HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL

HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL
HARAS SANTA RITA DA SERRA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS REGINA

HARAS REGINA
HARAS REGINA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO
HARAS FIGUEIRA DO LAGO - São Miguel, São Paulo

STUD H & R

STUD H & R
STUD H & R - TOQUE NA FOTO PARA VER UM UM GP. BRASIL QUE VAI FICAR NA HISTÓRIA

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS
AEROSOL, MESMO DEVOLVIDO PROVOU SER CRAQUE: TOQUE NA FOTOGRAFIA E VENHA CONHECER O BERÇO DE CAMPEÕES

HARAS SANTA TEREZA DO BOM RETIRO

HARAS SANTA TEREZA DO BOM RETIRO
ONDE A VELOCIDADE IMPERA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS NIJU

HARAS NIJU
toque na foto para conhecer nosso projeto

HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA

HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA
HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA: VENCEDORES INTERNACIONAIS EM TRÊS CONTINENTES

albatroz bloodstock agency, Inc.

albatroz bloodstock agency, Inc.
albatrozusa@yahoo.com

sábado, 10 de dezembro de 2016

PAPO DE BOTEQUIM: UMA EQUAÇÃO NATURAL

Gosto muito de pensar. Acho que é um exercicio como outro qualquer. Faz seu cerebro se manter sempre ativo. E quando ando, pela manhã, penso muito.

Vó Adelina dizia que mente parada é laboratório para o Diábo e por isto uso a música para abstrair-me do que possa estar a minha volta e deixo que os pensamentos tomem conta de minha mente. E invariavelmente a politica e os cavalos de corrida, passam a povoar, aquilo que chamo de meus horizontes. Entendo muito pouco da primeira, e uma pouquinho mais dos segundos. E quando volto para casa, já sento a frente do computador, para escrever algo, sobre o que pensei minutos atrás. É assim que nascem vários Papos de Botequim e Pontos Cegos. São expontâneos, não previamente preparados.

Hoje tenho a triste certeza, que não serei rico, Só em idéias. Afinal uns me chamam de metido, outros de fora da realidade. Quem está certo? Não sei. Não penso muito nisto. Penso apenas que sempre poderemos melhorar no turfe e que o bom cavalo pode nascer em qualquer lugar. Porisso temos nossa chance. Estas são as minhas normas básicas. Simples e fáceis de serem entendidas.

Alguém a de comentar, - e com muita propriedade diga-se de passagem - que os percentuais de qualidade nos seriam minorizados, com o aumento do grau de dificuldade. Concordo, mas basta um, e a festa será completa. Ai está o segredo do turfe. Você não compra quatro ou oito cavalos, achando que vai ter sucesso em provas de grupo com todos. Quem assim pensar, tem seus pés fora do chão. Precisa urgentemente voltar ao planeta terra. Você compra cavalos, acreditando no lote, e acreditar que entre eles, estará este um, que fará toda e qualquer diferença em sua vida. Da mesma forma que você cria vinte ou trinta ansiando aumentar suas chances e quem sabe tirar também este um. E na maioria das vezes não tira nada sequer. Afinal criar, sempre será mais dificil, do que simplesmente comprar. Contudo, tem uma vantagem. Você só vende aquele determinado individuo se assim o decidir. Ele é seu, desde a fecundação do óvulo.

Vejam o caso do Santa Maria de Araras, inegavelmente o estabelecimento de cria de melhores resultados de nosso turfe. Quantas éguas tem que ter, eles, quantos garanhões dispoem a seu serviço, para tirar no final, uns seis ou sete ganhadores de grupo por temporada. Eu diria que umas 250 éguas e uns três ou quatro reprodutores. Isto para se calcular por baixo bem por baixo.., E vocês já calcularam qual foi o percentual de acerto? E qual será o custo para se chegar a este percentual? Acho que nem o senhor Julio Bozano quer saber... E mesmo assim, chega na hora do vamos a ver um Daniel Boone, é obrigado a correr em uma pista impraticavel, e se dá no que deu.

Esta nossa realidade, de maneira alguma pode ser um elemento catalizador de desânimo. Em minha opinião, tem que ser visto como mais um desafio a ser vencido. Não dou muito valor as coisas fáceis. Acho que em toda conquista deva haver um certo grau de dificuldade. E isto não faz de mim um aprendiz a mártir. Me faz um cara consciçente das dificuldades. Porém, isto me faz também crescer a responsabilidade que tenho em indicar este ou aquele cavalo a um cliente e tentar manter um percentual digno de acerto. Dificuldades sempre existirão. Eu mesmo, pela primeira vez em minha existência, tive este ano problemas de saude, e foram os amigos, que ao relatarem suas experiências e o apoio fundamental que tive de minha mulher, que de alguma forma me deram ainda mais força, em suplanta-los. Logo, fácil não foi, mas venci.

A vida é o maior legado que a nós foi dado. E certamente criar cavalos de corridas, é criar vidas. Vidas de atletas. Nem todos serão bons atletas, mas todos deveriam pelo menos ter as aptidões fisicas para exercer suas atividades atléticas. E por isto tiro meu chapéu aos criadores brasileiros, pois, conseguem nos brindar com um  produto, que fisicamente, nada deve a seu coetano de além fronteiras. Porém, genéticamente...