HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL

HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL
HARAS SANTA RITA DA SERRA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS REGINA

HARAS REGINA
HARAS REGINA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO
HARAS FIGUEIRA DO LAGO - São Miguel, São Paulo

STUD H & R

STUD H & R
STUD H & R - TOQUE NA FOTO PARA VER UM UM GP. BRASIL QUE VAI FICAR NA HISTÓRIA

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS
AEROSOL, MESMO DEVOLVIDO PROVOU SER CRAQUE: TOQUE NA FOTOGRAFIA E VENHA CONHECER O BERÇO DE CAMPEÕES

HARAS SANTA TEREZA DO BOM RETIRO

HARAS SANTA TEREZA DO BOM RETIRO
ONDE A VELOCIDADE IMPERA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS NIJU

HARAS NIJU
toque na foto para conhecer nosso projeto

HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA

HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA
HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA: VENCEDORES INTERNACIONAIS EM TRÊS CONTINENTES

albatroz bloodstock agency, Inc.

albatroz bloodstock agency, Inc.
albatrozusa@yahoo.com

quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

PONTO CEGO: SE LADRO, NÃO MORDO!

Não me envergonho por saber e muito menos por não saber. E sabem porque? Porque em ambas situações você pode melhorar. Aperfeiçoar-se ou simplesmente aprender. Ao mesmo tempo, não me recrimino por provar aquilo que sei. Acho que isto faz parte de sua obrigação. Aprender e passar adiante. Isto de maneira alguma o faz um metido ou um gabola. E se o fizer, menos mal. Tenho mais pavor do enrrustido, aquele falso modesto que encobre o que pena e nunca deixa a entender o que faz. Ele para mim, é mais perigoso que o metido, pois, este, pelo menos, se mostra. O outro nunca.

Diz o dito popular que cão que ladra não morde. Vide Lula que anda dizendo que vai fazer o Brasil pegar fogo. Mas em meu parecer aquele que ladra é menos perigoso, do que aquele que vem na surdina e o pega pelas costas, quando você menos espera. este são os Dirceus da vida. Logo, se ladro, não mordo!


Cassius Marcellius Clay, Jr. ou Muhammad Ali - como exigia ser chamado - foi o mais metido entre os esportistas que tive o prazer de acompanhar. E isto não o fez, junto com Pelé, em deixar de ser o maior desportista do século passado. Este ano ele nos deixou, depois sofrer com uma doença, que todo dia peço a Deus para não ter. Paulo Francis, era magistral em seus sarcasmo e foi o jornalista brasileiro mais ferino, e foi acometido de um enfarte, ao ser processado, por ter proferido nos anos 90 a suma inverdade que havia roubo na Petrobrás. Que blasfêmia...

Como expliquei anteriormente, teorias, não são mais do que opiniões com algum respaldo técnico. Não podem ser vistas como verdades biblicas. A de Albert Einstein, sobre a relatividade, até hoje é discutida, embora existam outros cientistas que a consideram provada.

Eu não quero provar absolutamente nada. Quero apenas extender meu ponto de vista. E se este não o agradar, minhas sinceras desculpas e o conselho de sempre: mude o canal. No caso deste blog, o canal cada dia é mais visto, recebe mais visitas e embora o turfe brasileiro tem um tamanho restrito de simpatizantes. tenho crescido em número e qualidade de leitores. E o Ninho do Albatroz sobrevive, graças a gente como os Haras Figueira do Laho, Santa Rita da Serra, Niju, Santa Maria de Araras, Regina e Santa Tereza do Bom Retiro e o Stud H e R, nossos patrocinadores.

Os emails que recebo, continuam divididos. Os que insultam e os que paramenizam. Antes eram proporções iguais. Hoje, os insultos se tornaram uma minoria. E eu continuo escrevendo aquilo que me vem a telha, sem me preocupar a agradar a A, a B ou a C. Das duas umas, ou os que não gostam de minha pessoa seguiram meu conselho e mudaram de canal, ou pouco a pouco vou me fazendo entender dentro destes assuntos que são de um empirismo transcendental.

Munha teoria sobre a transmissão linera, é naturalmente a mais combatida, pois, ela vai de encontro aquilo que é o mais sagrado em alguém que nasc: a importância da união. O que não consigo entender dos criticos, é como eles aceitam uma transmissão linear de familias femininas e não de tribos masculinas. Quem assim pensa desafia a lei suprema da prepotencia. E passa acreditar que do cruzamento do japonês, com um negro, poderá vir a nascer um atiano. Até hoje não nasceu. Mas quem sabe.

A lei da preponderância é milenar. Algimas raças, fisicamente se sobrepoem as outras. E são aquela que ficam mais restritas a um determinado território, as ue mais se fortalecem. vejam os casos dos asiáticos, do indianos, do escandinavos. E há de se aceitar o fato, que estas tribos humanas desenvolveram-se, inicialmente, por intermédio de imbreeds. As fixação de uma raça, exige, que chefes de raça e grandes matriarcas, sejam repetidos em um pedigree.

E sabem porque qualquer Icecapade, Buckpasser ou Hurry on chega no Brasil e domina? Porque não temos uma raça fixada. Hoje os Halos, dominam o Japão e vai chegar uma hora que os linebreeds em Hail to Reason serão a base da fixação desta raça. Tentem introduzir e dominar o mercado da Oceania, com algo que não seja derivado de Danehill. Tentem, mas dentro de um prazo viável de vida. Não de 100 anos.

Quanto mais se aprende, mais isento você fica de paixões. Confeso ter minhas preferências escandalosas. Mas nunca as deixo agir sobre minhas decisões. E quando erro, me redimo, fazendo ao contrário do que fazia. Afinal o erro dificilmente o levará a vitória e como já defendi aqui em várias oportunidades, você apenas sobrevive nesta atividade quando ganha mais do que perde. E assim mesmo tem aqueles afoitos e ansiosos proprietários, que querem já sair desde o inicio e se manter ganhando, porque Tô pagando!

O turfe é uma atividade a longo prazo, cujo saldo bancário ainda não chegou a uma fórmula infalivel de acerto. Tanto as tribos quanto as familias, precisam de decadas para demonstrar suas respectivas prepotências. Quando você tem a capacidade e a sorte de vislumbrar uma ainda em seu inicio, daquilo que rotulo como fixação, mergulhe de cabeça nela, pois, depois, será muito mais caro, fazê-lo.

Num cruzamento, existem prepotencias advindas de todos os lados. Pelas linhas altas, pelas linhas baixas e pelos imbreeds, linebreeds e duplicações. Você pode bolar um cruzamento, mas a única coisa que terá a seu favor, é a esperança que isto ou aquilo que assinalou, venha a potencilar seu acerto de decisão. E aqui entre nós, existem mais chances de fixação de um poder locomotor vindo via Northern Dancer-Sadlers Wells-Galileo, do que um vindo pelo tripé, Buckaroo'Montbrook'Giant gentleman. Vocês duvidam? Pois tentem. 

A lei das probabilidades recai nos Northern Dancers, Mr. Prospectors, Pretty Pollys e La Troiennes. E seria por que eles terem mais sorte? Não, porque eles tem maior preponderância e transmitem aquilo que mais desejamos em um cavalo de corrida, classe e vontade de vencer - que eu defino como brilhantismo.

Vamos ser honestos. Quando não se sabe, se aprende. E quando, por algum motivo, não se quer aprender, a brincadeira tende a ficar mais cara e na maioria das vezes monotona. Ai sugiro que uma amnte argentina ou um barco, são formas de ter um melhor retorno pelo dinheiro gasto.

Ladro, mais não mordo.