HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL

HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL
HARAS SANTA RITA DA SERRA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS REGINA

HARAS REGINA
JOLIE OLIMPICA BRAZILIAN CHAMPION 2YO - HARAS REGINA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO
NEPAL GAVEA´S CHAMPION 2YO - HARAS FIGUEIRA DO LAGO - São Miguel, São Paulo

STUD H & R

STUD H & R
STUD H & R - TOQUE NA FOTO PARA VER UM UM GP. BRASIL QUE VAI FICAR NA HISTÓRIA

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS
Santa Maria DE ARARAS: TOQUE NA FOTOGRAFIA E VENHA CONHECER O BERÇO DE CAMPEÕES

HARAS ESTRELA NOVA

HARAS ESTRELA NOVA
Venha nos conhecer melhor no Instagram @haras.estrelanova.

HARAS NIJU

HARAS NIJU
toque na foto para conhecer nosso projeto

HARAS FRONTEIRA

HARAS FRONTEIRA
HARAS Fronteira

HARAS CIFRA

HARAS CIFRA
HARAS CIFRA - HALSTON POR MARILIA LEMOS

HARAS IGUASSU

HARAS IGUASSU
HARAS IGUASSU A PROCURA DA VELOCIDADE CLÁSSICA - Foto de Karol Loureiro

albatroz bloodstock agency, Inc.

albatroz bloodstock agency, Inc.
albatrozusa@yahoo.com

quarta-feira, 5 de agosto de 2020

APRENDENDO COM OS SPRINTERS - MARCELO AUGUSTO

Nos últimos dias me debrucei sobre os ganhadores das principais provas destinadas aos sprinters europeus, peguei os últimos 50 anos da July Cup, Diamond Jubilee Stakes e o King Stand Stakes, e os seus vencedores e as tribos que dominaram essas provas me trouxeram muito ensinamento.

 Verifiquei que no início dos anos 70 adentrando os anos 80 o protagonismo coube aos Hyperion, através da descendência do Forli e do Owen Tudor acompanhados de perto da linha Nasrullah. A partir dos anos 80 juntaram-se à essas tribos a linha do Royal Charger através do Habitat e da Native Dancer através do Sharpen Up e chegando a esse seleto grupo a Northern Dancer que a partir dos anos 90 tomou para si o protagonismo. 

Numa leitura superficial dos pedigrees dos ganhadores nota-se na sua constituição a interação dessas tribos que foram cruzadas entre si, muitos daqueles que protagonizaram os anos 70 e 80, tiveram sua descendência mantida na linha alta e um bom reaproveitamento de suas filhas que possibilitou realça-los ao papel de destaque também como avôs maternos. Essa constatação descortinou os meus olhos com relação ao pedigree de um dos maiores velocistas surgido em pistas brasileiras, MENSAGEIRO ALADO, que tem uma estrutura genética fruto dessa interação das tribos dominantes das citadas provas de sprinters europeia e até hoje mantida por eles, uma vez que seu pai Ghadeer (Lyphard / Northern  Dancer), era um neto do HABITAT (Royal Charger) e sua mãe, Key To The Edge, uma filha do SHARPEN UP, tendo como segundo avô o Bold Ruller (Nasrullah), que na metade dos anos 70 também teve presença constante no pedigree dos principais ganhadores das citadas provas.


Sharpen Up
Invincible Spirit

 INVINCIBLE SPIRIT, hoje um dos baluartes da velocidade, tem como avô, KRIS, um Sharpen Up, sendo este por sua vez avô materno do DANEHILL DANCER. BATAASH hoje a grande estrela das provas de sprinters, é um Royal Applause/Acclamation/Dark Angel, numa mãe Lawman (Invincible Spirt). Se nos aprofundarmos mais nos ganhadores dessas provas aprenderemos muito mais, principalmente por sua contribuição no surgimento de diversos garanhões de sucesso. 

Deveríamos voltar a ter o olhar mais atento no turfe europeu e procurar trazer para a nossas lides cavalos cujas tribos dominam essas importantes provas, um bom Invincible Spirit ou um Royal Applause, por exemplo, seriam de bom alvitre, porém, como chamei a atenção em outras oportunidades, deveríamos repensar no nosso calendário clássico e principalmente valorizá-lo. 


Dark Angel
Acclamation


O mercado dá amostras dessa necessidade, pois as médias verificadas nos últimos leilões não condizem com o turfe atualmente praticado no Brasil. É possível dar uma guinada, basta querer. Temos que ter também a atenção voltada aos reprodutores encostados na criação brasileira que podem dar conta do serviço, recentemente chamei a atenção dos cruzamentos buscando a duplicação em Sharpen Up, principalmente entre a interação Setembro Chove x Silent Times, o primeiro tem como avô Knifebox, um cavalo da linha Sharpen Up e como segundo avô o Soviet Star, vencedor da July Cup, este um Nureyve (Northern Dancer e Special, por do Forli). Silent Times, é um Danehill Dancer, como já citado neto do Sharpen Up. Temos muitas filhas do Mensageiro Alado e alguns de seus filhos servindo como garanhões em haras pequenos no Sul do país.


Kodiac
Danehill Dancer

  Finalizando essa viagem que fiz nas citadas provas me trouxe na recordação o Breeder´s Dream, um Tudor Melody/Tudor Minstrel/Owen Tudor/Hyperion que chegou aqui no final dos anos 70 e nos brindando com o craque Duplex, mas que deixou também a sua marca nas principais provas de sprinters nacional nos anos 80, mandado para pistas 3 ganhadores de grupo 1 Grammont (GP Major Suckow), Green Dream (GP ABCCC) e Escurinha (GP. Proclamação da República). 

Marcelo Augusto