HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL

HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL
HARAS SANTA RITA DA SERRA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS REGINA

HARAS REGINA
HARAS REGINA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO
HARAS FIGUEIRA DO LAGO - São Miguel, São Paulo

STUD H & R

STUD H & R
STUD H & R - TOQUE NA FOTO PARA VER UM UM GP. BRASIL QUE VAI FICAR NA HISTÓRIA

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS
AEROSOL, MESMO DEVOLVIDO PROVOU SER CRAQUE: TOQUE NA FOTOGRAFIA E VENHA CONHECER O BERÇO DE CAMPEÕES

HARAS SANTA TEREZA DO BOM RETIRO

HARAS SANTA TEREZA DO BOM RETIRO
ONDE A VELOCIDADE IMPERA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS NIJU

HARAS NIJU
toque na foto para conhecer nosso projeto

HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA

HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA
HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA: VENCEDORES INTERNACIONAIS EM TRÊS CONTINENTES

albatroz bloodstock agency, Inc.

albatroz bloodstock agency, Inc.
albatrozusa@yahoo.com

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

PONTO CEGO: QUEM AVISA AMIGO É

Acharam que eu estava exagerando quando outro dia chamei o Brasil de um pais sui-generis. Pois ele é. Querem um exemplo? Um ministro que já preencheu várias pastas nos governos do PT, foi Aldo Rebelo, que na verdade pertence ao quadro do Partido Comunista Brasileiro. Pois bem, quando lhe deram a pasta do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, um daqueles ministérios fantasmas criados por Lula, para conseguir dar empregos a todos aqueles que lhe rendiam a plantaforma de sustentação do governo, extasiei-me. E não era para menos, vocês sabem porque? Porque este mesmo Aldo Rebelo foi o autor de um projeto que queria proibir a adoção de inovações tecnológicas nor orgãos publicos, usando como justificativa a preservação de empregos dos funcionários publicos.

Imaginem que nem o Lula se preocupou em saber que estavam colocando na chefia de um de seus 39 ministérios, justamente o homem, que era o inimigo número 1 da ciência, tecnologia e inovação. Pior do que isto só aquele deputado baiano que pediu pela queda da tal da lei da gravidade...

Com este nivel de discernimento, como o PT poderia ter dado certo?

Discernimnto para mim, é a capacida cerebral de você sentir o perigo e evitar aquilo que chamamos de mico. Sempre achei que a Copa de Plata para as fêmeas, era uma carreira mais complicada de vencer que o Pellegrini, nos dias de hoje. O Argentino abandonou definitivamnte a stamina, para provas acima de 2000 metros, pois, ele visa a exportação de seu produto.  Todo criador importante argentino quer ter em seu plantel uma ganhadora da Copa de Plata ou da Carrera de las Estrellas. Não sei se são as provas de maior importância no cenário mundial, mas são para os criadores argentinos.

Previ que este ano, ainda seria mais dificil de se ganhar esta carreira, e como parâmetro, diria que a ganhadora do OSAF do Rio de Janeiro é um bom exemplo a se levar em consideração. pois é, ela chegou em último, a alguns corpos da penultima.

Quero já deixar bastante clrdo que Greenzapper não é Daffy Girl,. E complemento, que não sei se Daffy Girl hoje, é aquela égua que um dia me maravilhou. Mas há de se convir que Greenzapper tem um pedigree altamente viável para disputas internacionais. Logo, estava credenciada, a meu ver, apos o OSAF a esta aventura. Digo aventura, porque em minha opinião não passaria de uma quinta ou sexta colocação se bem corrida como foi, pelo Leandro - que conhece bem a pista de San isidro -  como foi Kiss Me Now, que ficou perdida na última colocação e chegou em terceiro a vários corpos das ponteiras. Mas pelo menos chegou correndo. 

Leal não cometeu erros,  no dorso de Greenzapper, apenas achou que correndo ali pela quinta ou sexta colocação, chegaria. Ledo engano. A reta de San Isidro - com cerca de 700 metros e em leve subida - é por demais maliciosa para éguas brasileiras. Se você não for Immensity, vai penar. Como nossa ganhadora do OSAF penou.

Agora eu pergunto? Se você tem uma égua no Brasil boa, que tenha ganho um grupo 1, levaria a Copa de Plata? Se arriscaria a comprometer toda a sua campanha futura com uma corrida que teóricamente é quase impossível de ganhar? Como disse se tivesse uma Immensity, sim. Do contrário, não. Ou será que o senhor Julio Bozano não levou Daffy Girl, por falta de interesse? Eu diria, que ele é o criador brasileiro que mais conhece esta carreira...

Meus amigos, quem avisa amigo é. Eu diria ser mais fácil se ganhar um grupo 1, com um potranca, na distância de 2,000 metros na California do que em Buenos Aires, mas tem profissional que acredita que não.

Dona Bruja, a ganhadora e acredito que a melhor égua em treinamento na América do Sul. tem parte de criação responsavel a um brasileiro e é filha de Storm Embrujado, um cavalo que um dia seu proprietario me convidou a ir a Buenos Aires e ver se ele servia para correr nos Estados Unidos. O vi correr e garanti a ele, que feio não iria fazer. Afinal era duplicado em Busanda, na razão 4x3 e tinha toda a genética embasada nos dirts argentinos e norteamericano. 

Ele ficou sediado em Ocala, Uma das últimas visitas que fiz a ele acompanhado do Adolpho Smith de Vasconcellos Crippa, foi ja no final de 2008.

Mas quis o destino que ele não viesse a correr, vitima que foi de problemas. Na reprodução cobrindo meia duzia de éguas, já provou, quão bom era. E agora que pegou pela proa uma Nureyev...

Mas para provar o que sempre achei dele, aqui vao o que escrevi em Agosto de 2008 e foi publicado no Jornal do Turfe: 

"...Hoje tenho desenhado um novo projeto para um cavalo argentino a quem estou profissionalmente ligado. Seu nome, Storm Embrujado. De conexões brasileiras ele edificou brilhante campanha em seu pais de origem e agora aqui nos Estados Unidos se mantêm em seu período de aclimatação. Findo o mesmo se ele vencer o de adaptação, que a meu ver em seu caso é o mais simples, ele terá uma campanha traçada para chegar a Milha arenática de Dubai. Para mim uma das provas mais simples de serem vencidas, se você tiver o cavalo e uma diretriz bem traçada.

O tempo dirá. Espero poder ter um novo papo sobre ele, à esta época ano que vem".