HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL

HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL
HARAS SANTA RITA DA SERRA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS REGINA

HARAS REGINA
HARAS REGINA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO
HARAS FIGUEIRA DO LAGO - São Miguel, São Paulo

STUD H & R

STUD H & R
STUD H & R - TOQUE NA FOTO PARA VER UM UM GP. BRASIL QUE VAI FICAR NA HISTÓRIA

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS
AEROSOL, MESMO DEVOLVIDO PROVOU SER CRAQUE: TOQUE NA FOTOGRAFIA E VENHA CONHECER O BERÇO DE CAMPEÕES

HARAS SANTA TEREZA DO BOM RETIRO

HARAS SANTA TEREZA DO BOM RETIRO
ONDE A VELOCIDADE IMPERA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS NIJU

HARAS NIJU
toque na foto para conhecer nosso projeto

HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA

HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA
HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA: VENCEDORES INTERNACIONAIS EM TRÊS CONTINENTES

albatroz bloodstock agency, Inc.

albatroz bloodstock agency, Inc.
albatrozusa@yahoo.com

terça-feira, 11 de abril de 2017

PAPO DE BOTEQUIM: NOSSA FLORESTA

As vezes me sinto fora da realidade. Um verdadeiro E.T. no turfe brasileiro. Vou me explicar. O turfe é uma floresta, porém aqueles que militam em nosso turfe, só parecem querer cuidar de suas próprias árvores. Para não dizer barrigas... Amigos, um aviso de quem milita fora do Brasil em outros mercados, se a floresta vai mal, não adianta você ter uma árvore frondosa, que um dia ela irá também para o brejo.

E acreditem no que digo. Nossa floresta está muito mal. Perdemos um número significativa de árvores, e as que sobraram, estão sendo oprimidas por uma legislação de importação e uma falta de controle de saude - vitima de outras raças, diga-se de passagem - que não combinam com aquilo que acredito ser turfe de primeira qualidade.

Desculpe-me aqueles que assim não o pensam, mas não consigo ver o turfe como compartimentos separados por bairrismos e condições financeiras. Turfe é uma coisa só. A união que um grupo de proprietarios paulistas que não estavam satisfeitos com o que estava acontecendo em Cidade Jardim, me parece válida. Vai haver uma mudança. Esperemos apenas que para melhor. Cidade Jardim deve voltar a ser o que nunca deveria ter deixado de ser. Um dos dois importantes hipódromos brasileiros. Mas na realidade precisamos de mais. Muito mais. uma mudança total de nossa estrutura atial,

esta reviravolta em Cidade Jardim, não foi pelo método que sempre melhor funciona: o da união. Paciência. Houve um cisão e um dos lados levou a melhor. Num turfe que precisa acima de tudo de união, qualquer divisão me parece dificil de se entender. Que todos nós que dependemos desta atividade, apoiemos o que acredito que será feito. Tudo, tendo uma idéia básica, que o turfe brasileiro precisa de gente que trabalhe, não apenas que critique.

Acho que o nacionalista é um idiota, porém, quem vive assolado pelo bairrismo, é ainda pior. Você deve correr seu cavalo, tendo como primazia de escolha o profissional que vai utilizar, e as condições que aquele hipódromo lhe possa trazer. Eu particularmente acho que a Gavea estava melhor aparelhada de profissionais que Cidade Jardim, antes do inicio da crise- Outrossim, isto é uma opinião pessoal, logo, cada um tem a sua. Mas a crise afastou grande parte dos melhores profissionais sitiados em São Paulo, para o Rio e Montevideo. Eles voltarão? Espero que sim.

Trabalho para sobreviver, e do acerto de minhas seleções, tenho a continuidade do mesmo. Nunca tomei partidos, mas de maneira alguma me coloquei encima do muro. O turfe brasileiro, foi grande, decaiu, mas creio que possa voltar. Só depende de nós.