HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL

HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL
HARAS SANTA RITA DA SERRA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS REGINA

HARAS REGINA
HARAS REGINA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO
HARAS FIGUEIRA DO LAGO - São Miguel, São Paulo

STUD H & R

STUD H & R
STUD H & R - TOQUE NA FOTO PARA VER UM UM GP. BRASIL QUE VAI FICAR NA HISTÓRIA

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS
AEROSOL, MESMO DEVOLVIDO PROVOU SER CRAQUE: TOQUE NA FOTOGRAFIA E VENHA CONHECER O BERÇO DE CAMPEÕES

HARAS SANTA TEREZA DO BOM RETIRO

HARAS SANTA TEREZA DO BOM RETIRO
ONDE A VELOCIDADE IMPERA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS NIJU

HARAS NIJU
toque na foto para conhecer nosso projeto

HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA

HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA
HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA: VENCEDORES INTERNACIONAIS EM TRÊS CONTINENTES

albatroz bloodstock agency, Inc.

albatroz bloodstock agency, Inc.
albatrozusa@yahoo.com

sábado, 18 de março de 2017

PONTO CEGO: DEIXA EU FAZER UMA CIRURGIA?

Se tiver que deixar alguma lápide de meu último endereço, algo por escreito, juro que ainda estaria em dúvida entre dois epitafios. O primeiro, seria aqui jaz alguém que nunca tirou ninguém do turfe. E o segundo aqui jaz alguém que nunca demonstrou a incapacidade de aprender. Espero que até lá, possa sempre poder repetir estas frases.

Nunca gostei de dar concelhos, pois, como vó Adelina, sempre me alertou, concelho nunca foi bom, pois, é de graça. O melhor é consultoria, pois é cobrada. Mas de vez em quando a gente fraqueja e acaba dando um pitaco em algo, que não conhece a fundo e apenas tem algumas noções. É o que acontece com o amador. Tenho pavor de amadores. Não tanto como em relação aos idiotas, mas no turfe ser amador, mesmo que com boas noções e intenções, se torna tremendamente perigoso. Amador para mim, é aquele cara que ouve o galo cantar, mas não sabe precisamente onde. Tateia, mas dificilmente consegue acha-lo. Aqui me refiro ao galo.

Abro um parênteses. No turfe, como em qualquer outra atividade, eu acho que quando um galo canta, você como profissional tem que saber, porque o galináceo canta, o que canta, como canta, a que horas canta e aonde canta. Fecho este parênteses ecológico.

Vocês devem estar se perguntando porque estou comentando isto e eu explico porque. Nenhum treinador norte-americano adquire um cavalo em keeneland sem um agente. Enquanto o profissional está selecionando os cavalos, ele, treinador está tentando achar clientes. Foi assim que Baffert chegou a Arrogate. Um profissional o detectou e ele detectou a Juddmonte Farms. Acredito que isto seja profissionalismo. No Brasil, a grande maioria dos treinadores escolhem seus próprios cavalos. O que não acredito que seja impeditivo, mas seria o mesmo que me pedir para eu fazer uma intervenção cirurgica, ou treinar um cavalo de corrida. Posso tentar ambas, só não garanto