HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL

HARAS SANTA RITA DA SERRA - BRASIL
HARAS SANTA RITA DA SERRA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS REGINA

HARAS REGINA
HARAS REGINA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO

HARAS FIGUEIRA DO LAGO
HARAS FIGUEIRA DO LAGO - São Miguel, São Paulo

STUD H & R

STUD H & R
STUD H & R - TOQUE NA FOTO PARA VER UM UM GP. BRASIL QUE VAI FICAR NA HISTÓRIA

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS

HARAS SANTA MARIA DE ARARAS
AEROSOL, MESMO DEVOLVIDO PROVOU SER CRAQUE: TOQUE NA FOTOGRAFIA E VENHA CONHECER O BERÇO DE CAMPEÕES

HARAS SANTA TEREZA DO BOM RETIRO

HARAS SANTA TEREZA DO BOM RETIRO
ONDE A VELOCIDADE IMPERA - CLIQUE NA FOTO PARA CONHECER NOSSO PROJETO

HARAS NIJU

HARAS NIJU
toque na foto para conhecer nosso projeto

HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA

HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA
HARAS SANTA LUZIA DA ÁGUA BRANCA: VENCEDORES INTERNACIONAIS EM TRÊS CONTINENTES

albatroz bloodstock agency, Inc.

albatroz bloodstock agency, Inc.
albatrozusa@yahoo.com

sábado, 1 de julho de 2017

PAPO DE BOTEQUIM: O PODER DA GENÉTICA

Quem seria o pai do rebento de Capitu? Bentinho ou Escobar? Hoje o mistério levantado por Machado de Assis, seria rapidamente resolvido, com um simples exame de DNA. O turfe brasileiro teve momentos de escuridão. Toda vez que um cavalo atingia na pista um patamar superior e era filha de um reprodutor desconhecido, imediatamente vinha a tona o "misterio" da paternidade. Riadhis, El Santarem e outros, sofreram com estes "misterios".

A medicina evoluiu e a veterinária também. Não existem mais mistérios neste setor. Apenas aqueles que aparecem sem haver uma explicação plazivel para tal, ainda sucitam, não misterios ,as desconfianças, E a desconfiança, gera a curiosidade e esta a pesquisa.

Quantas vezes você olha e vê um pedigree que lhe pareça frágil, em um cavalo que você considera de primeiro nivel. Pois bem, ele terá seu ponto de força, cabe você procurar e acreditar. Sou um credulo naquilo que denomino pontos de força. Mas eles existem? Claro que sim, pois, se você duvida, como explicar as chefias de raça, e mais ainda, as linhas maternas pródigas?

O St. Simon, do século XIX, é o Nearco da primeira parte do século passado, o Northern Dancer da segunda parte e provavelmente será o Galileo deste novo inicio de século Eles trazem a força de transmissão e quando duplicados, garantem esta transmissão com mais vigor. Dai a validade da teoria dos imbreeds.

Vocês podem até não acreditar, mas haveria outra plauzível explicação? Confesso que não as encontro, por mais que a tenha as procurado nestas últimas quatro décadas. A genética funciona com a força de transmissão de caracteres. Os japoneses desenvolveram certas caracteristicas fisicas. Os escandinavos outras. E assim as raças vão se desenvolvendo. Com os cavalos de corrida acontece o mesmo. E de uma forma mais contundente, pois, os cruzamentos são fechados e direcionadas a uma única finalidade.

Cabe a nós tentar entender os recados que a genética nos transmite. E para isto você não precisa ser um geneticista. Basta ter senso de observação. Eles estão em todos os lugares, para serem reconhecidos. E depois de reconhecidos, analisados e qualificados.

Em certos situações este poder de transmissão pode se propagar linearmente - seja por tribos ou familias - ou em função de um cruzamento. Ou até, por intermédio da fusão destes situações. Tudo funciona como um reflexo na égua, Aquilo que você vê, na realidade não está ali, mas de forma alguma forma reflete em sua mente, como a ilusão de uma imagem em um lago. A verdade existe, está lá, mas você vê e sente. Não a toca.

O que não se entende, não quer dizer que seja mentira ou um mistério indissoluvel. Representa sim, um enigma que cabe a cada um decifrar.