delas que a aclimatação é um fator de suma importância. Diria até que vital para as pretenções de se obter sucesso, naquilo que se planeja. Um atleta equino precisa de seis meses para acertar seu relógio biológico e seu corpo entender que terá que passar por dois verões ou por dois invernos, numa determinada época de sua existência. Agora imaginem algo como transmissão de caracteres.

Hoje tenho plena convicção, que reprodutoras, trazidas do hemisfériuo norte, para cá, embora excedam-se em fatores genéticos, carecem de um tempo de maturação. Uma europeia necessita de três a quatro anos, para poder produzir no mais alto grau de sua transmissão. Uma norte-americana, um pouco menos, de dois a três anos. E creio que elas possam ser adaptar com mais rapidez em São Paulo, que no Paraná, e que no caso de Bagé, este procsso se torna ainda mais lento.

Trazer desmamadas com o propósito de um dia correr no Brasil e dois ou três anos depois serão levadas ao breeding-shed, é a melhor solução. Ela se aclimatam em fase de crescimento e quando levadas a reprodução, podem já ser consideradas "brasileiras". Fa;o eata observação com conhecimento de causa, pois, trouxe não só éguas de cria como desmamadas, e a comparação dos resultados, não deixa a mim, a menor dúvida.

Quantos foram os trazidos no ventre que se toraram elementos de classe em pista? Não tenho o número exato, mas posso afiançar que percentualmente o grau é muito baixo. O que isto sugee? Que reforçar o nosso campo genético é preciso, mas exige grana e certa paciência.

Sinto, que a paciência não ser uma caracteristica de nosso criador, que muitas vezes se defaz de algo precioso, que para ele, não apresenta nenhum valor, embora só o tempo necessário de aclimatação, será capaz de responder a esta pergunta.

Para São Paulo trouxe uma Nureyev e uma Galileo, capazes de produzir no primeio ano, elementos altamente produtivos. Mas há de convir que Nureyev e Galileo, são dominantes em todos os lugares por onde passaram. Arrisco a afimar que pertencem a um patamar superior, ao já superior padrão gen\etico do hemisfério norte. No resto, deverá ser dado tempo ao tempo, para que os frutos sejam coletados,