HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL

HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL
HARAS SANTA RITA DA SERRA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS REGINA

HARAS REGINA
HARAS REGINA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO
HARAS FIGUEIRA DO LAGO - São Miguel, São Paulo

STUD H & R

STUD H & R
STUD H & R - TOQUE NA FOTO PARA VER UM UM GP. BRASIL QUE VAI FICAR NA HISTÓRIA

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS
AEROSOL, MESMO DEVOLVIDO PROVOU SER CRAQUE: TOQUE NA FOTOGRAFIA E VENHA CONHECER O BERÇO DE CAMPEÕES

HARAS SANTA TEREZA DO BOM RETIRO

HARAS SANTA TEREZA DO BOM RETIRO
ONDE A VELOCIDADE IMPERA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS NIJU

HARAS NIJU
toque na foto para conhecer nosso projeto

HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA

HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA
HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA: VENCEDORES INTERNACIONAIS EM TRÊS CONTINENTES

albatroz bloodstock agency, Inc.

albatroz bloodstock agency, Inc.
albatrozusa@yahoo.com

domingo, 12 de março de 2017

PAPO DE BOTEQUIM: UM FIM DE SEMANA QUE PODE SER PERFITO PARA O VENÂNCIO NAHID


Chegamos a hora da verdade. De um lado vejo No Regrets absoluta, como lídima lider desta turma. Ela tem cheirinho de triplice coroa e acredito que possa vencer daqui a algumas horas, com excesso de sobras. Mas como se ela larga na baliza 13, que nos 2,000 metros da Gavea é um atestado de óbito? Pelko que vi na primeira prova da triplice coroa, ela poderia largar até na 32, que dificilmente viria a perder esta carreira, Mas de outro veremos uma disputa acirrada, entre machos, mas que pode finalmente definir a liderança  de uma geração.

Não existe dúvidas sobre quem foi o melhor dois anos deste grupo. English Major levou o cetro sem que visse alguém que pudesse fazer frente a ele. Fico feliz que tenha sido uma escolha minha. Outrossim, creio que o afago maior deve ser feito ao Beto Solanez, que depois de uma estréia estranha, contestada por muitos, trouxe de volta o filho de Put it Back, no ponto e ele simplesmente estraçalhou em suas derradeiras três corridas juvenis.

Mas como disse, ele é um Put it Back, que em sua grande maioria, tem produzido elementos que não possuem stamina necessária para chegar aos 2,000 metros. Outrossim, lembressem que craque surpreende e este pode ser o caso, pois, depois de uma longa inatividade e sem uma prova preparatória, ele voltou na primeira prova da triplice coroa, e não decepcionou. Para mim, como torcedor, ele correu uma barbaridade. Substituiu sua falta de aguerrimento por uma valentia incomum. Porém, quiz o destino que não passasse de uma quinta colocação.

Abro um parênteses, para definir o que seja para mim, uma valentia incomum. É exatamente o que demonstrou, outro filho de Put it Back, nosso triplice coroado Bal a Bali, vencendo, este sábado, uma prova de graduação máxima, em Santa Anita. Sei que Mandella é reconhecido por desenterrar até mortos, mas esta vitória de Bal a Bali, para mim, excedeu todas as mais otimistas expectativas. Até Madre Tereza, já não acreditava ser ele, o mesmo cavalo que havia sido no Brasil. E para a felicidade de nós turfistas, ele renasceu das cinzas e venceu uma carreira que tem mais do que um cheirinho de cavalo brasileiro. É o nossom paraíso. Logo, valentia incomum, pode ser uma das virtudes da progêne de Put it Back. E minha experiência diz, que isto pode cegar, até uma possivel falta de stamina. Fecho parênteses e abro outro. Porque será que esta semana fiz questão de colocar todas as corridas de Bal a Bali no blog? A aqueles que me perguntaram a razão do porque, ai esta resposta. Ele voltou a ser, aquilo que em minha opinião nunca, em momento algum, deixou de ser, um craque. O descanso  ainda é e sempre foi e será, o melhor remédio para que um cavalo de altissimo nivel reencontre a sua plenitude. Eu achei que aconteceria, como aconteceu: E ele jogando para o alto a falta de aguerrimento e mesmo os problemas fisicos pelo qual foi acometido, logo que chegou aos Estados Unidos. Agora fecho definitivamente este segundo parênteses.

Voltemos aos trilhos. Infelizmente dos quatro que chegaram a frente de English Major, aquele que parecia em maior evolução, Impeachment, foi alijado da contenda por um problema fisico, que talvez o afaste definitivamente das pistas. Mas agora os dois maiores problemas de English Major, passam a ser, não só provar sua stamina mas tamém ter ainda que enfrentar um grupo de potros, que me parecem estar prontos a dar o bote.

Guaruman, venceu com total sobriedade a primeira prova. Houveram problemas de ultrapassagem e de dificies percursos, para alguns de  seus adversários, mas aqui entre nós, eu pela vivência que tenho, sou obrigado a concordar que naquele domingo, ninguém iria tirar dele uma vitória que foi a meu ver plena e sem margem a maiores discuções. Ele reinou, na prova, de maneira inequivoca, e provou também de maneira inequivoca, que suas duas últimas carreiras não tinham sido obra do acaso.

Guaruman, tá com cheirinho de poder vir a ser, o novo lider desta geração, mas para isto terá que provar daqui a algumas horas, que o trono é seu, suplantando a aqueles que já bateu, agora numa distância ainda maior, e mais um Don Juan, que parece estar de olho na taça e pronto para finalmente florir, nas mãos do Venancio Nahid, que parece que poderá ter um fim de semana memorável.

No caso do primeiro grupo, formado por English Major, a parelha do Regina - Edotto e New in Town -  aqueles que momentaneamente os lidera,  Guaruman, passa a ser uma questão de stamina. Quem vai chegar lá. Mas no caso de Don Juan, que passou a ser um novo desafiante, veremos, se ele condiz com a stamina que seu pedigree exala. Aquele inusitado imbreed em Sassafrás, finalmente será chamado as falas.

Trata-se de um geração indefinida mas que a meu ver tem requintes, que pouco a pouco estão sendo provados em pista. Não creio que aqui seja aquele famoso caso de alguém tem que ganhar. Não vejo como ganhador desta prova, aquele que cansou menos. E sim, o lider desta geraçãp. Pois, a meu ver, há cheiro de carreira boa, no ar.

Dou-me ao direito de comentar que impressiona-me o estado em que se encontra a pista da Gávea. Este sabado, cheguei nela e a senti dura demais. Como o número de bons cavalos vem tendo manqueiras, de uns tempos para cá,  há de se convir que este possa ser um dos fatores. Sente-se na pista e quebra-se a seguir na continuação do treinamento. De uma coisa tenho plena certeza. Só manca o bom, pois, o matungo não se esforça o bastante para que sua sobrevivência física, seja desafiada. Este é o preço de se ter ou criar um bom cavalo de corrida. Matungo só manca, quando pisa em um buraco.

Meus caros e parcos leitores, algo me diz, que este domingo teremos duas grandes corridas. A primeira com a definição da liderança de uma geração. E a segunda com a confirmação de uma lider, que tem tudo para ser tornar uma triplice coroada.

Amigo Venancio, este fim de semana, pode ser o da tempestade perfeita que você pode criar...