HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL

HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL
HARAS SANTA RITA DA SERRA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS REGINA

HARAS REGINA
JOLIE OLIMPICA BRAZILIAN CHAMPION 2YO - HARAS REGINA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO
NEPAL GAVEA´S CHAMPION 2YO - HARAS FIGUEIRA DO LAGO - São Miguel, São Paulo

STUD H & R

STUD H & R
STUD H & R - TOQUE NA FOTO PARA VER UM UM GP. BRASIL QUE VAI FICAR NA HISTÓRIA

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS
Santa Maria DE ARARAS: TOQUE NA FOTOGRAFIA E VENHA CONHECER O BERÇO DE CAMPEÕES

HARAS ESTRELA NOVA

HARAS ESTRELA NOVA
Venha nos conhecer melhor no Instagram @haras.estrelanova.

HARAS NIJU

HARAS NIJU
toque na foto para conhecer nosso projeto

HARAS FRONTEIRA

HARAS FRONTEIRA
HARAS Fronteira

HARAS CIFRA

HARAS CIFRA
HARAS CIFRA - HALSTON POR MARILIA LEMOS

HARAS IGUASSU

HARAS IGUASSU
HARAS IGUASSU A PROCURA DA VELOCIDADE CLÁSSICA - Foto de Karol Loureiro

albatroz bloodstock agency, Inc.

albatroz bloodstock agency, Inc.
albatrozusa@yahoo.com

terça-feira, 11 de agosto de 2020

PONTO CEGO: FALEM MAL MAS FALEM DE MIM !

A campanha promocional mais comentada no momento é a da Natura. Até eu que não me utilizo de produtos da mesma, interessei-me em saber o que estava acontecendo. Evidente que aqueles que botaram a promoção no ar, sabiam exatamente a repercução negativa que ela iria ter. O fizeram cientes da repercução negativa que teriam. Já que o Thammy ou a Thammy, sei lá, iria afetar aos conservadores, com toda razão. Mas ai é que vem o pulo do gato. Se eles contratassem um artista famoso iriam pagar 10x e ninguém iria dar bola ao que estava sendo apresentado. Enquanto se você contrata um transexual, antigo artista de filmes de porno, para fazer papel de um pai, gasta apenas X e cria um rebuliço na atmosfera. Pois ainda somos o pais do Carlos Imperial. Falem mal, mas falem de mim!

Pois, no momento que os conservadores se sentem incomodados, a esquerda festiva dos artistas e jornalistas brasileiros passam a apoiar o Thammy ou a Thammy, não importa, totalmente sem custo para a Natura, que nunca gastaria o cachê que eles exigiriam para opinar o que estão opinando de graça. Até mesas redondas e conferências via Zoom, passam a ter este, como um dos assuntos principais. Foi a maneira mais barata de angariar este apoio por gente que ora se encontra desempregada e brada para se manter viva no imaginário da população.

É bom para a esquerda festiva, que imediatamente xingará os conservadores, pois, se sentem os defensores do liberalismo não convencional, e estão com seus nomes na mídia, já que agora, a maioria, como disse, sem emprego, está com a tarefa e caçar cachorros a grito para pagar seus altos custos de vida.

Vi muito disto no turfe. O bad boy! Aquele que consegue audiência contrariando aquilo que a grande maioria acredita ser a lei natural das coisas. Não ganha clientes, mas trás para si a atenção, que nem sempre se constitui em notoriedade, mas mantém a certeza que ele está vivo e alguns tomarão consciência do fato.

Por isto tenho um pouco de receio de tornar-me polêmico. E sei que muitas vezes fui acusado de ser. Acredito que injustamente. Outrossim, tenho que aceitar o fato, que nós humanos, normalmente somos os últimos a aceitar nossos próprios defeitos. Hoje prefiro fazer como Einstein. Não tentar demonstrar o erro do próximo, pois, esta é a mais lenta forma de se livrar da conversa do mesmo.

Em meu e-mail recebo provocações de todos os tipos. Muitas as relevo. Porém existem algumas, que de tão ridículas, se tornam cômicas. Lembram-se do senhor LuiZ que morria de rir com o More than Ready? E que dizia que os filhos de Acteon Man não ganhariam uma corrida sequer? Seria que ele ainda ri, ou se desinteressou dos derbies e Brasil?

Acho que igual a ele, num âmbito nacional, só mesmo a Dilma Roussef e a Anita.

E acho que polemizar no turfe brasileiro que vivemos, é pura perda de tempo. Temos coisas muito mais importantes a enfrentar do que discutir se o Thammy ou o Thamy, não importa, deve ser tratado com um o ou uma a, antecedendo seu nome. A Natura deu um golpe de mestre. Os responsáveis pelo marketing dos hipódromos deveriam achar também uma promoção que captasse a atenção daqueles que não nos frequentam. 

Dizer que tem dinheirinho no cofre mesmo sabedor que as dividas com taxas são muito maiores, parece querer tampar p sol com a peneira. Não resolverá nosso problema. Uma solução tem que ser achada. Quanto mais cedo, melhor.

Que tal um anuncio do Lima Duarte dizendo que aqui, e aponta para o hipódromo os únicos artistas são os cavalos? Ou contratar os marketeiros da Natura para achar uma forma de atrair a atenção do grande publico, para a nossa existência?