HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL

HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL
HARAS SANTA RITA DA SERRA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS REGINA

HARAS REGINA
HARAS REGINA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO
HARAS FIGUEIRA DO LAGO - São Miguel, São Paulo

STUD H & R

STUD H & R
STUD H & R - TOQUE NA FOTO PARA VER UM UM GP. BRASIL QUE VAI FICAR NA HISTÓRIA

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS
AEROSOL, MESMO DEVOLVIDO PROVOU SER CRAQUE: TOQUE NA FOTOGRAFIA E VENHA CONHECER O BERÇO DE CAMPEÕES

HARAS SANTA TEREZA DO BOM RETIRO

HARAS SANTA TEREZA DO BOM RETIRO
ONDE A VELOCIDADE IMPERA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS NIJU

HARAS NIJU
toque na foto para conhecer nosso projeto

HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA

HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA
HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA: VENCEDORES INTERNACIONAIS EM TRÊS CONTINENTES

albatroz bloodstock agency, Inc.

albatroz bloodstock agency, Inc.
albatrozusa@yahoo.com

sexta-feira, 1 de julho de 2016

PONTO CEGO: GOOD NIGHT, DRIVE HOME SAFETELY

Nos proximos dias, este blog escrito no peito e na raça, graças a ajuda de uns poucos patrocinadores, poderá não ser de seu total agrado, mas algo tinha que ser feito, e eu decidi fazer. Se der certo, voltaremos com força total, renovados e prontos para a guerra. Se Deus assim não o quiser fica aqui o meu Good Night, Drive home safetely.  

Good Night, Drive home safetely. Este é um bom final de conversa, aqui nos Estados Unidos, quando não se quer levar adiante uma conversa. E penso, que deveria estar na maioria das discuções emitidas sobre coisas do turfe. Minha vó Adelina sabiamente dizia que não se devia discutir três assuntos: politica, mulher e futebol. Evidentemente que ela não conhecia turfe, pois, certamenmte seria esta, a quarta opção.

Hoje o dont cry for me Argentina tem como figura central Messi. Um grande jogador, mas que não consegue dar a sua seleção a tão almejada vitória que necessitam nossos vizinhos, há 23 anos sedentos de ganhar algo. Qualquer coisa, que seja. Qualquer aroma que possa lhe embasar a defesa que sabem tudo de futebol. Que Maradona é melhor do que Pelé. Que a mão de Deus, é argentina, assim como seu Papa. No Brasil, o futebol está um desastre e o turfe vai de mal a pior. E mesmo assim as discuções são mais para denegrir do que tentar se achar uma solução que liberte estas duas atividades, da nulidade em que vivem.

Estamos com uma crise aguda de reprodutores. Reduzidos ao número de apenas 170. E se formos criticos, quantos deles deveriam estar ali, como estão? Não diria que muitos, a ver pelos resultados de nossas principais provas. Porém, o que mais me preocupa é o decrescimo do número de éguas. Hoje contamos com 2,412 o que representa mais de 30% de decrescimo em relação ao ano anterior. Abandonadas no campo? Exportadas ao Uruguai? Viraram carne de cachorros? para onde estão indo nossas éguas? 

Desculpem a franquesa, mas sinto dizer com todas as letras que chegamos ao fundo do poço. Não é mais uma pergunta e sim uma afirmativa. Ou aparentemente estamos muito perto do mesmo, já que a nossa produção atual de cavalos de corrida é de 1954 produtos registrados. Sequer rompemos a barreira dos 2,000. Eu diria ser vexaminoso, triste, melancolico...

Dos menos de 300 criadores ainda classificados como tal, tendo inclusive aquele assim cognominado proprietarios de apenas uma égua, não há de se exigir nada. A eles meu agradecimento, pois, criar hoje cavalos de corrida no Brasil é um sacrificio pela atividade. Por isto, me esforço em ir ao maior número de haras possíveis, para ver suas fornadas, quando tenho clientes interessados em compras. Estes são os poucos abnegados que não querem ver o turfe morrer. Lutam por ele. Veja o caso da Black Opal, um grupo que recentemente adentrou em nossa atividade e já em seu primeiro produto adquirido, tem o lider da geração. Eles querem criar. Adquiriram já oito éguas de cria e eu pergunto para que? A resposta é simples. A atividade não pode discompromisar-se de sua base. A criação.

Sinto tristeza e sei que todos nós turfistas de algumna forma, devemos compartilhar este fracasso. Somos cada vez menos, e cada vez mais humilhados por alguns dirigentes de nosso turfe e principalmente por um governo onde lei de apoio a "cultura" é utilizada até para financiar casamentos. Em que a Petrobrás, nossa empresa orgulho, se torna a mãe do politico e do criminoso brasileiro. e de um país onde nossas intituições estão fálidas e nossas obras desabando, antes mesmo de serem inauguradas. Tudo graças a um partido chamado PT, o famoso Perda Total, hoje acusado de corrupção, mas cujo verdadeiro sonho é transformar o hipódromo de Cidade Jardim, num parque publico com pipoqueiros e cachorro quente e a Gávea num parque de diversões. 

Desculpem o desabafo, mas recentemente voltei do Brasil e fiquei deveras decepcionado com o que vi. Não tenho mais estomago de presenciar o que presenciei, nem saúde para tal. Para mim, apenas uma frase a todos aqueles que lutaram contra o que está acontecendo, dentro e fora de nossos hipódromos. Good Night, Drive home safetely.