HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL

HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL
HARAS SANTA RITA DA SERRA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS REGINA

HARAS REGINA
HARAS REGINA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO
HARAS FIGUEIRA DO LAGO - São Miguel, São Paulo

STUD H & R

STUD H & R
STUD H & R - TOQUE NA FOTO PARA VER UM UM GP. BRASIL QUE VAI FICAR NA HISTÓRIA

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS
AEROSOL, MESMO DEVOLVIDO PROVOU SER CRAQUE: TOQUE NA FOTOGRAFIA E VENHA CONHECER O BERÇO DE CAMPEÕES

HARAS SANTA TEREZA DO BOM RETIRO

HARAS SANTA TEREZA DO BOM RETIRO
ONDE A VELOCIDADE IMPERA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS NIJU

HARAS NIJU
toque na foto para conhecer nosso projeto

HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA

HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA
HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA: VENCEDORES INTERNACIONAIS EM TRÊS CONTINENTES

albatroz bloodstock agency, Inc.

albatroz bloodstock agency, Inc.
albatrozusa@yahoo.com

quinta-feira, 6 de abril de 2017

PAPO DE BOTEQUIM: RESPEITO É BOM, E EU GOSTO

Arrogate

Muita gente que nada tem a dizer de útil sobre pedigrees e cruzamentos, consegue sobreviver graças a uma riqueza de linguagem e uma facilidade enorme de impregnar o ouvido alheio, com similes e metaforas bombásticas de se ouvir, mais impossíveis de serem postas em prática. Estas são as verdadeiras efusões românticas permeadas de um formalismo de sintaxe. Explicarei melhor.

Efusões românticas e formalismos de sintaxe são formas encontrada por alguns para fazer de uma coisa simples, algo complicado de entender. Como o economês. Outrossim, não o fazem ganhar Derbies ou Grandes Premios Brasil e São Paulo. O que faz você conseguir isto, é muita observação e análise. E por que não dizer um certo jeito para a coisa.

Sinto no turfe brasileiro uma volupia infernal, da maioria de seus participantes, na adoração irrestrita e incodicional de simbolos, totens, dogmas e tabus. Nelsnl Rodrigues definia, como a alma brasileira de um vira-lata. Não chegaria a este exagero literário, mas creio que Nelson não estava muito longe da verdade.

No turfe moderno, não cabe mais adorações deste quilate, mas a ingenuidade e a burrice são constantes históricas. E no Brasil, elas se aplicam com maior assiduidade. Seria por causa do feijão e da farinha?

Errar, faz parte do jogo. Errar menos, o fará melhor que seu advers\ario. E descomplicar é o primeiro passo para se chegar a algum lugar. Como você definiria o craque? Para mim, o craque , o gênio, é aquele que torna simples uma situação complicada.

Achei que Conquistador Cielo seria um reprodutor espetacular, assim como Dancing Brave, Nashwan e eles não foram. Razões? Diversas. Para cada um, tenho uma opinião do porque do fracasso. Se esta, é certa ou errada, não importa. É a minha opinião. Em contrapartida, nunca vi Ghadeer, ou Tapit, como elementos lavrados para o sucesso, antes do inicio de suas funções no breeding-shed. E eles o foram e o são.


Tapit

No estudo de potencialidades, entra um fator de suma importância que você terá que levar em consideração, se a idéia é não mistificar aquilo que a imprensa especializada, acredita que possa ser melhor para o mercado. O das probabilidades. É de um bestialógico acadêmico se pensar de outra forma. Quase tudo é possível no turfe, dentro de uma racional probabilidade.

Acredito que o leitor tenha notado a ascenção dos tordilhos, depois de um longo e rigoroso inverno. Como é de dominio publico, o simples fato de ser tordilho, o faz algo diferente, adorado por uns, execrados por outros. Não importa. O que importa é que eles existem, e vem sobrevivendo neste mercado, mesmo tendo menos chances quantitavas de sobrevivência.

O senhor Atualpa, defendia a tese que um tordilho descendente de várias mães tordilhas se tornava a essência de sua raça. Pois bem, Arrogate, o tordilho que está em moda, é filho de um tordilho numa égua catanha escura. Vocês sabem quão dificil é alguém se sobrepor a pelagem castanha escura, mas Unbridled's Song, tem feito isto com grande maestria e frequência, o que faz sua descendência tordilha o caminho a se seguir. Subindo de patamar, Tapit é outro produto da conjunção castanho escuro com tordilho, apenas que ele descende de nada menos do que nove mães todilhas. Desde de 1928, que sua descendência se mantém tordilha. Talvez esta seja a razão dele ter fixada sua pelagem, numa descendêcia prepotente na transmissão de pelagem, como a de Seattle Slew. Não seria isto um dado importante a se levar em consideração? Eu penso que sim.


Unbridled's Song

Na verdadeira abertura das provas de grupo na França, Jimmy Two Times, deu um show, como a grande maioria dos comandados de André Fabre, o fazem. Ganhou o Edmond Blanc, com tal superioridade que me faz suspeitar, poder ser ele algo de alto calibre, agora que maduro. E ele possui uma concepção genética distinta de Arrogate e Tapit. Ele é produto de pais tordilhos. Seu pai. Kendargent é também produto de dois todilhos, Kendor e Fax Bella. ambos descendentes em linhas altas, de um farta extirpe com esta pelagem, De um lado Kenmare. Kalamoun, Zeddaan e Grey Sovereign na linha superior. E de outro Linamix, Mendez e Bellypha, naquela que dizemos ser inferior.

A mãe de Jimmy Two Times, é filha do extraordinário avô materno Anabaa - um castanho - numa mãe todilha, descendente em linhagem alta de Highest Honor, Kenmare. Kalamoun, Zeddaan e Grey Sovereign.

Esta certo que Jimmy Two Times, é um descendente direto de Pretty Polly, o que o ajuda em muito. 

Há igualmente a possibilidade de Chatauqua, um castrado que ja conta com sete anos de idade, para mim o mais sublime sprinter do planeta, venha a confirmar em Royal Ascot aquilo que dele penso. Ele é um tordilho, com apenas a mãe tordilha.


Chautaqua

Você não deve ter idolatria pelos tordilhos. Mas penso que mais respeito deva ser reservado a esta pelagem, pois, a força que ela tem que fazer para a sua simples sustentação no turfe, não me parece pequena.