HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL

HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL
HARAS SANTA RITA DA SERRA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS REGINA

HARAS REGINA
HARAS REGINA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO
HARAS FIGUEIRA DO LAGO - São Miguel, São Paulo

STUD H & R

STUD H & R
STUD H & R - TOQUE NA FOTO PARA VER UM UM GP. BRASIL QUE VAI FICAR NA HISTÓRIA

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS
AEROSOL, MESMO DEVOLVIDO PROVOU SER CRAQUE: TOQUE NA FOTOGRAFIA E VENHA CONHECER O BERÇO DE CAMPEÕES

HARAS SANTA TEREZA DO BOM RETIRO

HARAS SANTA TEREZA DO BOM RETIRO
ONDE A VELOCIDADE IMPERA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS NIJU

HARAS NIJU
toque na foto para conhecer nosso projeto

HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA

HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA
HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA: VENCEDORES INTERNACIONAIS EM TRÊS CONTINENTES

albatroz bloodstock agency, Inc.

albatroz bloodstock agency, Inc.
albatrozusa@yahoo.com

sábado, 18 de fevereiro de 2017

PAPO DE BOTEQUIM: HORSE OF THE YEAR

Não é todo dia que a gente vê o Barcelona de Messi levar um chocolate. E justamente no dia dos namorados. Como também não é todo dia que a gente tem a oportunidade de ver uma seleção brasileira levar de sete em pleno Mineirão. São coisas que dificilmente acontecem, mas não impossíveis de acontecer.

Mas a cobrança é geral, pois, tem gente que tem o prazer de ver o herói se esborrachar e quebrar em pedacinhos. Os comentários desta semana, como no dia do 7x1, neste 4x0 foram provocativos e mergulhados em maldades, pois, a maioria dos mesmos foi feito por gente despeitada e incapaz de chegar â lugar algum.

Por isto mesmo em se tratando de Frankel ou agora com um Arrogate, não é impossível de imaginar que possam ser batidos. No caso de Frankel ninguém o conseguiu e no de Arrogate, hoje para ganhar dele, é necessário se bater record. Antes que a corneta de a sua graça, não estou comparando nem dizendo que são cavalos de mesmo padrão de carreira. Mas na na milha gramática e ns 2,000 metros no dirt, estes dois me parecem ser os melhores já aparecidos nestes últimos anos.

Não tenho o menor resquicio de dúvida que até os 2,000 metros não me lembro de ter visto um cavalo que pudesse ser superior a Frankel, no turfe contemporâneo. E, arrisco a afirmar, que Arrogate possa ser superior a American Pharaoh, principalmente pelo simples fato dele não ter precisado de alegrar um pais que estava sedento por uma triplice coroa.

O mercado norte-americano perdeu uma grande oportunidade de eleger Arrogate o Horse of the Year em 2016. Primeiramente por que ele já provou, nas duas oportunidades que teve, que California Chrome não lhe é adversário e segundo levando-se em conta aquela velha premissa que a pista é o mentor do breeding-sheed, diria que não acho que California Chrome será melhor reprodutor que Arrogate. Aliás nem o triplice coroado American Po, será um reprodutor diferenciado.haraoh que está recebendo literalmente centenas de éguas ganhadoras de grupo, ou produoras e irmãs de ganhadoras de grupo, poderá vir a ser um reprodutor diferenciado.

O fato de você ser o Horse of the Year na era moderna, não lhe garante sucesso no breeding-shed. no máximo uma "moda" durante os três primeiros anos. estaria eu escorregando na maionese? os senhores LuiZes da vida, certamente haverão se acreditar que sim, mas eu pergunto, nestes útimos 20 anos qual o Horse of the Yar que pode vir a ser considerado um reprodutor de primeira linha.

Levando-se em conta que para este titulo, houve um castrado uque venceu por dois anos (Wise Dance), quatro éguas (Havre de Grace, Zenyatta, Rachel Alexandra e Arezi), um com filhos a nascer, American Pharoah, um que recentemente entrou no breedig-shed, o bi campeão California Chrome e Curlin, que venceu o titulo por dois anos, teremos um universo de 12 individuais campeões já com experiência comprovada no breeding-shed. Pois bem, apenas Tiznow, Ghostzapper e Curlin, em minha opinião estão sendo vistos como elementos acima da média. E eu, acho que 25% é um percentual aquém da importância deste titulo. Afinal estariamos nos refereindo ao creme della creme do mundo turfístico norteamericano. 



Pois bem nos 20 anos anteriores, - 1977 a 1996 - tirando-se o isnfertil Cigar e o castrado John Henry, que levaram, cada um, o titulo por dois anos e a fêmea Lady Secret, sobram na verdade 15.  E quantos deles podem ser considerados reprodutores acima da média. Eu diria, sem pestanejar que quatro, sendo os três ultimos, em minha opinião chefes de raça: Holy Bull, A. P. Indy, Sunday Silence e Seattle Slew. O percentual é quase o mesmo, porém a contribuição genética me parece muito mais consistente



 E se levarmos esta pesquisa por mais 20 anos, descobriremos, que dos 12 elementos que comporiam nosso universo de pesquisa, pelo menos Ack Ack, Dr. Fager, Damascus, Buckpasser, Round Table e Bold Ruler, além de deverem ser considerados acima da média, certamente se transformaram em chefes de raça. O percentual de 50% apenas determina ou que os Estados Unidos produziam horses of the year que tinham um maior poder de transmissão de classe.

O Turfe e pricipalmente a criação de cavalos de corrida, estão cheios de exemplos produzidos por sua história e assim tenho o direito de duvidar da capacidade de American Pharoah e California Chrome de não serem marcos no breeding-shed. Coisa que dificilmente Arrogate, em minha opinião, deixará de ser.