HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL

HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL
HARAS SANTA RITA DA SERRA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS REGINA

HARAS REGINA
JOLIE OLIMPICA BRAZILIAN CHAMPION 2YO - HARAS REGINA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO
NEPAL GAVEA´S CHAMPION 2YO - HARAS FIGUEIRA DO LAGO - São Miguel, São Paulo

STUD H & R

STUD H & R
STUD H & R - TOQUE NA FOTO PARA VER UM UM GP. BRASIL QUE VAI FICAR NA HISTÓRIA

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS
Santa Maria DE ARARAS: TOQUE NA FOTOGRAFIA E VENHA CONHECER O BERÇO DE CAMPEÕES

HARAS ESTRELA NOVA

HARAS ESTRELA NOVA
Venha nos conhecer melhor no Instagram @haras.estrelanova.

HARAS NIJU

HARAS NIJU
toque na foto para conhecer nosso projeto

HARAS FRONTEIRA

HARAS FRONTEIRA
HARAS Fronteira

HARAS CIFRA

HARAS CIFRA
HARAS CIFRA - HALSTON POR MARILIA LEMOS

HARAS IGUASSU

HARAS IGUASSU
HARAS IGUASSU A PROCURA DA VELOCIDADE CLÁSSICA - Foto de Karol Loureiro

albatroz bloodstock agency, Inc.

albatroz bloodstock agency, Inc.
albatrozusa@yahoo.com

sexta-feira, 2 de outubro de 2020

PAPO DE BOTEQUIM: Lope De Vega

 


Muito do que escrevo, é proveniente daquilo que me indagam. A pergunta do leitor, o faz raciocinar e apresentar uma resposta que justifique aquilo que sempre esteve no fundo do seu cérebro e você não teve o ensejo de extravasar.

O Carlos Pimenta, me perguntou se existiam reprodutores nos dias atuais que cruzados com as éguas não criassem grandes opções de imbreeds e duplicações e assim mesmo eu considerava sucesso? Sim Carlos, existem e um que me vem imediatamente a mente é Lope De Vega (foto de abertura). 

Eu particularmente acho-o um tremendo reprodutor. Com o nivel de éguas que recebe, seu resultado a meu ver é excelente e como sua segunda mãe, a não corrida Lady Gioconda, tem uma estrutura genética pouco usual, dificilmente ele cria opções de imbreeds e duplicações em seus filhos.

Lady Gioconda é uma Kendor, numa mãe Sharpman, numa mãe Sheshoon. Isto não propicia a Lope De Vega, - um imbreed em Machiavellian na razão 3x3 - grandes opções tanto de imbreeds quantto de duplicações. Para se ter uma idéia, esta semana, Lope de vega conseguiu o seu individual ganhador de grupo de número 37. O que para um reprodutor, que tem apenas seis gerações com três anos completados, me parece excepcional.

Como corredor ele ganhou quatro de suas nove apresentações com especial destaque para as duas primeiras provas da triplice coroa francesa, a Poule e o Jockey Club. Seus filhos ganham dos 1,000 aos 3,200 metros e seus números oficiais atestam que ele possui até aqui 701 produtos registrados, dos quais 74% correm, 48% se saem vencedores e 8% chegam com sucesso a esfera das provas consideradas clássicas. O que em outra palavras, são números bem acima da média.

Apenas 19 de seus 37 produtos ganhadores de grupo possuem imbreeds, e nenhum deles com mais de dois em seus pedigrees. Um detalhe bastante digno de nota é que 15 de seus ganhadores de grupo, advém de éguas da tribo Danzig, o que determina um percentual acima de 40%. E quase em sua totalidade, via Danehill.

Como se vê Carlos, não é primazia daqueles que possam propiciar duplicações em imbreeds em cruzamentos, ter sucesso. O sucesso pode vir de qualquer lado. Apenas, há de também se notar o fato, que aqueles que tem a possibilidade de ter o pedigrees de seus produtos potencializados por pontos de força, conseguem a notoriedade em maior volume.