HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL

HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL
HARAS SANTA RITA DA SERRA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS REGINA

HARAS REGINA
HARAS REGINA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO
HARAS FIGUEIRA DO LAGO - São Miguel, São Paulo

STUD H & R

STUD H & R
STUD H & R - TOQUE NA FOTO PARA VER UM UM GP. BRASIL QUE VAI FICAR NA HISTÓRIA

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS
AEROSOL, MESMO DEVOLVIDO PROVOU SER CRAQUE: TOQUE NA FOTOGRAFIA E VENHA CONHECER O BERÇO DE CAMPEÕES

HARAS SANTA TEREZA DO BOM RETIRO

HARAS SANTA TEREZA DO BOM RETIRO
ONDE A VELOCIDADE IMPERA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS NIJU

HARAS NIJU
toque na foto para conhecer nosso projeto

HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA

HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA
HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA: VENCEDORES INTERNACIONAIS EM TRÊS CONTINENTES

albatroz bloodstock agency, Inc.

albatroz bloodstock agency, Inc.
albatrozusa@yahoo.com

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

PEQUENO PAPO DE BOTEQUIM: UM DISCURSO SEM NEXO

O brasileiro é um povo cheio de manias. Não tantas como outros povos, mas longe de ser considerada uma sociedade liberal. Outro dia, num jantar que tive aqui com dois casais brasileiros, saiu um assunto que realmente me irrita: preconceito. Iniciou em falando como o latino é descriminado por aqui, e da falha que existe, nos brasileiros de serem considerados latinos e não se rebelarem contra esta erronea tipificação. E ai, descambou para racismo e veio a tona a raça negra. Ai um dos conjuges, uma nariguda já havia passado por varias cirurgias naquilo que agora se matinha desafiadora em pé, disse que era totalmente avessa ao racismo, mas que as pessoas deviam conhecer e se manter em seus lugares. Ela não escravizaria um negro, mas não gostaria que sua filha casa-se com um deles.

Não sei se me expresso bem, mas se isto não é racismo, pelo menos deve ser visto como preconceito. Não discuto se esta senhora tem ou não razão. Cada um sabe o que quer de sua vida, mas, me preocupa  profundamente ela se enganar que é um ser liberal, sem qualquer tipo de preconceito e racismo. E além disso de tocar o pau no povo norte-americano, que segundo ela é tremendamente segregador para com os latinos. é aquele caso do macaco que não olha para seu rabo.

Tenho mais medo daquele que vive uma eterna farça do que do canalha. E isto me faz lembrar de uma piada.

Um controlador de vôo da NASA, que se considerava liberal, se viu a frente de uma grande problema. A nave que estava sob sua responsabilidade tinha três tripulantes, e não estava aguentando com o peso. E ele chegou a seguinte decidão. Para salvar pelo menos duas vidas, teria que abrir mão de uma. E ele é quem decidiria a sorte deste pobre coitado.

Ai ele decidiu pelo conceito intelectual. Ao primeiro, um piloto branco do texas, perguntou: - John, quais são as dimensões aproximadas do Texas? E a resposta foi imediata. Não tenho certeza, sei que é maior do que New York. E o controlador achou a resposta lúcida e então partiu para a segunda pergunta, feita a piloto mulher: Mary qual seria em sua opinião, a população aproximada do Texas? Ao que ela respondeu prontamente, acho que uns dois ou três milhões de habitantes. E sua resposta foi aceita. Chegou a vez do terceiro, um piloto negro e o controlador para manter sua imparcialidade perguntou: Qual o social secutiry de cada um destes habitantes do Texas, e seus endereços?

Como você classificaria este controlador?

Não quero que de maneira alguma que qualquer cavalo ligado a criação mundial, seja segregado no turfe, por pertencer a tribos moribundas ou familias em decadências. Mas ao mesmo tempo, deixo claro, que não serei eu, por livre e expontanea vontade, que as tentarei ressucitar. Aplausos, aos que assim tentarem, pois, de mim eles merecem o total respeito, mas não creio ser justo a um agente, pedir este sacrificio a um seu proprietário.

Ele deve deixar claro a seu cliente, dos perigos exitentes da utilização de algo que no mundo inteiro esta em decadência. Sei que o Brasil, é um caso sui-generis. Somos um pais onde os Wild Events, os Hurry Ons e até os Buckpassers, funcionaram a contento. Contudo, isto talvez não fosse possível se houvessemos trazido descendentes de Northern Dancer e Mr. Prospector, com a mesma característica locomotora? Eu não tenho dúvidas. Acho inclusive que se Royal Academy, Roy, Elusive Quality, Northern Afleet, Holy Roman Emperor e outros, descendentes de Northern Dancer e Raise a Native se mantivessem em serviço no turfe brasileiro, seriam eles a dominar o mercado. Isto é uma opinião, expressada como algo a ser pensado de forma utópica e pessoal.

Não tenho tendências naturais a me tornar Ghandi ou Madre Tereza de Calcutá. Venero pessoas como eles, mas não creio que fosse capaz de viver seus papeis na vida real. Acho, e sempre defendi aqui, que o caminho mais rápido de ser ir a Roma, é em vôo direto. Porém, tem gente que prefere, vôos com escala, outros de navio e há que acredite que possa ir a nado e depois completar o percurso a pé. Cada um é dono de seu nariz e consequentemente de sua verdade. Mas usar esta última alternativa com o dinheiro alheio, para mim é crime.

O agente deve obrigação a apenas duas coisas. Sua conciência e seu cliente. O resto é que nem improviso de dona Dilma, sem nexo!