HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL

HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL
HARAS SANTA RITA DA SERRA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS REGINA

HARAS REGINA
JOLIE OLIMPICA BRAZILIAN CHAMPION 2YO - HARAS REGINA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO
NEPAL GAVEA´S CHAMPION 2YO - HARAS FIGUEIRA DO LAGO - São Miguel, São Paulo

STUD H & R

STUD H & R
STUD H & R - TOQUE NA FOTO PARA VER UM UM GP. BRASIL QUE VAI FICAR NA HISTÓRIA

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS
Santa Maria DE ARARAS: TOQUE NA FOTOGRAFIA E VENHA CONHECER O BERÇO DE CAMPEÕES

HARAS ESTRELA NOVA

HARAS ESTRELA NOVA
Venha nos conhecer melhor no Instagram @haras.estrelanova.

HARAS NIJU

HARAS NIJU
toque na foto para conhecer nosso projeto

HARAS FRONTEIRA

HARAS FRONTEIRA
HARAS Fronteira

HARAS CIFRA

HARAS CIFRA
HARAS CIFRA - HALSTON POR MARILIA LEMOS

HARAS IGUASSU

HARAS IGUASSU
HARAS IGUASSU A PROCURA DA VELOCIDADE CLÁSSICA - Foto de Karol Loureiro

albatroz bloodstock agency, Inc.

albatroz bloodstock agency, Inc.
albatrozusa@yahoo.com

terça-feira, 13 de abril de 2021

PARABENS A NOSSO PATROCINADOR - FIGUEIRA DO LAGO

Esqueci-me completamente das corridas de segunda feira. Quando então, ontem a noite, fui perguntado sobre uma potranca que lá veio a vencer e impressionou a muitos em sua estréia. Pois é, fui lá conferir e constatei que todos que me falaram, dela estavam com a razão. Ela também vivamente me impressionou na estréia

Oxford Girl, é uma filha de Agnes Gold, e isto para muitos pode ser o seu real valor. Mas não é apenas isto. Garanto. Sua mãe, é filha de Riboletta - talvez uma das mais importantes éguas já criadas no Brasil - e se isto por si só não bastasse, produziu até aqui um ganhador do Derby carioca, Olympic Hanoi e um segundo colocado no Derby paulista e terceiro na versão carioca, chamado Olympic Ipswich.

Maybe Sunday, filha do fracassado Any Give Sauurday, pinta ser uma daquelas reprodutoras desvairadas, que de vez em quando aparecem por ai, e foi por este motivo, por mim selecionada, - depois de já ter produzido os dois elementos acima listados - para o Figueira do Lago,

Parabéns ao Alvaro e Biba, primeiro por terem acreditado que Maybe Sunday poderia ser o que está cada dia a mais provando ser e segundo por ter criado algo que parece diferenciado.

BOM DIA



 UM BOM DIA PARA TODOS

A CAMINHO DO DERBY

DERBY TMAIS BEM PONTUADOS - APRIL 13 

ESSENTIAL QUALITY (c, Tapit--Delightful Quality, by Elusive Quality)
O/B-Godolphin (KY). T-Brad Cox. 
Lifetime Record: Ch. 2yo Colt & MGISW, 5-5-0-0, $2,265,144.
Last Start: 1st GII Toyota Blue Grass S., KEE, Apr. 3 Accomplishments: 'TDN Rising Star', 1st GI TVG Breeders' Cup Juvenile, KEE, Nov. 6, 1st GI Claiborne Breeders' Futurity, KEE, Oct. 3, 1st GIII Southwest S., OP, Feb. 27 .
KY Derby Points: 140

With all the prep stakes now in the books, it's safe to say the GII Toyota Blue Grass S. stands out as this year's only true slugfest between two A-list colts who asserted themselves on the front end and kept fighting right through to the finish. Earlier in the season you could have legitimately postulated that TDN Rising Star' Essential Quality enjoyed a couple of gift-trip wins without facing stern stretch battles during his five-for-five run.

HOT ROD CHARLIE (c, Oxbow--Indian Miss, by Indian Charlie)
O-Roadrunner Racing, Boat Racing LLC & William Strauss; 
B-Edward A Cox (KY);
T-Doug O'Neill. 
Sales history: $17,000 Ylg '19 FTKFEB; $110,000 Ylg '19 FTKOCT.
Lifetime Record: GSW & GISP, 7-2-1-2, $1,005,700.
Last Start: 1st GII Twinspires.com Louisiana Derby, FG, Mar. 20 Accomplishments: 2nd GI Breeders' Cup Juvenile, KEE, Nov. 6; 3rd GIII Robert B. Lewis S., SA, Jan. 30
KY Derby Points: 110

Flavien Prat will ride Hot Rod Charlie in the Derby, and the standings-topping Santa Anita rider is picking up a live, versatile mount who has impressed with steady advancement ever since he ran a close second at 94-1 odds behind Essential Quality in the GI Breeders' Cup Juvenile. Even though this two-time Fasig- Tipton sales grad ($17,000 FTKFEB; $110,000 FTKOCT) is a half- brother to 2019 sprint champ Mitole, trainer Doug O'Neill was on record as far back as last autumn saying Hot Rod Charlie has the makings of a two-turn horse. This Oxbow colt most recently scored on the front end in the GII Louisiana Derby, but he's a fairly relaxed goer who doesn't appear to be a need-the-lead type of speedster. Hot Rod Charlie also got a good deal of schooling out of his Jan. 30 GIII Robert B. Lewis S. third, in which he was beaten a neck in a three-way photo after stumbling at the break and bumping in deep stretch, and he is beginning to resonate as a seasoned competitor who can handle varying levels of pace pressure and in-race chaos.

SUPER STOCK (c, 3, Dialed In--Super Girlie, by Closing Argument)
O-Erv Woolsey & Keith Asmussen; 
B-Pedro & P J Gonzalez (KY); 
T-Steve Asmussen. Sales history: $70,000 Ylg '19 KEESEP. 
Lifetime Record: 8-2-2-2, $804,762.
Last Start: 1st GI Arkansas Derby, OP, Apr. 10. 
Accomplishments: 2nd Street Sense S., CD, Oct. 25; 3rd
GI Claiborne Breeders' Futurity, KEE, Oct. 3; 3rd GIII Iroquois S., CD, Sept. 5.  
GI Claiborne Breeders' Futurity, KEE, Oct. 3; 3rd GIII Iroquois S., CD, Sept. 5. 
KY Derby Points: 109.

If jockey Ricardo Santana Jr.'s instructions for the GI Arkansas Derby were to save ground and make one run at the favored pacemakers, he executed that plan flawlessly. Always in touch behind the dueling duo while stalking in third, this $70,000 KEESEP colt by Dialed In briefly had to switch off the heels of the tiring favorite three-sixteenths from the wire before responding to a rousing stretch ride. His Beyer of 92 translates to a nine- point improvement over his career best. But when you parse the fractions and consider how much Super Stock benefitted from an ideal setup (his winning move was launched into a slow :26.49 fourth-quarter split and there was little resistance from the spent speedsters) the Arkansas Derby doesn=t stand out as a particularly overpowering race. On the brighter side, if you look at Super Stock's company lines, he has already beaten two well- regarded TDN Rising Stars' ranked within the current Top 12, and he has run a credible third and second, respectively, behind the Nos. 1 and 5 horses on this list.

KNOWN AGENDA (c, Curlin--Byrama {GB}, by Byron {GB}) O/B-St Elias Stable (KY); 
T-Todd Pletcher. 
Sales History: $135,000 RNA Ylg '19 FTSAUG. 
Lifetime Record: 6-3-1-1, $541,700.
Last Start: 1st GI Curlin Florida Derby, GP, Mar. 27 Accomplishments: 3rd GII Remsen S., AQU, Dec. 5  
KY Derby Points: 102

In recent seasons, trainer Todd Pletcher has generally not been flooded with early-winter Top 12 candidates. But come April every year, he reliably has several Derby threats primed to pounce. Known Agenda is the best of this year's group for Pletcher, and he told the TDN Writers' Room last week that this $135,000 RNA at FTSAUG surprised by running well first time out when finishing second sprinting at Saratoga. Known Agenda then ran to his distance-centric pedigree by beating well- regarded Greatest Honour (Tapit) going nine furlongs in start number two (with the rest of the field 21 lengths behind). Yet this colt was green and left himself too much work to do in both the GII Remsen S. at Aqueduct and the GIII Sam F. Davis S. at Tampa. Blinkers helped to focus him for a breakout allowance romp and then a sharp, rail-running victory in the GI Florida Derby (94 Beyer Speed Figure).


2021 The Star Doncaster Mile - Randwick - Cascadian (G1)



2021 Heineken TJ Smith Stakes - Randwick - Nature Strip (WFA-G1)



2021 Bentley Australian Derby - Randwick - Explosive Jack (3YO-G1)



PONTO CEGO: CHEGA DE COMPARAÇÕES

Temos que ser racionais, mesmo quando as sensações tomam conta de seu ser. O Flamengo a meu ver é melhor time que o Palmeiras, neste exato momento, mas isto não o garante de ganhar todos os embates que terá com o time de São Paulo daqui para a frente.  O fez nas últimas disputas, mas o Palmeiras de hoje não é mais aquele Galleto ao Primo Canto de Felipão, Mano Meneses e Luxemburgo. Things change ! No turfe, acontece a mesmíssima coisa. E diria até que por ser um esporte onde a aferição do tempo, é de suma importância há de se ter ainda mais cuidado quando o assunto recair em comparações.

Confesso não ser fácil, qualquer tipo de comparação, mesmo para os analistas mais experientes. Quanto mais em cavalos de corrida. Evidentemente, quando houver honestidade de princípios, as dificuldades se tornam ainda mais gigantes. Porque estou me atendo a isto? Pela simples razão que alguns leitores mais observadores imediatamente compararam os tempos das corridas de George Washington e Olympic Kremilin, que diferiram em quase dois segundos a favor do potro, mas em corridas levadas a efeito com. mais de 24 horas de transcurso. Isto de maneira alguma pode requerer uma comparação direta, embora distâncias e cenários tenham vindo a acontecer num espaço não muito grande. Mas há de convir que a pista secava. Pois se assim o fosse teríamos que assumir, que o potro bateria ao cavalo mais velho por uma diferença de 10 a 12 corpos.  E acredito que em sã consciência não seriam muitos a coadunar com ela opinião? Eu, por exemplo, não.

Quando você levanta uma comparação entre dois cavalos que correram no mesmo dia e cenário, com diferença de minutos, pelo menos estará comparando laranjas lima, com laranjas peras, que embora possuem sabores distintos, pertencem a mesma nomenclatura frutífera.  Quando se trata de situações mesmo com apenas 24 horas de diferença - mas com um pista modificando-se segundo a medição do perittômetro - você estará no mínimo sendo obrigado a comparar laranjas com maças. Ambas deliciosas mas com sabores diferentes e nomenclaturas disintas.

Não interessa que George Washington, possa vir a correr mais na grama irregular. Continuam a ser situações distintas. Hoje reparo Pimpers Paradise, Olympic Kremlin e George Washington, os cavalos que no momento apresentam maior competitividade para a distância de 2,400 metros, numa grama normal. E além do que apresentaram até aqui, os três apresentam fundamentos genéricos que os garantem staminicamente falando.

Eu acho Janelle Monae, uma égua extraordinária, mas que para esta distância, e com mesmas condições de temperatura e pressão  não teria a mesma desenvoltura para bater aos três acima citados, neste exato momento. Todavia, como sempre me reservo ao direito de afirmar, isto é apenas um questão de opinião.

Valeria a pena pela idade, se transladar Olympic Kremlin para os Estados Unidos? Para um cavalo que parece até aqui mais afeito a milha e meia, é perigoso, pois, além do enfrentamento com europeus - mesmo sendo estes europeus elementos de segunda e terceira linha - há o problema de poucas corridas na distância. O cavalo tem que se provar pelo menos nos 2,000 metros com a mesma habilidade e talvez a Copa ABCPCC possa dirimir esta questão.

Não sou eu que traço, muito menos que decido sobre a vida atlética de Olympic Kremlin, Janelle Monae, Pimper´s Paradise e George Washington, mas confesso qu gostaria de vê-los em um Grande Prêmio Brasil, numa pista normal. Ou mesmo numa ANCPCC. E ai então poder-se-ia traçar um paralelo sobre suas qualidades. Até lá, que cada um siga o seu caminho, sem comparações.

MEMORIAS DE CHANTILLY









 

2021 Inglis Sires - Randwick - Anamoe (2YO-G1)



2021 Adrian Knox Stakes G3 - Duais (獲獎無數) - H Bowman



Widden kindergarten stakes Race 1 Randwick



PAPO DE BOTEQUIM: A PROCURA DOS SALTOS ATÁVICOS

Vou tentar ser rápido e conciso. Duas qualidades que não tenho, mas juro que estou tentando melhorar. Tenham paciência...

Existem alguns fatos, que dificilmente possam ser contraditos. Principalmente quando em três exemplos a verificação é de 100% em universos altamente fidedignos. Até os detratores do óbvio, como o senhor LuiZ, serão capazes de concordar.

Estamos falando de turfe de primeiro mundo, onde para enfrentar Galileos, Dubawis e Kingmans, tem que se ter algo mais. E agora mesmo, tendo potros destes três elementos excepcionais, deverá haver uma forma de diferenciar o seu, pois, mães boas, todos que se propõem a usa-los, também tem. Tem que se potencializar seu pedigree de uma forma distinta.

Atentem para os pedigrees dos três primeiros ganhadores de grupo na França dos Prix Penelope, Djebel e Imprudente, todos de graduação três.




Diria que estes três elementos são advindos de linhas troncos consagradas, 21-a, 2-n e 22-b por ramificações proliferas, logo, fica lícito pelo menos se pensar que os tripés formados pelo imbreeds em Northern Dancer, Mr. Prospector e um terceiro chefe de raça ou matriarcas, possam ter se constituído na real diferença. Ou estarei escorregando na maionese?

Algum de vocês se dignou a ver nos pedigrees dos inéditos oferecidos a venda, estas "Coincidências" genéticas. Sei que dá trabalho, para todo um ônus, poderá advir um bônus, E lembro que para nós se torna ainda mais necessária a adoção desta medida, pois, muitos de nossos mensageiros não são fidedignos, e poucos são os reprodutores atuais que inspiram certeza. Logo precisamos mais do que ninguém dos chamados saltos atávicos.  


GANHADORES DE GRUPO NA AUSTRALIA





 



 

GANHADOR DE GRUPO NA Nova Zelândia


 

segunda-feira, 12 de abril de 2021

PARABENS. NOSSO PATROCINADOR - HARAS SANTA MARIA DE ARARAS


 No dia ontem, domingo 11/abril, encerrou a “Gran Venta Anual do Haras Santa Maria de Araras” na Argentina. Remate inovador, realizado pela Arg-Sales, que na sua segunda edição teve duração de quatro dias. Apregoação totalmente on line que esbanjou transparência e emoção na disputa entre os lotes licitados. Destaque absoluto a liquidez e a valorização alcançada. Um remate “Argentino” que consagrou o trabalho do Araras naquele país, e, acima de tudo, a criação brasileira do Haras Santa Maria de Araras através do triunfo absoluto do garanhão Daniel Boone (Wild Event x Bia Don’t Cry). Nascido e criado nos campos de Bagé-RS, Daniel Boone é o principal reprodutor do Araras na Argentina. Atualmente líder da estatística de jovens garanhoes na sua primeira geração, acaba de realizar média na casa de R$100.000,00 para os 33 lotes ofertados de sua segunda geração. Um orgulho e uma alegria imensa ao Araras e a criação brasileira.

PARABENS AO NOSSO PATROCINADOR - HARAS REGINA


 

BOM DIA


ESPERO QUE NINGUÉM PEGUE ESTA CEPA BRASILEIRA
A MAIS MORTAL DE TODAS

UM BOM DIA PARA TODOS

 

GANHADORES DE GRUPO NA ALEMANHA



 

2021 Oka Sho (Japanese 1000 Guineas) (G1)





PONTO CEGO. A GENIALIDADE

Assisto  futebol desde pequeno. E fui pequeno há muito tempo. Hoje, vejo jogaderos medianos serem considerados gênios. Mas  gênio para mim são outras coisas. Quase extra terrestres. Coisas como Pelé, Garrincha, Maradona, Croiff, Beckenbauer, Messi, Ronaldinho Gaucho, Zico, Ronaldo Fenômeno e Leandro.

Vi todos jogar, logo sei do que está falando. Vi o Garrincha acabar como o Flamengo numa final em 1962 triste pata nós rubro-negros, imagine para um menino de 12 anos- Todavia, não sai casado do Maracanã, pois era impossível odiar ao Garrincha. O que ele fez do Jordan, naquela oportunidade, não foi brincadeira e segundo o próprio senhor de pernas tortas, Jordan foi seu melhor marcador. Tudo que fez em campo, era pura poesia. As temporadas de Ronaldinho Gaucho no Barcelona foram antológicas. Ele fazia exatamente o que queria com a bola nos pés. Uma mágico.Dava alegria vê-lo jogar. Pelé um sonho. E a classe de um Beckenbauer? A visão de jogo de um Croiff

A genialidade para mim é maior que a paixão. Perder para algo genial, não me aborrece. Não vi Nearco, Ribot e Sea-Bird correrem, mas da mesma forma que sei que Napoleão levou uma tunda de Wellington e eu não estava presente, sei que estes três cavalos foram marcos na história das corridas de cavalos. Logo, em algo temos que acreditar e deste ponto partir. O problema é que de uns tempos para cá, o turfe tornou-se bastante comercial e imprensa passou a dourar demais a pílula. Muitos bons cavalos foram elevados a condição de craques. Porém, há de se levar em consideração que os mais importantes mensageiros, não foram os melhores filhos pelo chefe de raça produzidos. Desta forma a tarefa inicial de se tentar descobrir quem poderia ser o elemento continuador, fica muito difícil de ser concretizada.

Pulpit não foi o melhor que A. P. Indy produziu, e Tapit muito menos o foi de Pulpit. Hoje vemos que Scat Daddy e Into Mischief criaran novas cepas entre os Storm Cat, acredito que com a probabilidade de serem mais intensas que a dos próprio binômio Giants Causeway-Sharmadal, que continua por intermédio de Lope De Vega. Seriam os filhos de Mr, Prospector considerados melhores aqueles que deram continuidade a sua linha? São verificações quase que diárias que devem ser feitas. Deus escreve certo por linhas tortas. A genética parece que também!

Eu as faço com os ganhadores das provas de grupo, pois creio ser o balizador mais crível em termos de classicismo. Como sempre ressalto, ele pode ser um bússola, nunca um GPS.

Analisem de forma neutra os pedigrees daqueles que venceram as terceiras provas das tríplices coroas cariocas e tenho certeza que se conscientizaram, de que as linhas tronco, as estruturas genéticas, bem como um reprodutor honesto são as armas mais fidedignas de se chegar a algum lugar. Não serão os catálogos coloridos e cheio de informações baratas que o farão ganhar um Derby, um Diana e sjm Zelia Peixoto de Castro. Na realidade a generalidade está em tratar esta questão de um forma simples.

O Haras Regina, criador dos dois primeiros colocados no Derby, o Santa Rita da serra que criou a sexta tríplice coroada - e no caso invicta -são nossos patrocinadores assim com os proprietários de Olympic Kremlin e Janelle Monae. Deve haver uma razão para tal. No mínimo que trazemos sorte.

GANHADORES DE GRUPO NA IRLANDA





 

2021 Prix la Force G3 - Adhamo - M Guyon





GANHADORES NDE GRUPO NA FRANÇA

 










MEMORIAS DE CHANTILLY