HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL

HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL
HARAS SANTA RITA DA SERRA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS REGINA

HARAS REGINA
JOLIE OLIMPICA BRAZILIAN CHAMPION 2YO - HARAS REGINA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO
NEPAL GAVEA´S CHAMPION 2YO - HARAS FIGUEIRA DO LAGO - São Miguel, São Paulo

STUD H & R

STUD H & R
STUD H & R - TOQUE NA FOTO PARA VER UM UM GP. BRASIL QUE VAI FICAR NA HISTÓRIA

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS
Santa Maria DE ARARAS: TOQUE NA FOTOGRAFIA E VENHA CONHECER O BERÇO DE CAMPEÕES

HARAS ESTRELA NOVA

HARAS ESTRELA NOVA
Venha nos conhecer melhor no Instagram @haras.estrelanova.

HARAS NIJU

HARAS NIJU
toque na foto para conhecer nosso projeto

HARAS FRONTEIRA

HARAS FRONTEIRA
HARAS Fronteira

HARAS CIFRA

HARAS CIFRA
HARAS CIFRA - HALSTON POR MARILIA LEMOS

HARAS IGUASSU

HARAS IGUASSU
HARAS IGUASSU A PROCURA DA VELOCIDADE CLÁSSICA - Foto de Karol Loureiro

albatroz bloodstock agency, Inc.

albatroz bloodstock agency, Inc.
albatrozusa@yahoo.com

sexta-feira, 18 de setembro de 2020

PAPO DE BOTEQUIM: EM BOCA FECHADA NÃO ENTRA MOSQUITO, NEM COVID-19

Vó Adelina em sua inesgotável sapiência dizia que se a gente tem dois olhos, dois ouvidos e apenas uma boca, deveríamos ler mais, ouvir mais e falar menos

Infelizmente só realmente tomei a sério este seu comentário bem mais tarde do que deveria. Como diriam os antigos, o peixe morre pela boca e os mais novos, que em boca fechada não entra mosquito.

São dizeres populares, porém de imensa profundidade.

Peguei o apreço pela leitura, ainda jovem e pela escrita um pouco depois. Mas o que realmente me empolga é a pesquisa. Da montagem de seu universo, a analise de seus resultados. Como já disse, em mais de uma oportunidade, você quando dá início a uma pesquisa, pode ter no máximo uma suspeita, mas dificilmente pode contar com uma certeza. E em diversas oportunidades ela o leva a um nada.

Outrossim, existem situações, em que você não tem como provar cientificamente a razão, como a Hidrocloroquina, mas sabe que assim fazendo há uma grande chance das coisas darem certo. Contudo, muito gente se atém que quando um cruzamento funciona, outros similares poderão funcionar. E dentro desta forma de pensar, muita gente taxa de nicks, coisas que acontecem em uma ou duas vezes. Sem a constância necessária que deveria ser exigida, para demonstrar que aquilo tem uma consistência cientifica.

Nasrullah, funcionou muito bem com Princequillo. Seu filho Bold Ruler também, mas este último com filhos de Princequillo nem tanto. Ao contrário Sadler´s Wells, tanto com Shirley Heights, quanto com seu filho Darshaan, funcionaram positivamente. Mas nem tanto com outros Never Bends, que não venham via Mill Reef, como Riverman e seu filho Irish River.  Hoje há uma tendência de se juntar Galileo, as filhas de Danehill e seu filho Danehill Dancer e realmente há de se convir que as coisas acontecem positivamente neste sentido. Mas teriam os filhos de Galileo, aptos a manter o mesmo nível de aproveitamento com as descendêntes de Danehill?

Há uma teoria que sendo o reprodutor um filho ou neto de Galileo, e que tenha como mãe uma descendente de Danehill, isto elimina a opção de uso de éguas descendentes de Danehill. Principalmente entre aqueles que tem por imbreeds na razão 3x3 de quem quer que seja. Se este imbreed fosse no Giant Gentleman, eu temeria. Em Danehill, nem tanto.

Primeiro vamos aos filhos de Galileo, cujas mães eram filhas ou descendentes de Danehill, que geraram até aqui no mínimo cinco individuais ganhadores de grupo.

Cima de Triomphe - cinco individuais ganhadores de grupo - 0
Frankel - 40 individuais ganhadores de grupo - 3 (0,7%)
Teofilo - 50 individuais ganhadores de grupo - 3 (0,6%) 

Agora vamos aos filhos de Galileo, cujas mães não eram filhas ou descendentes de Danehill, que geraram até aqui no mínimo cinco individuais ganhadores de grupo

Australia - sete individuais ganhadores de grupo -  1 (14,28%)
Heliotastic - seis individuais ganhadores de grupo - 0
Nathaniel - 12 individuais ganhadores de grupo - 3 (25%)
New Approach - 37 individuais ganhadores de grupo - 4 (1,33%)
Rip von Winkle - 18 individuais ganhadores de grupo - 4 (22,22%)
Yazamaan - sete individuais ganhadores de grupo - 0 

O que se pode deduzir desta pesquisa?

Que mesmo a manutenção da boca fechada evite a entrada de mosquitos, arrisco-me a afirmar que quando Danehill aparece na linha alta das mães, os filhos de Galileo, se saem com relativo maior sucesso que quando eles não aparecem por lá. E ao mesmo tempo nos reprodutores que não possuem mães descendentes de Danehill, a presença dele nas linhas altas de seus filhos, evidentemente cria um maior percentual de acerto. O que em outras palavras quer dizer que Galileo e Danehill se ajudam, e quando isto acontece, estamos frequentemente a frente de um nick.

Apenas a titulo de ilustração sempre é oportuno lembrar que Heliotastic serve na Argentina e Yazamaan no Peru, onde evidentemente existe uma escassez maior de filhas de Danehill, o que talvez possa ser a razão da pouca efetividade deste cruzamento, nos dois casos.