HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL

HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL
HARAS SANTA RITA DA SERRA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS REGINA

HARAS REGINA
HARAS REGINA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO
HARAS FIGUEIRA DO LAGO - São Miguel, São Paulo

STUD H & R

STUD H & R
STUD H & R - TOQUE NA FOTO PARA VER UM UM GP. BRASIL QUE VAI FICAR NA HISTÓRIA

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS
AEROSOL, MESMO DEVOLVIDO PROVOU SER CRAQUE: TOQUE NA FOTOGRAFIA E VENHA CONHECER O BERÇO DE CAMPEÕES

HARAS SANTA TEREZA DO BOM RETIRO

HARAS SANTA TEREZA DO BOM RETIRO
ONDE A VELOCIDADE IMPERA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS NIJU

HARAS NIJU
toque na foto para conhecer nosso projeto

HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA

HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA
HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA: VENCEDORES INTERNACIONAIS EM TRÊS CONTINENTES

albatroz bloodstock agency, Inc.

albatroz bloodstock agency, Inc.
albatrozusa@yahoo.com

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

PAPO DE BOTEQUIM: AS GRANDES ÉGUAS BRASILEIRAS

Estabeleci recentemente uma lista de meus preferidos, machos do turfe brasileiro. Hoje reservo o espaço, para as minhas preferidas, ressaltando mais uma vez, que não se trata de um ranking e sim apenas uma opinião. Inclusive, por isto, as separei por familias.

São 26 as éguas que correram no Brasil - no período de 1974 até a presente data que mais me marcaram. Mas nesta pesquisa, não computaremos apenas quatro delas, que foram importadas, Clausen Export, Estrela Monarchos,  Indian Hope e Little Baby Bear.

Poder-se-á ver que das 22 que formam a lista,  somente cinco, possuem três ou mais ganhadores de grupo como descendentes. Algumas é cedo para se exigir qualquer tipo de resultado e outras simplesmente fracassaram, morreram ou produziram fora do Brasil.  Porém, eu diria que o resultado não é bom. Muito pouco em se tratando das éguas que foram em pista. A sequência que mais me impressiona, é a triplice coroada e invicta no Brasil, Emerald Hill, do qual descedem outra triplice coroada, Colina Verde e uma filha desta ganhadora do OSAF, Greenzapper. Embora, Court Lady com nove descendentes foi a que montou a árvore mais frondosa, até aqui, eu acho que Emerald Hill, por ser também o canto de cisne da familia Seabra, sugestionou-ne neste item. 

Outras transmissões que podem ser vistas como invulgar na transmissão de classe, foi indubitavelmente a pequenina Vada e a exuberante Rashankin. Mas vamos deixar de "entretantos" e vamos diretamente aos "finalmentes", pois, o frio é grande e eu tenho que estar pronto cedo pela manhã, para ver mais desmamados.


Off the Way - 1978 - Tratteggio - 1-a

Coray - 1997 - Know Heights - 1-x

Riboletta - 1995 - Roi Normand - 2-d

Damping Wave -1976 - Tumble Lark - 3-n 
mãe de Aquecido (Gr.3) 
avó de Dengosa Bianca (Gr.3)

Donetica - 1972 - Majors Dilemma - 4-b
mãe de Kenético (Gr.1) 

Canzone - 1987 - Westheimer - 5-f

Bretagne -  1980 - St. Chad - 7-a
mãe de Opaline Girl (Gr.3)

Vada - 1977 - Waldmeister - 7-f
mãe de Implausible (Gr.1)  
avó de Urodonal (Gr.1), Viernes (Gr.3), Triptonic (Gr.3) e Art Variety (Gr.1)
bisavó de La Defense (Gr.1) e Lafitt Pincay (Gr.3)

Rasharkin -1983 - Vacilante - 8-f
mãe de Eternita (Gr.1)
avó de Millenaire (Gr.2) e Vallin (Gr.3)
bisavó de Letra de Samba (Gr.2)

Sweet Eternite - 1995 - Effervescing - 8-f
avó de Birkin Bag (Gr.1)

Be Fair - 1996 - Fast Gold - 8-g
avó de Very Nice Moon (Gr.1)
Virginie - 1994 - Legal Case - 8-g 

Emerald Hill - 1974 - Locris - 9-g
avó de Abraçado (Gr.2), Subaru Purple (Gr.1) e Colina Verde (Gr.1)
bisavó de Scatinella (Gr.2) e Greenzapper (Gr.1)
tataravo de Maraton (Gr.1)
Colina Verde - 2003 - Know Heights - 9-g
mãe de Greenzapper (Gr.1)
Revless - 178 - Closeness - 9-g
bisavó de Capitolio (Gr.1) e Spring Love (Gr.1)

Immensity  - 1980 - Zenabre - 12-d 
avó de Only Immensity (Gr.1)

Celtic Princess - 2004 - Public Purse - 14-c
Cisplastine - 1981 - 14-c
avó de Britanic (Gr.2) 
Country Baby - 1990 - Present the Colors - 14-c
mãe de Blushing Garden (Gr.3) 
Indian Chris - 1987 - Ghadeer - 14-c
mãe de Eyesosthetiger (Gr.1-SAF)

Daffy Girl - 2012 - Wild Event - 16-h

Court Lady - 1982 - Locris - 26
mãe de Molengão (Gr.2-USA), New Rochelle (Gr.2), One for the Road (Gr.1) e Run for the Edge (Gr.1-ARG)
avó de Ay Caramba (Gr.1). Éissoai (Gr.1), Flymetothemoon (Gr.1) e Double Trouble (Gr.1-USA)
bisavó de Nostalgie (Gr.1)

Urbe - 1973 - Giant - 43
mãe de Quenomay (Gr.2)
bisavó de Nastro Azzuro (Gr.3)
tataravó de Elo de Prata (Gr.1)


Vejam como é dificil se fixar uma raça no Brasil.