HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL

HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL
HARAS SANTA RITA DA SERRA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS REGINA

HARAS REGINA
JOLIE OLIMPICA BRAZILIAN CHAMPION 2YO - HARAS REGINA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO
NEPAL GAVEA´S CHAMPION 2YO - HARAS FIGUEIRA DO LAGO - São Miguel, São Paulo

STUD H & R

STUD H & R
STUD H & R - TOQUE NA FOTO PARA VER UM UM GP. BRASIL QUE VAI FICAR NA HISTÓRIA

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS
Santa Maria DE ARARAS: TOQUE NA FOTOGRAFIA E VENHA CONHECER O BERÇO DE CAMPEÕES

HARAS ESTRELA NOVA

HARAS ESTRELA NOVA
Venha nos conhecer melhor no Instagram @haras.estrelanova.

HARAS NIJU

HARAS NIJU
toque na foto para conhecer nosso projeto

HARAS FRONTEIRA

HARAS FRONTEIRA
HARAS Fronteira

HARAS CIFRA

HARAS CIFRA
HARAS CIFRA - HALSTON POR MARILIA LEMOS

HARAS IGUASSU

HARAS IGUASSU
HARAS IGUASSU A PROCURA DA VELOCIDADE CLÁSSICA - Foto de Karol Loureiro

albatroz bloodstock agency, Inc.

albatroz bloodstock agency, Inc.
albatrozusa@yahoo.com

terça-feira, 3 de novembro de 2020

PONTO CEGO: A OUSADIA QUE PODE TRAZER PRÊMIOS INCALCULÁVEIS



Existem várias maneiras de se prestigiar um reprodutor. Dando a ele, um volume grande de éguas, ou não tendo este volume, éguas que pelo menos possam potencializar o pedigree de seus produtos. Clackson, em sua primeira geração, se não estou enganado cobriu 14 éguas, filhas de Fragonard, Fiapo e outra coisas pavorosas.

English Major (foto de abertura) até mancar, na prova em que confirmou ser o líder de sua geração, foi um cavalo extraordinário. Perguntem ao Beto Solanes. Ele corria muito. O English Major, não o Beto. Depois do acidente, que o tirou da pista por muito tempo, voltou e não demonstrou mais ser o mesmo. E dai para frente suas conexões se perderam na tentativa de tê-lo de volta a sua forma antiga.

Tenho certeza que se chances forem dadas aos filhos de Put it Back, pelo menos um decola. Bal a Bali está nos Estados Unidos  onde ninguém parece querer dar bola para ele. É ficar de olho que um dia pode voltar. Tenho certeza que o Doce Vale dará a devida chance a Pimper´s Paradise e creio que English Major mereceria também um chance e um crédito daqueles que pensam em comprar potros.

Seu primeiro book é de apenas 12 éguas, porém por ele ser um elemento cravejado de chefes de raça, possibilita a adoção de muitos cruzamentos que ensejem em imbreeds. Dos 31 reprodutores que constam de seu pedigree, até a quita geração, apenas três não deveriam ser colocados na posição de chefes de raça, ou excepcionais reprodutores. Isto é difícil de se encontrar em um garanhão nacional. No caso dele viabiliza muitos cruzamentos e ele por ser um descendente de Lady Be Good, ainda conta com a quase garantia daquela transmissão retilínea que certas famílias maternas propiciam, a aqueles que dela descendem. E com certeza o segmento de Lady be Good me parece ser um deles.


Aquele que tem coragem, numa guerra ou morre no primeiro tiro, ou sai da mesma com uma medalha. A ousadia, em qualquer atividade, pode trazer prêmios incalculáveis.  seus responsáveis parecem acreditar neste posicionamento pois, estão direcionando a ele, éguas capazes de potencializar em maio o pedigree de seus produtos. Inclusive um filha de Put it Back, Caminata, objetivando assim um imbreed neste grande reprodutor na razão 2x2 e outro em Ghadeer na razão 3x4. Em atuação pertinente a causa a égua Maquina Maravilha, uma filha de Ghadeer, objetiva em seu cruzamento um imbreed na razão 2x3. End of Story, uma descendente direta de Prettu Polly, neta materna de Put it Back, é outra que originará com English major imbreeds em Put back na razão 23 e em Ghadeer na razão 3x4.

E para coroar o empreendimentos, das 12 éguas, 11 são descendentes de linhas tronco que estão entra as 22 melhores por aproveitamento de número de individuais ganhadores de grupo. Isto é dar uma chance ao reprodutor nacional. Com chances estão sendo dadas a Momento de Alegria, que goza também de um book de éguas especialmente escolhidas para ele.

Nunca é tarde para igualmente não deixar passar a desapercebido, que pelo menos três elementos serão duplicados na matriarca Little Hunt,  o que para o Brasil, me parece quase inédito. E outros, em outras grandes matriarcas.


Se vai dar certo? Só o tempo dirá. Mas de uma coisa tenho plena certeza, esta é uma das únicas formas que você pode contemplar um reprodutor nacional com as chance que ele necessita. Se você não ousar, suas chances se tornam pequenas ante o poderio dos books ofertados aos importados. E já que houve coragem de bancar um reprodutor nacional, nada melhor que fazê-lo de forma ousada. Estarei escorregando na maionese??????

Talvez, mas com certeza terei bastante curiosidade de conhecer esta primeira geração, de English Major, pois sempre tive conhecimento do grande potencial locomotor que este cavalo tinha.